Rodrigo Agostinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rodrigo Agostinho
Rodrigo Agostinho
Deputado Federal por São Paulo
Período 1º de fevereiro de 2019
até atualidade
Prefeito de Bauru
Período 1º de janeiro de 2009
a 1º de janeiro de 2017
Antecessor Tuga Angerami
Sucessor Clodoaldo Gazzetta
Vereador de Bauru
Período 1º de janeiro de 2001
a 31 de dezembro de 2008
Dados pessoais
Nascimento 12 de dezembro de 1977 (42 anos)
Cafelândia (São Paulo), Brasil
Partido PV (1996-1999)
PMDB (1999-2017)
PSB (2018-presente)
Profissão advogado

Rodrigo Antônio de Agostinho Mendonça (Cafelândia, 12 de dezembro de 1977) é advogado, ambientalista e político brasileiro, filiado ao Partido Socialista Brasileiro (PSB). Foi prefeito de Bauru de 2009 até 2017.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Seu primeiro cargo eletivo foi de vereador em Bauru por dois mandatos (2001 - 2008), sendo reeleito em 2004 com 5.751 votos.[1] Sendo no ano seguinte em 2005, Rodrigo por ser conhecido como ambientalista é convidado a assumir a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, durante a gestão de Tuga Angerami, na qual desempenhou papéis importantes como secretário. Enquanto esteve como secretário Rodrigo se candidatou para a eleição de deputado federal, em 2006, mas não obteve exito no pleito.

Mas só em 2008 obteve exito e foi eleito aos 30 anos, ao disputar pela primeira vez a Prefeitura Municipal. Sendo um dos prefeitos mais jovens a administrar a cidade de Bauru. Agostinho venceu as eleições de 2008, para o mandato (2009 - 2012), com 97.288 votos (54,30% dos votos válidos). Com relevante desempenho a frente da Prefeitura Municipal, Agostinho foi reeleito em 2012, com 82% dos votos[2] para o mandato (2013 - 2016). Antes de suas passagens a Prefeitura Municipal, Rodrigo havia passado anteriormente na Prefeitura Municipal como estagiário.

Em 7 de outubro de 2018, Rodrigo Agostinho foi eleito deputado federal, com mais de 100 mil votos, se tornando o primeiro deputado federal da região de Bauru desde 1998.[3]

Em 14 de março de 2019, foi eleito por unanimidade presidente da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (CMADS) da Câmara dos Deputados. É membro titular da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI).

Integra a Frente Parlamentar Ambientalista do Congresso Nacional e é membro da Diretoria da Frente Parlamentar Mista Ética Contra a Corrupção.

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Eleições 2004- Bauru» 
  2. «www.jcnet.com.br/Politica/2012/10/1-milhao-de-eleitores-decidem-prefeitos-e-vereadores-hoje.html». JCNet. 7 de outubro de 2012. Consultado em 9 de dezembro de 2012 
  3. Navarro, Thiago (7 de outubro de 2018). «Após 20 anos, Bauru volta a ter deputado federal: Rodrigo Agostinho». JCNET.com.br. Consultado em 6 de novembro de 2018 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.