Post-hardcore

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Post-hardcore
Guy Picciotto, que foi guitarrista e vocalista das bandas Rites of Spring e Fugazi. Rites of Spring foi considerada uma das precursoras do gênero.
Origens estilísticas Pós-punk
Hardcore punk
Noise rock
Contexto cultural Meados da década de 1980
Instrumentos típicos Bateria, baixo, guitarra elétrica, vocal
Popularidade Média no Reino Unido, Canadá e em outros países. Alta em parte dos Estados Unidos. Baixa em alguns pontos do Brasil.
Formas derivadas Blackgaze, Math rock
Subgêneros
Emo (screamo)
Gêneros de fusão
Electronicore, Nintendocore
Formas regionais
Curitiba, São Paulo
Outros tópicos
Bandas  • Art punk • Emo  • Pop punk

Post-hardcore ou pós-hardcore é um gênero de música derivado do hardcore punk, ele mantém a agressividade e a intensidade do hardcore mas possui um maior grau de introversão emocional, melódica, criativa e experimental. Inicialmente inspirado pelo pós-punk e pelo noise rock, as primeiras aparições do gênero foram em Washington, D.C., após a metade dos anos 80 (veja a era de lançamentos da Dischord Records, por exemplo), apesar de não ser bem conhecido até o começo dos anos 90.

O pós-hardcore, como um gênero musical, é marcado pelos seus ritmos precisos e bases de guitarras altas e melódicas, acompanhadas por performances vocais que são frequentemente cantadas, sussurradas ou gritadas (ver screamo). O gênero desenvolveu um equilíbrio único entre dissonância e melodia, em parte dividindo a característica alta e rápida do hardcore em algo mais uniforme e complexo, com estruturas de tensão sutis e mais solto, bem como uma intensidade emocional característica, além dos vocais melódicos, os riffs e solos de guitarra são trabalhados de forma à construir uma característica instrumental melódica e expressiva, e por vezes melancólica. A allmusic afirma que as bandas de pós-hardcore encontraram formas criativas para construir e liberar as tensões agressivas do hardcore punk.[1] Ele divide com suas raízes do hardcore uma consciência intensa e social, uma considerável influência do pós-punk britânico do final dos anos 70, assim como a ética punk DIY, ainda evita muito da raiva não focada e liberdade, às vezes, um talento musical amador e experimental do hardcore.

Fugazi durante a sua última turnê pré-hiato em 2002.

O gênero ainda inclui bandas com ensinamentos decididos de art punk como Fugazi, Drive Like Jehu, Rites of Spring, Glassjaw, Moss Icon, Quicksand, Whisper Campaign, e Hoover.

O pós-hardcore permaneceu durante a cena alternativa dos anos 90 com bandas como Helmet, porém, quase desapareceu da vista do público nos anos 2000, isso aconteceu devido a tendência recente de bandas de metalcore a apresentar influências do pós-hardcore, o que acaba gerando uma confusão entre os dois gêneros. Entretanto, o pós-hardcore ainda prospera em círculos mais alternativos e undergrounds, assim como em formas novas e mais radicais. Gêneros e estilos relacionados ao pós-hardcore incluem o emocore, hardcore melódico e o math rock, os quais compartilham uma herança comum com o pós-hardcore, entretanto esses estilos divergiram-se e desenvolveram-se unicamente dentro deles mesmos.

Shane Told durante um concerto com o Silverstein.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Música punk é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. "Posthardcoreallmusic"