Aleixo de Meneses

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aleixo de Menezes, O.S.A.
Frei Aleixo de Menezes.jpg
Governador da Índia Flag Portugal (1521).svg
Mandato 16071609
Antecessor(a) Martim Afonso de Castro
Sucessor(a) André Furtado de Mendonça
Vida
Nascimento 25 de Janeiro de 1559
Lisboa
Morte 3 de Maio de 1617 (58 anos)
Madrid
Progenitores Mãe: D. Luisa da Silveira
Pai: D. Aleixo de Meneses
Túmulo de Aleixo de Meneses, na Igreja do Pópulo

Frei Aleixo de Meneses[1] , nascido Pedro de Meneses[2] , O.S.A. (Lisboa, 25 de Janeiro de 1559Madrid, 3 de Maio de 1617) foi um arcebispo de Goa (15951612), governador da Índia (1607-1609), arcebispo de Braga (1612-1617) e governador de Portugal (1612-1615).

Filho de D. Aleixo de Meneses, aio do rei D. Sebastião, foi nomeado pelo rei Filipe I de Portugal arcebispo de Goa, ali levantou dois recolhimentos de donzelas.

Frei Aleixo de Meneses toma posse do priorado do convento de Nossa Senhora da Graça, em Torres Vedras, em 1588.

Com idade de 10 anos perdeu o pai e ficou sob a tutela de seu tio Frei Agostinho de Jesus.

Aos 15 anos ingressou no convento de Nossa Senhora da Graça, em Lisboa, onde recebeu o hábito de eremita de Santo Agostinho, a 24 de Fevereiro de 1574. No ano seguinte fixa o nome de Frei Aleixo de Jesus ou de Meneses.

Em 1582 encontra-se no convento da Graça, de Coimbra. Em 1588 é eleito prior do convento de Nossa Senhora da Graça, de Torres Vedras, exercendo o cargo no biénio de 1588-1590, em 1590 é prior do convento em Santarém e em 1592 no de Lisboa.[3] [4]

Com a morte do Vice-rei Martim Afonso de Castro, em Malaca, em Junho de 1607, foi Frei Aleixo nomeado Governador da Índia. O seu governo durou dois anos e meio, o novo vice-rei D. João Pereira Forjaz, 5° conde da Feira, nomeado pelo rei de Portugal, que vinha na Armada de 29 de Março de 1608, falecendo na viagem.

Foi arcebispo de Braga, tomando posse em 1612. Nomeado Vice-Rei de Portugal, lugar que aceitou com beneplácito do Papa Paulo V, foi também Presidente do Conselho de Portugal, Capelão-Mor e governador do Priorado de Guimarães.

Faleceu em Madrid em 1617, sendo provisoriamente sepultado no Convento de São Felipe. Em 1621 foi foi trasladado para a capela-mor da igreja do Pópulo, em Braga.

Deixou vasta obra, mencionada na Bibliotheca Lusitana, Tomo I.

Referências

  1. Pela grafia arcaica, Aleixo de Menezes.
  2. Pela grafia arcaica, Pedro de Menezes.
  3. TORRES VEDRAS,Revista Municipal. nº 17, novembro/dezembro 2013. Torres Vedras: Câmara Municipal, 2013 - SILVA, Carlos Guardado da Silva. "Frei Aleixo de Meneses (1559-1617)."
  4. http://www.arquivo-tvedras.pt/ficheiros/historia-torres-vedras-pdfs/29%20Os%20Eremitas%20de%20Santo%20Agostinho%20II.pdf

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Frei Mateus de Medina
Arcbishoppallium.png
Arcebispo de Goa

15951612
Sucedido por
Frei Cristóvão de Sá e Lisboa
Precedido por
Martim Afonso de Castro
Governador da Índia Portuguesa
16071609
Sucedido por
André Furtado de Mendonça
Precedido por
Frei Agostinho de Jesus
Arcbishoppallium.png
45.º Arcebispo de Braga

16121617
Sucedido por
Afonso Furtado de Mendonça
Precedido por
Pedro de Castilho
Armorial das Espanhas
11.º Vice-Rei de Portugal

16121615
Sucedido por
Miguel de Castro