NOS (operadora)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de ZON TV)
Ir para: navegação, pesquisa
Nuvola apps important square.svg
Este artigo ou secção possui passagens que não respeitam o princípio da imparcialidade.
Tenha cuidado ao ler as informações contidas nele. Existe alguma controvérsia neste artigo quanto à forma de o tornar mais imparcial. Evite editar o artigo sem participar no debate a decorrer na página de discussão.
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde maio de 2015).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
NOS
Slogan Há mais em NOS
Tipo SGPS
Indústria Telecomunicações
Fundação 1994 (21 anos)
Sede Lisboa  Portugal
Pessoas-chave Miguel Almeida, CEO
Produtos Televisão, Internet, VoIP, Telemóvel
Parentesco NOS Comunicações
Página oficial www.nos.pt

NOS (anteriormente denominada ZON e TV Cabo)[1] é a maior operadora portuguesa de televisão por cabo e satélite e fornece serviços de televisão, acesso à Internet, telefone fixo (VOIP) e telefone móvel. (Quintuple Play).

Historia[editar | editar código-fonte]

Inicialmente, a empresa (ZON MULTIMÉDIA) era uma divisão da PT Multimédia, pertencente ao grupo Portugal Telecom até 2007, altura em que as empresas se tornaram independentes. Desde a separação do grupo PT houve uma tentativa de melhorar a imagem da empresa, desgastada com as inúmeras queixas dos clientes e de abuso de posição dominante por parte das concorrentes, pelo que houve uma reorganização dos serviços de apoio, aumento dos produtos disponibilizados, em especial a introdução do Triple Play, Televisão de alta definição, Video on demand e. finalmente. a mudança de nome de TVCabo para ZON. O marketing agressivo foi reforçado, na tentativa de limitar a expansão da antiga empresa mãe (Portugal Telecom) e das restantes concorrentes na área do Triple Play.

No dia 24 de Julho de 2008, a ZON TV comprou, numa perspetiva de expansão das suas infraestruturas e penetração de mercado, em conjunto com a CBI, a Bragatel e a Pluricanal (Leiria e Santarém, já que a Pluricanal Aveiro foi comprada pela Cabovisão, e a Pluricanal Gondomar foi comprada pela TVTEL nos anos 90) ao empresário José Berardo.[2] A 17 de Janeiro de 2008, a ZON TV Cabo anunciou a compra, em conjunto com a CGD[desambiguação necessária], da TVTEL.

A NOS incubou inicialmente sob a designação de ZONOPTIMUS, empresa oriunda da fusão entre a ZON Multimédia e a Optimus (Ex SONAECOM) e que foi fundada em Agosto de 2013 após a Autoridade da Concorrência e a Comissão Nacional de Valores Imobiliários aprovar a união das duas companhias. No dia 16 de Maio de 2014, resultante da fusão entre a ZON e a Optimus, nasceu a marca NOS. O seu aparecimento ficou marcado por uma estratégia de penetração de mercado de elevada agressividade e da reaproximação ao cliente. A NOS promoveu, no dia do seu nascimento, em Lisboa, um espetáculo de luz e som que marcou o início desta nova jornada da empresa.

Serviços prestados[editar | editar código-fonte]

Os serviços que oferece incluem:

  • Televisão via cabo ou satélite (ver secção Tecnologia), com canais opcionais por subscrição (canais Premium);
  • Serviços de televisão digital, os quais incluem:
    • Guia TV;
    • Rádio;
    • Aplicações - Tempo, Notícias, Twitter, Guia TVCine, Jogos, Quiosque, Iris Share, NOS Cinemas, Farmácias, Totojogos, Táxis, Yubuy (comprar na TV), Vídeo Web, Bolsa, etc.
    • Gravação Digital e Pausa TV;
    • Timewarp/Gravação Automática;
    • Videoclube.
  • Internet de banda larga com velocidades de download entre os 12 Mbps e os 100 Mbps, consoante o produto subscrito (alguns dos tarifários estão apenas disponíveis em pacotes com dois ou mais serviços incluídos);
  • Serviço telefónico, utilizando a tecnologia VOIP.
  • Serviço de telefone móvel, pós ou pré pago;

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Ana Brito (16 de Maio de 2014). Soma da Zon e da Optimus dá origem à marca NOS (em português) Público. Visitado em 16 de Maio de 2014.
  2. PT Multimédia reforça no cabo com compra da Bragatel e Pluricanal (6 de Agosto de 2007). Visitado em 6 de Agosto de 2007.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]