Descalvado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Descalvado
"Capital Nacional de Produtos Pet"
Paróquia Matriz Nossa Srª do Belém

Paróquia Matriz Nossa Srª do Belém
Bandeira de Descalvado
Brasão de Descalvado
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 8 de setembro
Fundação 1832 (181–182 anos)
Gentílico descalvadense
Lema Nequaquam minima es
(De maneira alguma és a menor)
Prefeito(a) Henrique Fernando do Nascimento (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Descalvado
Localização de Descalvado em São Paulo
Descalvado está localizado em: Brasil
Descalvado
Localização de Descalvado no Brasil
21° 54' 14" S 47° 37' 08" O21° 54' 14" S 47° 37' 08" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião Araraquara IBGE/2008 [1]
Microrregião São Carlos IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Luís Antônio (N), Santa Rita do Passa Quatro (NO), Porto Ferreira (L), Analândia (S), Pirassununga (SE), São Carlos (O)
Distância até a capital 242 km
Características geográficas
Área 755,226 km² [2]
População 31 053 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 41,12 hab./km²
Altitude 679 m
Clima tropical de altitude Cwa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,82 muito alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 626 800 mil IBGE/2009[5]
PIB per capita R$ 20 306,47 IBGE/2009[5]
Página oficial

Descalvado é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 21º54'14" sul e a uma longitude 47º37'10" oeste, estando a uma altitude de 679 metros. Sua população estimada em 2010 era de 31.053 habitantes. Possui uma área de 755,226 km². Descalvado já foi conhecida como polo de criação de frango de corte, mas atualmente destaca-se pela produção de produtos "Pet", especialmente no que tange as fábricas de ração, que se aproveitam dos rejeitos da produção de frango, atualmente em declínio.

História[editar | editar código-fonte]

Origem do nome[editar | editar código-fonte]

As terras de Descalvado foram desbravadas por fazendeiros e seus escravos durante as primeiras décadas do século XIX. Entre os pioneiros, estava José Ferreira da Silva, que mandou construir, em 1832, uma capela sob a invocação de Nossa Senhora do Belém, e fez uma doação para a constituição do patrimônio, no município de Araraquara. Lentamente, foram sendo construídas diversas habitações ao redor da capela e formou- se uma pequena povoação.

Em 28 de fevereiro de 1844, foi criada a freguesia de Nossa Senhora do Belém de Descalvado, sendo transferida para Mogi Mirim. Em 7 de março de 1845, a freguesia foi incorporada ao município de Rio Claro e, em 22 de abril de 1865, elevada à categoria de vila.

Por volta de 1882, chegaram a Descalvado os trilhos da Companhia Paulista de Estradas de Ferro que, somados à cultura cafeeira, foram fatores de desenvolvimento da cidade. Em 26 de dezembro de 1908, alterou-se a denominação para Descalvado. Em 1924, a sede do município passou a ser ligada por rodovia estadual aos municípios de São Carlos e Porto Ferreira.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2006

População total: 31.265

(Fonte: IPEADATA)

Evolução demográfica de Descalvado(1872-2010), em hab.[6]

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

  • Rio Mogi-Guaçu
  • Rio do Pântano
  • Córregos: Olaria, Anhumas, Cajuru, Capivara, Descaroçador, São João, Campo, Matança, Espraiado, Ipiranga, Barra Grande ou Água Vermelha, Paraíso, Jacutinga, Paiolonho, Santa Rosa, Patos, Gaviãozinho, Água Podre, Sujo, Santa Eulália, Água Limpa, Capetinga, Santo Antonio, Cajuru, São Domingos, Cateto, São Rafael, Sapé, Prata, Gasoso, Serrinha, Bebedouro, Ibicoara, Gregório, Bomba, João Porto, Tabôa, Jatobá, Vila Nova, Tamanduá, Pinheirinho, Montes Claros, Capão Alto, Olho D'Água, Água Choca, João Bias e Buraco da Onça[7] .

Transportes[editar | editar código-fonte]

  • Viação SC ARARAS/Rio Claro (Grupo Paraty) (Descalvado à Americana/ Araras/ Leme/ Limeira/ Pirassununga/ Porto Ferreira/ São Carlos)
  • Viação Danúbio Azul (Descalvado à São Paulo)
  • Viação Rápido D'Oeste (Descalvado à São Simão/ Ribeirão Preto/ Santa Rita do Passa Quatro/ Porto Ferreira)
  • Empresa de Ônibus Realidade (Circular Municipal)
  • viação cometa (Descalvado à São Paulo)

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Economia[editar | editar código-fonte]

Agronegócios[editar | editar código-fonte]

A agricultura é uma das principais atividades econômicas do município, com destaque para o cultivo de cana-de-açúcar. Descalvado conta com uma usina de processamento, responsável pelo esmagamento de 1.390 toneladas de cana por ano, resultando na produção de 115.024 toneladas/ ano de açúcar e 43.441 m3 /ano de etanol, inserindo o município no contexto global dos biocombustíveis. O município também fornece matéria-prima para outras três usinas instaladas na região.

Entre os destaques da pecuária, está a produção de leite e de frangos de corte. O município é sede do Centro APTA-AVES do Instituto Biológico da USP, que desenvolve pesquisas na área de sanidade e manejo de frangos, sendo uma referência para o Estado de São Paulo.

Comércio e serviços[editar | editar código-fonte]

O comércio atende às necessidades da cidade e da região e se concentra em dois corredores comerciais, com destaque para presença de grandes redes varejistas e a variedade de produtos oferecidos (eletroeletrônicos, vestuário, móveis, alimentícios, cosméticos) nos mais de 600 estabelecimentos instalados.

O setor de serviços é um dos mais desenvolvidos do município, com uma rede de 1.300 prestadores de serviços. Descalvado possui também 7 agências bancárias e 2 estabelecimentos de crédito, a Crediguaçu e o Banco do Povo Paulista.

Indústria[editar | editar código-fonte]

A atividade industrial é marcada pela presença de 74 indústrias de diversos segmentos, algumas delas de grande porte e representatividade nacional e internacional. Em relação aos produtos "Pet", a atividade é ancorada pela presença de grandes produtores nacionais e mundiais de nutrição animal, como a Royal Canin, a Socil e a SPF Brasil por exemplo.

Descalvado constitui também uma das maiores reservas naturais de areia utilizada nas indústrias de vidro e fundição, encontrada em poucas regiões do país. Os cerca de 2 milhões de toneladas de areia industrial extraídas anualmente no município abastecem 70% do mercado nacional de embalagens e 90% do mercado de fundição.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Conhecido por suas fazendas centenárias, cachoeiras e corredeiras, Descalvado possui diversos atrativos naturais que servem como opção para quem quer apenas apreciar uma bela paisagem, para os praticantes de esportes de aventura e para os empresários interessados em investir em negócios nas áreas de hotelaria, gastronomia, ecoturismo, entre outros.

Principais Pontos Turísticos[editar | editar código-fonte]

"Salto Dom Lino ou Salto do Pântano".
  • Salto do Pântano

Principal atrativo turístico da cidade localizado a 7 km do centro, a cachoeira possui 42 m de altura e volume de água de 800L/s. A beleza do vale onde se forma a queda d’água e a facilidade de acesso tornam o local uma ótima opção para visitação e prática de esportes de aventura, como rapel e arvorismo.

  • Salto do Gasoso

O Salto do Gasoso tem cerca de 20 metros de altitude e fica a poucos quilômetros do Salto do Pântano. A beleza e o volume da queda d’água favorecem a prática de esportes de aventura, além de ser uma ótima opção para visitação.

  • Castelo de Almanza

Réplica de um castelo construído na cidade de Almanza, na Espanha, este ponto turístico é um dos mais belos e surpreendentes do município. Além da arquitetura, o prédio conserva também objetos iguais aos encontrados no castelo espanhol, como relógios, esculturas e obras de arte.

  • Corredeiras do Pitangui

Localizada no Rio Mogi Guaçu, as corredeiras são ideais para prática de canoagem e rafting, servindo também para os turistas que querem desfrutar de uma tradicional pescaria.

  • Cachoeira dos Índios

A cachoeira, com aproximadamente 12 m de altura, está localizada no bairro do Butiá, distante 6 km do centro da Descalvado. É mais uma opção que o município oferece para visitação e prática de esportes de aventura.

  • Rio Mogi Guaçu

Principal afluente do Rio Pardo, o Rio Mogi Guaçu nasce em Minas Gerais e sua foz está localizada no município de Pontal. Em Descalvado, o patrimônio natural é frequentado por turistas em busca de uma bela paisagem e por adeptos da pescaria.

Escolas[editar | editar código-fonte]

Públicas[editar | editar código-fonte]

  • E.M.E.I. Professora Vânia Aparecida Zago
  • E.M.E.I. Professora Terezinha Machado
  • E.M.E.I. José Canônico Monsenhor
  • E.M.E.I. Luiz Dias Alvarenga
  • E.M.E.I. Maria de Lourdes Delalibera Benini
  • E.M.E.I. Mario Franceschini
  • E.M.E.I. Paulo Roberto Jordão
  • E.M.E.I. Renata Salzano Gentil
  • E.M.E.F. Dirce Sartori Serpentino
  • E.M.E.F. Francisco Fernando Faria da Cunha
  • E.M.E.F. Andrelino Casare
  • E.M.E.F. Edna Maria do Amaral Marini
  • E.M.E.F. Thereza dos Anjos Puoli
  • E.M.E.F. CAIC Dr. Cid Muniz Barreto
  • E.M.E.F. Coronel Tobias
  • E.M.E.F. Maria Sylvia Traldi de Marco
  • E.M.E.F. Padre Orestes Ladeira
  • E.E. José Ferreira da Silva
  • E.E Parque Morada do Sol.

Privadas[editar | editar código-fonte]

  • Centro Educacional SESI 205
  • Cooperativa de Educação Descalvadense Anglo (CEDESC)
  • Colégio Objetivo

Universidades[editar | editar código-fonte]

  • UNICASTELO - Universidade Camilo Castelo Branco
  • FACINTER - Faculdade Internacional de Curitiba

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Descalvado

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 de dezembro de 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2005-2009 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 16 de janeiro de 2012.
  6. Kastein, Luiz Carlindo Arruda. Conheça Descalvado. [S.l.: s.n.].
  7. http://www.cdcc.sc.usp.br/escolas/jferreira/historia.htm

Ligações externas[editar | editar código-fonte]