Tramagal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
 Portugal Tramagal  
—  Freguesia  —
Brasão de armas de Tramagal
Brasão de armas
Localização no concelho de Abrantes
Localização no concelho de Abrantes
Tramagal está localizado em: Portugal Continental
Tramagal
Localização de Tramagal em Portugal
Coordenadas 39° 25' 12" N 8° 15' 07" O
País  Portugal
Região Centro (Região das Beiras)
Sub-região Médio Tejo
Província Ribatejo
Concelho ABT.png Abrantes
Administração
 - Tipo Junta de freguesia
 - Presidente Vítor Hugo Braz Vicente Cardoso (PS)
Área
 - Total 24,10 km²
População (2011)
 - Total 3 500
    • Densidade 145,2 hab./km²
Gentílico: Tramagalense
Orago Nossa Senhora da Oliveira
Sítio Freguesia do Tramagal

Tramagal é uma vila portuguesa do concelho de Abrantes, na província do Ribatejo, região do Centro (Região das Beiras) e sub-região do Médio Tejo. Aldeia até 1986, foi elevada a vila nesse ano pela lei nº 28/86 de 23 de Agosto. É conhecida como "Vila Convívio". É sede de uma freguesia com 24,10 km² de área e 3 500 habitantes (2011)[1]. A sua densidade populacional é 145,2 h/km².

A freguesia do Tramagal localiza-se na parte ocidental do concelho, a sul do Tejo. Tem como vizinhos o concelho de Constância a oeste e norte Rio de Moinhos a norte, Abrantes (sede do concelho) a nordeste e São Miguel do Rio Torto a sueste. É ribeirinha à margem esquerda do rio Tejo ao longo dos limites com Rio de Moinhos e São Vicente e da parte norte do limite com Constância.

É composta por 2 aglomerados populacionais, nomeadamente a vila de Tramagal (Sede de Freguesia) e o Crucifixo, aldeia situada a 1,5Km no centro geográfico da vila. Os pontos turísticos, que se devem obrigatoriamente visitar na visita à freguesia do Tramagal, são sobretudo a Igreja de Nossa Senhora da Oliveira, datada do século XVIII; O museu "A Forja", em homenagem a Eduardo Duarte Ferreira, onde se recria uma fundição no princípio do século XX e o Largo dos Combatentes, espaço recentemente melhorado, em antiga calçada portuguesa, zona de encontro e de arrais populares.

O actual estado de evolução da vila foi conseguido através do desenvolvimento industrial, mais precisamente da antiga fábrica Metalúrgica Duarte Ferreira (uma das maiores metalúrgicas nacionais até aos anos de 1980, à qual os tramagalenses devem a história da sua vila. Por sua vez, esta influência industrial descaracterizou a vila, que teria influência predominantemente agrícola, dado estar inserida na região do Ribatejo.

O reflorescimento da vila depende da sua verdadeira integração na zona urbana abrantina, facto o qual só acontecerá aquando a construção de uma ponte a unir as duas margens. Actualmente a travessia de Tramagal a Abrantes está a uma distância de 10 km, valor o qual pode ser reduzido para 500 metros se a ponte for construída.

Possui, de igual modo, história vinícola, bem representada pela Quinta do Casal da Coelheira e pela sua Adega, na Estrada Nacional 118, da qual emergiram vinhos premiados, como o Casal da Coelheira Reserva e DOC, Terraços do Tejo e, mais recentemente, o Mythos e o Casal da Coelheira Rosé 2009 (premiado como melhor vinho rosé do Mundo em Bruxelas/2010).

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia do Tramagal [2]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
1 411 1 452 1 510 1 684 2 052 2 016 2 469 2 926 3 211 4 164 4 440 5 167 4 568 4 043 3 500
Distribuição da População por Grupos Etários
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 407 473 2 130 1 033 10,1% 11,7% 52,7% 25,6%
2011 370 264 1 780 1 086 10,6% 7,5% 50,9% 31,0%

Média do País no censo de 2001: 0/14 Anos-16,0%; 15/24 Anos-14,3%; 25/64 Anos-53,4%; 65 e mais Anos-16,4%

Média do País no censo de 2011: 0/14 Anos-14,9%; 15/24 Anos-10,9%; 25/64 Anos-55,2%; 65 e mais Anos-19,0%

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano)». Informação no separador "Q601_Centro". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 2 de Março de 2014. Cópia arquivada em 4 de Dezembro de 2013 
  2. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes


Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.