Coming to America

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Um Príncipe em Nova York)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Coming to America
Um Príncipe em Nova Iorque (PRT)
Um Príncipe em Nova York (BRA)
 Estados Unidos
1988 •  cor •  117 min 
Direção John Landis
Produção George Folsey, Jr.
Robert D. Wachs
Roteiro David Sheffield
Barry W. Blaustein
História Eddie Murphy
Elenco Eddie Murphy
Arsenio Hall
James Earl Jones
Shari Headley
Madge Sinclair
Género Comédia
Cinematografia Sol Negrin
Woody Omens
Edição Malcolm Campbell
George Folsey, Jr.
Companhia(s) produtora(s) Eddie Murphy Productions
Distribuição Paramount Pictures
Lançamento Estados Unidos 29 de junho de 1988
Portugal 30 de setembro de 1988
Brasil 27 de outubro de 1988
Idioma Inglês
Orçamento US$ 39 milhões
Receita US$ 288,752,301
Página no IMDb (em inglês)

Coming to America (Um Príncipe em Nova York BRA ou Um Príncipe em Nova Iorque POR)[1][2] é um filme estadunidense, do gênero comédia romântica, dirigido por John Landis em 1988.

É o primeiro filme do ator Cuba Gooding Jr., que surge como um figurante na barbearia, e traz Don Ameche e Ralph Bellamy reprisando seus papéis como os milionários falidos de Trading Places, também protagonizado por Eddie Murphy. O filme também traz uma participação de Samuel L. Jackson como um assaltante que tenta roubar a lanchonete 'McDowell's".

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Akeem Joffer (Eddie Murphy), um jovem príncipe, herdeiro do trono de Zamunda (um reino africano fictício), vive uma vida de luxo e riqueza, em que todas as tarefas comuns do dia-a-dia são realizadas por criados. Akeem se aborrece com esta vida, desejando algo a mais para si mesmo. Quando ele completa 21 anos, seus pais, o rei Jaffe (James Earl Jones) e a rainha Aeoleon, lhe apresentam sua futura esposa, Imani, que ele nunca conheceu e que foi treinada para obedecer todas as suas ordens. Querendo achar uma mulher que o ame pelo que ele realmente é, e não pelo seu status social, Akeem decide viajar para os Estados Unidos da América, juntamente com o melhor amigo e acessor pessoal Semmi (Arsenio Hall). Ambos acabam viajando para Nova York, e decidem ir para o bairro do Queens, onde fingem serem estudantes estrangeiros pobres, e vivendo num apartamento miserável em Long Island City, ao mesmo tempo em que tentam se habituar a uma realidade bem diferente da que conhecem.

Pouco depois, os dois arranjam trabalho numa lanchonete de fast food chamada McDowell's (uma imitação do McDonald's), que pertence ao viúvo Cleo McDowell e às suas duas filhas, Lisa e Patrice. Akeem acaba se se apaixonando por Lisa, mas esta já tem um namorado, o arrogante e preguiçoso Darryl (Eriq La Salle), cujo pai é dono da marca Soul Glo (um creme que ajuda a cachear cabelos, ao estilo do penteado Jheri), e que, sem o consentimento de Lisa, anuncia que ambos se vão casar. Furiosa, ela termina com Darryl e começa a sair com Akeem, que a impressiona com a sua personalidade e nobreza, apesar de garantir a Lisa que vem de uma família de pastores de cabra na África. Enquanto Akeem está com cada vez mais trabalho e aprendendo como vivem os plebeus, Semmi não está mais aguentando viver em condições de vida tão humildes. Depois que um jantar com Lisa é frustrado, Semmi propõe um apartamento com jacuzzi e outros luxos, mas Akeem confisca o dinheiro e dá tudo a dois mendigos (Don Ameche e Ralph Bellamy - fazendo uma aparição especial como os irmãos Duke de Os Ricos e os Pobres). Semmi então emite um carta, pedido urgentemente mais fundos adicionais ao reino de Zamunda.

Como consequência, a família real e toda a corte viajam até o Queens para lidar com a situação, revelando a todos que Akeem pertence, na verdade à realeza. McDowell, que não aprovava o namoro por julgar que Akeem era pobre, fica radiante, mas Lisa se enfurece por Akeem ter escondido a sua identidade e por isso se recusa a casar com ele. Akeem explica o motivo de ter mentido, mas Lisa continua magoada. Desolado, o príncipe resolve voltar para o seu país, aceitando se casar com Imani. Perante o desgosto do filho, o rei Jaffe insiste que esta "é a tradição" e pergunta "quem sou eu para mudá-la?". A rainha comenta: "julgava que eras o rei".

No casamento em Zamunda, Akeem espera, desanimado, pela sua noiva no altar. Quando levanta o véu, fica surpreso ao descobrir que é Lisa, que decidiu voltar atrás e aceitar se casar com ele. Ao final da cerimônia, os dois seguem de carruagem, enquanto são saudados pelo povo zamundano. Lisa está maravilhada e pergunta a Akeem se ele realmente abriria mão de tudo aquilo por ela. Akeem diz que poderia fazer isso ali mesmo, mas Lisa ri, optando por fazer parte da família real.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem Brasil Dublagem
Eddie Murphy Príncipe Akeem Joffer Waldyr Sant'anna
Clarence
Randy Watson
Saul
Arsenio Hall Semmi Hélio Ribeiro
Morris
Reverendo Brown
Mulher na Boate
James Earl Jones Rei Jaffe Joffer Luiz Brandão
Shari Headley Lisa McDowell Lina Rossana
Allison Dean Patrice McDowell Nair Amorim
Madge Sinclair Rainha Aoleon Joffer Marly Ribeiro
Eriq La Salle Darryl Jenks Dário de Castro
John Amos Cleo McDowell Pietro Mário
Paul Bates Oha Guilherme Briggs
Don Ameche Duque Mortimer Miguel Rosenberg
Ralph Bellamy Duque Randolph Arthur Costa Filho
Vanessa Bell Calloway Imani Izzi Maralise Tartarine
Louie Anderson Maurice Ricardo Vooght
Frankie Faison Senhorio
Samuel L. Jackson Assaltante do McDowell's Marco Ribeiro
Locutor Corrêa de Araújo

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Coming to America: Original Motion Picture Soundtrack
Trilha sonora de Vários artistas
Lançamento Julho de 1988
Gênero(s) Pop
Duração 40:16
Idioma(s) Inglês
Gravadora(s) Atco Records
Singles de 'Coming to America'
  1. "Coming to America"
  2. "Come into My Life"
  3. "That's the Way It Is"
  4. "Better Late Than Never"
Lado A
  1. "Coming to America" — The System (3:49)
  2. "Better Late Than Never" — The Cover Girls (4:02)
  3. "All Dressed Up (Ready to Hit the Town)" — Chico DeBarge (4:50)
  4. "I Like It Like That" — Michael Rodgers (4:01)
  5. "That's the Way It Is" — Mel and Kim (3:25)
Lado B
  1. "Addicted to You" — LeVert (3:54)
  2. "Comin' Correct" — J.J. Fad (3:56)
  3. "Livin' the Good Life" — Sister Sledge (3:46)
  4. "Transparent" — Nona Hendryx (3:50)
  5. "Come into My Life" — Laura Branigan & Joe Esposito (4:39)

Sequência[editar | editar código-fonte]

No início de 2017, foi divulgado um anúncio que abordou a produção de uma continuação do filme. Jonathan Levine foi anunciado como diretor e Kevin Misher como produtor, além disso, Sheffield e Blaustein, os roteiristas originais, também foram colocados no projeto. No entanto, uma possível participação dos protagonistas Eddie Murphy e Arsenio Hall não ficou definida. De acordo com várias contas públicas, o próprio Murphy, aparentemente, postou um anúncio sobre o projeto do filme, um mês antes, no Facebook, mas depois afirmou que sua conta havia sido hackeada e completamente excluída.

Em 11 de janeiro de 2019, foi anunciado que a continuação seguiria em frente, com Murphy reprisando seu papel e Craig Brewer dirigindo-a (os dois trabalharam juntos no filme Dolemite Is My Name, da Netflix). Arsenio Hall, Shari Headley, John Amos e James Earl Jones devem voltar para a sequência.[3][4]

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

  • Óscar 1989 (Estados Unidos)
  • American Comedy Awards 1989 (Estados Unidos)
    • Venceu na categoria de Ator Coadjuvante mais Engraçado em Cinema (Arsenio Hall).

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]