Portal:Primatas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Conteúdo · Temas gerais · Resumo do conhecimento · Portais · Categorias · Listas · Glossários · Índices · Índice A-Z

(Atualizar Conteúdos)
Bem-vindo
ao Portal dos
Primatas
Portal:Primatas
Portal:Primatas
Portal:Primatas
Portal:Primatas
Este portal pretende reunir informações relacionados os Primatas
Primatas | Imagens
Comentarios na página de discussão
 ver·editar Primatas
Man of the woods.JPG

A ordem dos Primatas é um grupo de mamíferos que compreende os popularmente chamados de macacos, símios, lêmures e os seres humanos. É dividida informalmente em símios e prossímios. Os primatas surgiram de ancestrais arborícolas nas florestas tropicais; muitas das características dessa ordem são adaptações a esse modo de vida. Entretanto, alguns primatas são parcialmente arborícolas. Com exceção dos humanos, que habitam todos os continentes, a maior dos primatas vivem em florestas tropicais e subtropicais das América, África e Ásia. Variam de forma extrema em tamanho, indo desde Microcebus berthae, que pesa 30 g, até Gorilla beringei graueri, que pode pesar mais de 200 kg. De acordo com o registro fóssil, os ancestrais mais primitivos dos primatas viveram no Cretáceo Superior, há cerca de 65 milhões de anos; o mais antigo primata conhecido é Plesiadapis, do Paleoceno Tardio, entre 55 e 58 milhões de anos atrás. Estudos de relógio molecular sugerem que a origem dessa ordem é mais antiga, com estimativas ao redor de 85 milhões de anos atrás, no Cretáceo Médio.

A ordem dos Primatas tem sido tradicionalmente dividida em dois grupos: prossímios e antropóides. Prossímios possuem características dos primeiros primatas, e são os lêmures de Madagáscar, lorisídeos, e társios. Os antropoides incluem macacos e o homem. Mais recentemente, taxonomistas dividiram a ordem em Strepsirrhini, consistindo nos prossímios excluindo os társios, e em Haplorrhini, que são os társios e antropoides. Antropoides são divididos em dois grupos: Platyrrhini, ou "macacos do Novo Mundo", da América do Sul e Central, e Catarrhini, que incluem o Cercopithecoidea e o Hominoidea, da África e Ásia. Os "macacos do Novo Mundo" são, por exemplo, os bugios, os macacos-prego e os saguis; os catarrinos são, por exemplo, os babuínos, os gibões, e os hominídeos. Humanos são os únicos catarrinos a serem bem sucedidos fora da África e Ásia, embora o registro fóssil mostre que já houve primatas não-humanos na Europa. Muitos primatas foram descobertos na década de 2000.

Mais informações sobre primatas...


Commons-logo.svg
Categoria | Media
 ver·editar Artigo selecionado
Lemur catta toothcomb.jpg
A história evolutiva dos lémures ocorreu em isolamento de outros primatas, na ilha de Madagáscar, durante pelo menos 40 milhões de anos. Os lémures são primatas prossímios que pertencem à subordem Strepsirrhini, que se separou dos outros primatas há menos de 63 milhões de anos. Partilham algumas características com os primatas mais basais e por tal são muitas vezes confundidos como sendo ancestrais aos primatas mais evoluídos incluindo os humanos. Pelo contrário, apenas meramente se assemelham com primatas ancestrais.

Pensa-se que os lémures tenham evoluído durante o Eocénico ou mais cedo, partilhando um ancestral comum mais próximo com os lorisiformes. fósseis em África e testes com uso de DNA nuclear sugerem que os lémures fizeram o seu caminho até Madagáscar entre 40 e 52 milhões de anos atrás. Pensa-se que uma população ancestral de lémures tenha inadvertidamente chegado à ilha através de dispersão do tipo rafting, através de uma porção de vegetação flutuante. As hipóteses de ponte terrestre e migração de ilha em ilha também foram propostas. A altura e número de colonizações hipotéticas têm tradicionalmente articulado com as afinidades filogenéticas do aie-aie (Daubentonia madagascarienses), o membro mais basal do clade dos lémures.

Tendo sofrido a sua evolução independente em Madagáscar, os lémures diversificaram-se e preencheram muitos nichos ecológicos normalmente ocupados por outros tipos de mamíferos. Os lémures incluem os mais pequenos primatas do mundo, tendo antigamente também possuído alguns dos maiores. Desde a chegada dos seres humanos, há cerca de dois mil anos, eles estão restritos a apenas 10% da ilha, ou aproximadamente 60 mil quilómetros quadrados.

 ver·editar Imagem selecionada
{{{caption}}}
Cscr-featured.svg Crédito: RedCoat

Um Macaco-de-gibraltar (Macaca sylvanus) em Gibraltar. Esta espécie é a única a habitar o continente europeu, além do homem. Existe uma lenda de que enquanto a espécie habitar Gibraltar, ela continuará sob domínio britânico.

 ver·editar Você sabia?
Varecia variegata full body curled up.jpg
 ver·editar Categorias
 ver·editar Espécie selecionada
{{{caption}}}
Pan paniscus (Bonobo)
Status iucn3.1 EN pt.svg
Em perigo

(IUCN 3.1)

O bonobo (Pan paniscus), também chamado chimpanzé pigmeu e menos frequentemente chimpanzé anão ou grácil, é uma das duas espécies que compreendem o gênero Pan. A outra espécie no gênero é Pan troglodytes, ou chimpanzé comum. Ambas as espécies são chimpanzés, embora esse termo seja usado principalmente para a maior das duas espécies, o P. troglodytes.

Distingue-se pelas pernas relativamente longas, lábios cor-de-rosa e o rosto moreno. O bonobo é encontrado numa área de cerca de 500 000 km² da Bacia do Congo na República Democrática do Congo, na África central. A espécie é omnívora e habita as florestas primárias e secundárias, incluindo as áreas pantanosas.

O bonobo é popularmente conhecido por seus altos níveis de comportamento sexual. Os bonobos têm relações sexuais para apaziguar os conflitos, adquirirem status social, afeto, excitação e redução do estresse.

 ver·editar Listas sobre primatas
 ver·editar WikiProjetos
 ver·editar Coisas a fazer

A maior parte dos artigos relacionados a Primatas não estão com qualidade considerada satisfatória. Muitos artigos são esboços, enquanto outros sofrem de muitos problemas como falta de referências e má formatação, além de que muitos são inexistentes na Wikipédia Lusófona. Por isso sua ajuda é muito importante. Se você se interessa por temas relacionados aos Primatas, ajude a melhorar a qualidade dos artigos e criar novos, de forma a construir uma enciclopédia livre onde o conteúdo de qualidade é acessível a todos. A seguir estão algumas dicas de como você pode contribuir.

Crystal Clear action configure.png
  • Se você ainda não está familiarizado com as ferramentas de edição da Wikipédia, dê uma olhada nesse simples tutorial com dicas simples, mas valiosas;
  • Melhore a qualidade dos artigos sobre os Primatas. Muitos deles carecem de fontes, o que compromete sua credibilidade;
  • Alguns artigos são destacados. Use-os como modelo para tornar outros artigos também destacados;
  • Ajude a manter este portal atualizado. Dê sugestões de novos artigos, imagens e notícias que podem ser incluídas nas seções acima. Se quiser fazer uma crítica, sugestão ou elogio sobre o portal em geral, utilize a página de discussão.
Portal A Wikipédia possui o
Portal dos Primatas.
  • Coloque a predefinição {{Portal-Primatas}} nos artigos sobre Primatas(o resultado está ao lado). Dessa forma você ajuda a divulgar este portal.
 ver·editar Wikimedia associada
Primatas no Wikispecies     Primatas no Wikiquote     Primatas no Wikibooks     Primatas no Wikisource     Primatas no Wiktionary     Primatas no Wikimedia Commons
Diretório de espécies Citações Manuais & Textos Textos Definições Imagens & Mídias
Wikispecies-logo.svg
Wikiquote-logo.svg
Wikibooks-logo.svg
Wikisource-logo.svg
Wiktionary-logo-en-35px.png
Commons-logo.svg

Portais de seres vivos

Portal:Biologia Portal:Ecologia Portal:Zoologia Portal:Anfíbios e répteis Portal:Aves Portal:Crustáceos Portal:Micologia Portal:Mamíferos Portal:Peixes Portal:Botânica Portal:Felinos Portal:Caninos
Biologia Ecologia Animais Anfíbios e Répteis Aves Crustáceos Fungos Mamíferos Peixes Plantas Gatos Cães