Regular Show

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Apenas um Show)
Ir para: navegação, pesquisa
Regular Show
Regular Show (PT)
Apenas um Show (BR)
Regular Show Logo.svg
Informação geral
Formato Série de desenho animado
Duração 11 ou 23 minutos
Estado Em produção
Criador(es) J. G. Quintel
País de origem  Estados Unidos
Idioma original Inglês
Produção
Diretor(es) de criação Mike Roth
John Infantino
Sean Szeles
Produtor(es) Janet Dimon
Ryan Slater
Produtor(es)
executivo(s)
J. G. Quintel
Brian A. Miller
Jennifer Pelphrey
Curtis Lelash
Rob Swartz
Rob Sorcher
Supervisão Chris Reccardi
Mike Roth
Vozes de J. G. Quintel
William Salyers
Sam Marin
Mark Hamill
Roger Craig Smith
Janie Haddad-Tompkins
Minty Lewis
Courtenay Taylor
Empresa(s) de produção Cartoon Network Studios
Exibição
Emissora de
televisão original
Cartoon Network
Formato de exibição 1080i (16:9 HDTV)
Formato de áudio 5.1 Som Surround
Transmissão original 6 de setembro de 2010 - 12 de agosto de 2013
N.º de temporadas 5
N.º de episódios 153 (lista de episódios)

Apenas um Show é um desenho animado criado por J. G. Quintel para o Cartoon Network estreado no dia 6 de setembro de 2010. Foi estreado em 11 de agosto de 2011 no Brasil e no dia 5 de abril de 2014 em Portugal. A série gira em torno da vida de dois amigos, um gaio-azul chamado Mordecai (Quintel) e um guaxinim chamado Rigby (William Salyers), ambos empregados como jardineiros no parque municipal. Suas tentativas de fugir do trabalho e se divertir geralmente os levam a aventuras surreais, extremas, e muitas vezes sobrenaturais. Durante essas aventuras, eles interagem com outros personagens principais da série: Benson (Sam Marin), Pairulito (Marin), Musculoso (Marin), Fantasmão (Quintel), Saltitão (Mark Hamill) e Margaret (Janie Haddad-Tompkins).[1]

Muitos personagens de Apenas um Show são vagamente baseados naqueles desenvolvidos para filmes estudantis de Quintel no California Institute of the Arts:The Naive Man from Lolliland and 2 in the AM PM. Quintel criou Apenas um Show para Cartoonstitute, projeto do Cartoon Network, que permitiu a jovens artistas, criar programas piloto, que eventualmente poderia ser continuados. O projeto estreou em 6 de setembro de 2010. O desenho é inspirado em algumas séries de televisão britânica e jogos de vídeo. Os episódios são produzidos usando storyboards e animação desenhada à mão, cada episódio demora nove meses para ficar pronto. Quintel recrutou vários artistas de quadrinhos independentes para desenhar elementos da animação, combinar seus estilos de desenho com as ideias de Quintel. A trilha sonora do desenho é música original composta por Mark Mothersbaugh e músicas licenciadas.

A maioria dos episódios da série têm cerca de 11 minutos de duração, pares de episódios são frequentemente transmitidos para preencher lacunas de meia-hora na programação. 153 episódios em cinco temporadas da série foram produzidos e transmitidos, e uma sexta temporada está prevista para 2014. Desde a sua estreia Apenas um Show foi um sucesso de crítica para o Cartoon Network. A partir de maio de 2013, o programa teve de 2 a 2,5 milhões de telespectadores semanais. A série recebeu críticas positivas e desenvolveu uma sequência de fãs, adolescentes e adultos. Apenas um Show foi nomeado para vários prêmios, incluindo dois Annie Award e quatro Primetime Emmy Award um dos quais ele ganhou para o episódio "Ovocelente" (17° episódio da 3° temporada).O último episódio da série,''Uma Noite Muito Louca'',foi exibido em 12 de agosto de 2013 nos Estados Unidos,e em 24 de fevereiro de 2014 no Brasil.Porém,no Brasil ainda exibem os episódios que estrearam em 2013 nos Estados Unidos e que ainda não passaram no Brasil.

Enredo[editar | editar código-fonte]

A série gira em torno da vida diária de dois de velhos amigos de 23 anos (Hoje, 28), Mordecai um gaio-azul , e Rigby um guaxinim. Eles trabalham como jardineiros em um parque e passam seus dias tentando evitar o trabalho e entreter-se de qualquer jeito [2] Isso é um desgosto para seu chefe Benson uma máquina de chicletes e Saltitão, um yeti e seu colega de trabalho, mas para o deleite de seus Pairulito, gerente do Parque e filho do dono, um homem que lembra vagamente um pirulito, por seu corpo fino e sua cabeça grande. Outros trabalhadores incluem um homem acima do peso verde chamado Musculoso, um fantasma chamado Fantasmão, e um cabra macho chamado Thomas, o estagiário. [3] Mordecai costuma visitar um café local para falar com a garçonete, uma gralha-vermelha fêmea de peito vermelho chamada Margaret por quem é apaixonado.

Criação[editar | editar código-fonte]

J. G. Quintel, criador de apenas um show e voz de Mordecai na versão americana

Apenas um Show cresceu em grande parte das experiências vividas pelo criador J. G. Quintel, na faculdade. Quintel estudou no California Institute of the Arts, e muitos dos personagens de Apenas um Show são baseados em personagens desenvolvidos por seus filmes estudantis, The Naïve Man from Lolliland (2005) and 2 in the AM PM (2006). Ambos originaram-se como parte de um jogo chamado "filmes em 48 horas", em que os alunos colocam palavras em um chapéu, tiram uma palavra à meia-noite e passam um fim de semana desenvolvendo idéias para um filme. Quintel frequentou a faculdade com Van Orman Thurop e Pendleton Ward que passou a trabalhar na Cartoon Network Studios com Quintel. Van Orman criou As Trapalhadas de Flapjack e Ward criou Hora de Aventura. Quintel simultaneamente trabalhou em O Acampamento de Lazlo e como diretor de criação em As Trapalhadas de Flapjack ao completar a sua licenciatura. Mais tarde ele foi convidado a participar do Cartoonstitute , um projeto do Cartoon Network para mostrar curtas-metragens criados sem a interferência de executivos da rede. [4] Quintel voltou-se para os personagens de seus filmes, os colocou juntos com personagens novos e criou um piloto. Quintel queria apresentar um campo visual ao invés de um verbal , acreditando que a ideia faria pouco sentido se fosse ao contrário. Ele desenhou a idéia para o piloto, e Craig McCracken e Rob Renzetti gostaram de sua apresentação [5] Apenas um Show foi uma das duas séries a partir do projeto ganharam sinal verde. [6] O personagem de Mordecai encarna Quintel durante seus anos de faculdade, mais especificamente na CalArts, Quintel disse: " Isso é quando você está saindo com seus amigos e entra em situações estúpidas, mas você também está levando a sério o suficiente. " A personagem de Rigby foi desenvolvido de forma aleatória quando Quintel desenhou um guaxinim, ele gostou e desenvolveu a personagem Rigby a sendo muito menos responsável que seu amigo.

Enquanto se preparava para o início do show, Quintel olhou para jovens artistas de quadrinhos independentes para compor o time de artistas da série, ele pensou que o estilo que coincidiam com a de Apenas um Show. Quintel olhou através de blogs e sites de convenções para o "pacote completo", que ele disse que era a capacidade de escrever e desenhar, algo que muitos artistas de quadrinhos independentes possuem. Além disso, Quintel participou de muitos "Open Shows" na CalArts, um festival de oito horas de animação dos alunos. [7] O estilo e a sensibilidade de Apenas um Show eram difíceis de se trabalhar no início, os artistas se esforçaram para criar um som natural para a série.

Apenas um Show foi inspirado em Os Simpsons e Beavis e Butt-head, Quintel creditou os elementos estilísticos de Joe Murray de Vida Moderna de Rocko e Acampamento de Lazlo, dos jogos de videogame Street Fighter , Shadowrun e ToeJam & Earl que ele havia jogado quando era criança, assim como alguns programas de televisão britânicos. O interesse de Quintel na televisão britânica foi influenciado por seu colega de quarto na CalArts, que o apresentou a The League of Gentlemen, The IT Crowd, The Office e The Mighty Boosh, este último foi muito influente para Quintel e viria a influenciar o humor de Apenas um Show.[8]

Produção[editar | editar código-fonte]

Escrevendo[editar | editar código-fonte]

O processo de escrever um script para Apenas um Show começa com os escritores jogando "jogos de escritores" em busca de inspiração para encontrar uma idéia que eles acham agradável. Uma vez que uma idéia é aprovada , o enredo do episódio é escrito e passado para os artistas de storyboard, que criam o diálogo. os escritores tentam fazer as conversas soarem naturalmente para o público, usando como exemplos suas próprias experiências. O script é mostrado para os executivos da rede, que dão notas sobre o que deve ser adicionado ou alterado.

A trama começa geralmente com um problema básico que os personagens devem superar. Enquanto os protagonistas trabalham em sua tarefa, um elemento mágico, sobrenatural ou estranho aparece e complica o problema inicialmente simples. Os escritores decidem seguir esta estrutura narrativa para aproveitar a animação.

Os enredos dos episódios são influenciados pelos escritores e as experiências pessoais de Quintel, como a realização de trotes ou aceitar um desafio de comer em um restaurante. A série muitas vezes faz referência a cultura dos anos 80, a utilização de música e aparelhos eletrônicos daquela época, porque muitos fatores da década deixaram uma influência positiva sobre Quintel. A série também faz referências às tendências sociais modernas, como vídeos virais da internet.

Vozes[editar | editar código-fonte]

A série tem como dubladores, pessoas de sucesso como Mark Hamill (esquerda) e Steve Blum (direita), entre outros.

A dublagem da série é relativamente discreta e a intenção era fazer com que a maioria dos personagens soassem naturalmente. Quintel queria fazer a série ser audível ao contrário da maioria dos outros desenhos animados, que muitas vezes são chatos e são difíceis para os adultos ouvirem. O elenco principal é composto por veteranos dublagem Mark Hamill, que retrata Saltitão e Roger Craig Smith que interpreta Thomas. William Salyers tem a voz de Rigby, Janie Haddad retrata Margaret e ex- colega de classe de CalArts Quintel Sam Marin faz as vozes de Benson, Pairulito e Musculoso. Quintel retrata Mordecai e Fantasmão, membros da equipe de produção dublaram vários personagens ao longo da série, que incluem Minty Lewis, Toby Jones, Andress Salaff e Matt Price. A dublagem Apenas um Show é feita em grupo ao invés de sessões de gravação individuais para cada ator, o que faz com que o diálogo soe naturalmente. A série utiliza regularmente dubladores convidados para personagens recorrentes.

Animação[editar | editar código-fonte]

Cada episódio de Apenas um Show leva cerca de nove meses para ser concluído. Quintel e sua equipe de 35 pessoas, desenvolvem cada episódio na Cartoon Network Studios em Burbank, Califórnia [9] [10] O roteiro é ilustrado em imagens desenhadas à mão livre, conhecido como storyboard[11] os roteiros são então animados e misturados com o diálogo correspondente para criar o animatic, que é então enviado para ser aprovado pela rede. Os artistas do show reúnem seus trabalhos (fundos, desenhos de personagens e adereços) para enviar a Saerom Animations na Coréia do Sul, onde os aspectos mais desafiadores do episódio são executados. Quando terminam, o episódio é enviado de volta para a Califórnia. As músicas e efeitos sonoros são criados e o episódio final é misturado e completado. O processo permite que a equipe de produção trabalhe simultaneamente em dezenas de episódios, em diferentes fases de produção.

Embora a animação moderna tenha mudado, Apenas um Show tem sido descrito como "muito mais baixo nível", e é animado tradicionalmente à mão usando tintas e pintura digital. Embora outras técnicas foram sugeridos para o programa, Quintel se sentiu mais confortável trabalhando no papel, considerando a forma mais orgânica e representativa do estilo individual de cada artista.

Música[editar | editar código-fonte]

O músico Mark Mothersbaugh é um dos compositores da série.

Apenas um Show não possui uma música como tema, em vez disso, no início de cada episódio, um som turvo seguido por um tique-taque de um relógio é ouvido. O principal compositor da série é Mark Mothersbaugh, um dos membros fundadores da banda Devo. Como Quintel estava desenvolvendo o piloto considerou pedir a Mothersbaugh para criar a música para o desenho. O animatic do episódio foi enviado para Mothersbaugh, juntamente com um pedido para ele se juntar a equipe.

Apenas um Show , ocasionalmente, faz uso de músicas licenciadas principalmente as da década de 80, o que começou quando Quintel e os escritores começaram a gravar as animatics usando músicas registradas para as cenas de montagem. Os executivos da rede assistiram ao animatic e disseram a equipe que se quisessem usar algumas das canções para os episódios finais, eles poderiam. Quintel disse que as músicas são escolhidas pela sua adequação para a cena, se elas soam bem e são acessíveis. Quintel gosta de usar as canções nos episódios porque os espectadores adultos podem lembrar-se deles e os espectadores mais jovens podem apreciar a música mais velha. Canções incluíram "You're the Best Around" e "Mississippi Queen".

A série também produz músicas originais que são usados ​​em seus episódios. Estes são geralmente compostas por Mothersbaugh e escrito por um dos artistas de storyboard. "Summertime Love, Love in the Summer (Time)" foi escrito por Sean Szeles, um dos membros da equipe de produção e apareceu no episódio "Essa é Minha Música" (13° episódio da 2° Temporada), assim como "Party Tonight" que aparece em "Mordecai e os Rigbys" (12° episódio da 1° temporada).

Episódios[editar | editar código-fonte]

Apenas um Show possui 153 episódios e 5 temporadas o ultimo episódio da 5° temporada será exibido nos Estados Unidos dia 14 de Agosto, isso forçará o Cartoon network a adiantar a estréia da 6° temporada do inicio de 2015 para agosto ou setembro. a serie foi renovada para uma 7° temporada, que será exibido no segundo semestre de 2015.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Audiência[editar | editar código-fonte]

Apenas um Show se tornou um sucesso instantâneo. Sua primeira e segunda temporadas, com transmissão nas segunda-feira à noite, classificada como número um no seu horário de acordo com a Nielsen Media Research [12] , a estreia do piloto foi assistido por 2.097.000 telespectadores nos Estados Unidos. [13] Para os episódios seguintes da primeira temporada, a audiência aumentou mais de 10 por cento face ao mesmo período do ano anterior. Por exemplo, a série foi vista por 1.339.000 crianças de 2-11 anos, um aumento de 65 por cento em relação ao ano anterior. Ela também foi assistida por 716 mil crianças com idades entre 9-14 anos, um aumento de 43 por cento. Na estreia da segunda temporada, "Olá Senhor", marcou um declínio dos números da primeira temporada. Ele ganhou 2.067.000 visualizações, mas marcou um aumento a partir do final da primeira temporada, que foi assistido por 2.028.000 telespectadores. [14] [15] A estreia da terceira temporada, "Hockey de Mesa" , viu um declínio maior em espectadores, registrando 2 milhões de visualizações. [16] Como a série continuou sua audiência cresceu, a estreia da quarta temporada, "Saída 9B", foi assistida por 3.047.000 telespectadores, um aumento significativo de temporadas anteriores [17]

Críticos[editar | editar código-fonte]

Apenas um Show geralmente tem recebido críticas positivas dos críticos. Um colaborador da IGN, RL Shaffer, chamou a série de doida, absurda, bizarra e hilária. Ele elogiou a escrita da série, e disse que ela incluiu "diálogo mal-humorado, personagens estranhos e histórias inteligentes, cada mais irrelevantes do que o último. Apenas um Show nunca deixa de agradar os críticos". Ele terminou sua análise chamando a série de "uma peça muito legal de comédia" e escreveu que ela é um "humor animado, descaradamente bobo e quase sempre engraçado".[18]

No site DVD Talk, Neil Lumbrad descreveu o show como "senso de humor excêntrico com um monte de aleatoriedade que faz com que seu título um tanto peculiar e hilariante" e comparou-o com Looney Tunes e outros desenhos animados, incluindo As Meninas Super Poderosas, O Laboratório de Dexter e Johnny Bravo que o Cartoon Network produziu. Ele escreveu que a rede tem encontrado "ouro animado com Apenas um Show" e que é uma "joia de animação de comédia digna de ser descoberta por muitos anos". Lumbrad terminou a sua análise recomendando a série e chamando-a de "um desenho animado verdadeiramente impressionante com muito bom humor para se desfrutar." [19]

Prêmios e Nomeações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Nomeado Resultado
2011 Annie Awards Melhor série animada para crianças[20] Regular Show Indicado
Emmy Awards Melhor curta de animação "Mordecai e os Rigbys" Indicado
BAFTA Children's Award (UK) Votação Yahoo! – Top 10s – Televisão[21] Regular Show Indicado
Internacional[22] Janet Dimon, J. G. Quintel, e Mike Roth Indicado
2012 Annie Awards Melhor Storyboard para Televisão Benton Connor Indicado
Emmy Awards Melhor Curta Animado "Ovocelente" Venceu
2013 Melhor Curta Animado "Um Bando de Gansos Grandes" Indicado
Melhor Programa Animado "O Especial de Natal" Indicado

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Regular Show's J.G. Quintel Is Just a Regular Guy. Wired. Página visitada em 15 de julho de 2012. (em inglês)
  2. Episódio: A Força. Mordecai: "Nós temos 23 anos e não devíamos ficar fazendo buracos na parede."
  3. Cruz, Eileen (21 abril de 2010). Toonzone at the Cartoon Network 2010 Upfront. Toonzone.net. Página visitada em 21 abril de 2010.
  4. Bynum, Aaron H.. (3 de abril de 2008). "'The Cartoonstitute' Announcement CN Upfront 2008: 'The Cartoonstitute' Announcement". Página visitada em 20 de junho de 2008.
  5. Ramin Zahed (17 abril de 2012). The Sublime Madness of J.G. Quintel. Animação Revista. Página visitada em 15 julho de 2012.
  6. Cartoon Network Announces Comedy Animation Greenlights. News.turner.com (13 de agosto de 2009). Página visitada em 03 de maio de 2011.
  7. O'Leary, Shannon (16 de maio de 2012). Interview: Regular Show Creator JG Quintel on Indie Comics and Cartoons. The Beat. Página visitada em 15 de julho de 2012.
  8. O'Leary, Shannon (May 16, 2012). Interview: Regular Show Creator JG Quintel on Indie Comics and Cartoons. The Beat. Página visitada em July 15, 2012.
  9. Hanford High's JG Quintel Has Cartoon Caree. The Fresno Bee (30 de outubro de 2011). Página visitada em 13 de março de 2012.
  10. Cartoon Network Brings the Funny to WonderCon 2012. actionfigureinsider.com (08 de março de 2012). Página visitada em 13 de março de 2012.
  11. a Day in the Life of JGQuintel. Animation Magazine (agosto de 2010). Página visitada em 15 julho de 2012.
  12. Ramin Zahed (16 de Setembro de 2011). New Season of Regular Show Arrives Monday. Animation Magazine. Página visitada em 15 de Julho de 2012.
  13. Monday Cable Ratings : Boise St. Vs. Va. Tech Dominates; 'The Closer & 'Rizzoli & Isles' Get Bigger & Much More. TV by the Numbers/Zap2it (08 de setembro de 2010). Página visitada em 19 de março de 2011.
  14. Gorman, Bill (01 de dezembro de 2010). Monday Cable Ratings: Monday Night Football Down, But Tops All TV; Plus WWE RAW, Brew Masters & More. Tv By Numbers/Zap2it. Página visitada em 22 de maio de 2013.
  15. Monday Cable Ratings : Monday Night Football Down, But Coasts to Victory + WWE RAW & More. Tv By Numbers/Zap2it (23 novembro de 2010). Página visitada em 19 de março de 2011.
  16. Monday's Cable Ratings: 'MNF' Holds Off 'Comedy Central Roast of Charlie Sheen'. The Critic Futon (20 de setembro de 2011).
  17. Monday Cable Ratings: 'Monday Night Football' Wins Night, 'Major Crimes', 'Warehouse 13', 'Switched at Birth', 'Alphas', 'WWE Raw', & More. Tv By Numbers/Zap2it (02 de outubro de 2012). Página visitada em 21 de maio de 2013.
  18. R.L. Shaffer. Regular Show: Slack Pack DVD Review. IGN. Página visitada em 20 de julho de 2013.
  19. Neil Lumbrad (16 de julho de 2013). Regular Show: Season 1 & Season 2 (Blu-ray). DVD Talk. Página visitada em 19 de julho de 2013.
  20. Nominations Announced for the 38th Annual Annie Awards (6 de dezembro de 2010). Página visitada em 27 de maio de 2013.
  21. 2011 BAFTA Kids Vote Powered By Yahoo! – Television. British Academy of Film and Television Arts. Página visitada em November 28, 2011.
  22. 2011 Children's International. British Academy of Film and Television Arts. Página visitada em 28 de novembro de 2011.

Links Externos[editar | editar código-fonte]