Festival de Roskilde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Festival de Roskilde
Roskilde Festival
Palco principal do festival em 2003
Período de a(c)tividade 1971 - atualmente
Fundador(es) Mogens Sandfær, Jesper Switzer Møller, e Carl Fischer
Local(is) Roskilde, Zelândia
 Dinamarca
Data(s) Quatro dias, começando na primeira quinta-feira de julho.
O acampamento abre quatro dias antes, no último domingo de junho.
Página oficial http://www.roskilde-festival.dk/

Festival de Roskilde é um dos três maiores festivais de música pop na Europa (junto com o Sziget Festival e o Festival de Glastonbury). Foi criado em 1971 por dois estudantes, Mogens Sandfær e Jesper Switzer Møller, e o promotor de eventos Carl Fischer. Em 1973 o festival passou a ser organizado pela Sociedade do Festival de Roskilde (Foreningen Roskilde Festival em dinamarquês), que desde então administra o festival como uma organização sem fins lucrativos para o "desenvolvimento da música, cultura e humanismo".[1]

O festival[editar | editar código-fonte]

O festival acontece anualmente durante quatro dias no final de junho ao sul de Roskilde, antiga capital da Dinamarca, a cerca de trinta quilômetros de Copenhague. É o primeiro festival dinamarquês voltado à música, originalmente destinado aos hippies, mas que atualmente abrange toda a música popular jovem da escandinávia e o resto da Europa ocidental.

O acampamento tradicionalmente abre no último domingo de junho, a partir do qual começam apresentações de bandas menos famosas e os eventos paralelos à música. O festival começa oficialmente na quinta-feira seguinte e dura quatro dias.

Até meados da década de 1990 o festival recebia em sua maioria o público escandinavo, mas desde então, com o aumento do número de artistas de outras línguas, o festival tem atraído cada vez mais um público internacional, principalmente alemães, britânicos e australianos.

Música[editar | editar código-fonte]

As principais atrações musicais são representantes de estilos como heavy metal, hip hop, música eletrônica e rock, mas um dos objetivos do festival é promover artistas novos e alternativos, os quais tem uma tenda exclusiva. Uma das tradições do festival é ter como apresentação de abertura uma nova banda dinamarquesa no palco principal no primeiro dia do festival. Outra característica é a tenda de world music, estrategicamente localizada para que as pessoas ao redor parem para ouvir.

Além da música, o festival abriga atrações diversas como peças teatrais, competições artísticas e outros eventos paralelos.

O palco principal, Orange stage.

Palcos[editar | editar código-fonte]

Até 2003 as tendas recebiam nomes de cores, mas como durante um período os nomes não eram efetivamente as cores de suas coberturas decidiu-se por renomear todos as tendas com exceção do palco laranja, o único aberto. O Orange Stage (palco laranja) fica em frente a um grande campo aberto, enquanto as outras tendas cobrem todo o público, o maior deles, Arena Stage (antigo Green Stage), é a maior tenda entre os festivais europeus com capacidade oficial para 17 mil pessoas.

Nome do palco Ano inaugural Capacidade Gêneros principais Substituiu
Orange 1978 60.000+ Todos Big Stage
Arena 2003 17.000 Todos Green Stage
Cosmopol 2007 6.000 Hip hop, R&B, world music Metropol
Odeon 2003 5.000 Variado, em geral rock Yellow Stage
Pavilion 2003 2.000 Variado, em geral rock Blue Stage
Gloria 2011 1.000 Variado
Outros
Pavilion Junior 2005 2.000 Variado - somente artistas não famosos Camp Stage
Parte do acampamento oeste.

Acampamento[editar | editar código-fonte]

Além da área dedicada às apresentações e eventos tradicionais, o festival abriga também os acampamentos, estes cobrem uma área de cerca de 80 hectares e seu acesso está incluso no ingresso. Em geral abre no domingo anterior ao festival. É dividido em duas áreas principais, oeste e leste, cada um com um centro de serviço onde ficam estabelecimentos como praça de alimentação, primeiros socorros, informações e achados e perdidos. As áreas ainda se subdividem em ágoras, que dispõem de banheiros, armários, recarga de celulares, churrasqueiras. Cada ágora possui um tema especial que contribui com a vida do festival, variando de esporte, dança, construção e comunicação (onde ficam a rádio e a redação do jornal do festival).

Mídia[editar | editar código-fonte]

Além da cobertura na mídia tradicional que um evento equivalente recebe, o festival tem ainda seus próprios veículos de mídia: um jornal diário em parceria com a Metro International (com sete edições em dinamarquês e quatro edições em inglês) e uma estação de rádio com transmissões ininterruptas durante todo o evento, incluindo o seu "aquecimento".

Outros eventos famosos[editar | editar código-fonte]

Desde 1998 um evento tem ganhado cada vez mais atenção no festival. No sábado ocorre uma corrida com cerca de 20 concorrentes, divididos por gênero e o vencedor é aquele que completa três voltas em torno do prédio da rádio completamente nu, e recebe como prêmio um ingresso para o festival do ano seguinte.

Incidentes[editar | editar código-fonte]

Apesar das medidas de segurança, em festivais de grande porte sempre acontecem algumas ocorrências, como furtos e acidentes. Ainda assim, o festival é considerado seguro, sem maiores acidentes.

No entanto, na edição de 2000, nove pessoas morreram em decorrência de esmagamentos no meio do público durante uma apresentação do grupo Pearl Jam no palco principal. Após essa tragédia, medidas de segurança foram tomadas para a edição posterior, além disso foi construído um memorial em homenagem às vítimas em um local próximo ao palco principal, ali foram plantadas nove árvores e uma pedra com a inscrição "Como somos frágeis" (no original How Fragile We Are) foi deixada como lembrança.

Números[editar | editar código-fonte]

Ano Público[2] Pagantes Artistas
(aprox.)
Artistas de países lusófonos
1971 10.000 n/d 32
1972 15.000 n/d 26
1973 15.000 n/d 23
1974 21.500 n/d 38
1975 26.000 n/d 42
1976 32.500 n/d 44
1977 31.000 n/d 48 Brasil Tania Maria
1978 36.500 n/d 55
1979 40.000 n/d 53 Brasil Tania Maria
1980 50.100 n/d 58
1981 51.500 n/d 56
1982 57.500 n/d 55
1983 60.600 n/d 62
1984 64.800 n/d 62
1985 53.500 n/d 53
1986 56.900 n/d 57
1987 58.700 n/d 68
1988 62.100 n/d 70 Brasil Milton Nascimento
1989 56.300 n/d 100
1990 70.600 n/d 100
1991 60.500 n/d 110
1992 64.500 n/d 110
1993 76.500 n/d 125
1994 90.000 n/d 125 Brasil Sepultura
1995 111.000 90.000 140
1996 115.000 90.000 150 Brasil Sepultura
1997 115.000 90.000 160
1998 100.000 75.000 160 Brasil Soulfly
1999 96.000 71.000 170 Brasil Carlinhos Brown, Daúde, Marcos Valle, Margareth Menezes, Mundo Livre S/A
Angola Waldemar Bastos
2000 102.000 76.000 170 Brasil Funk'n'Lata, Lenine
2001 92.000 64.000 150 Brasil Chico César, Nação Zumbi
2002 100.000 72.000 150 Brasil Bossacucanova com Roberto Menescal, Funk'n'Lata
2003 107.000 77.000 160 Brasil Carlinhos Brown, DJ Dolores & Orchestra Santa Massa, Skank
2004 106.000 76.000 158 Brasil Otto, Silvério Pessoa
2005 97.000 65.000 160 Brasil BNegão & Os Seletores de Freqüência
2006 110.000[3] 70.000 170 Brasil Cabruêra, Marcelo D2, Ed Motta
2007 110.000 77.000 159 Portugal Buraka Som Sistema
Brasil Cansei de Ser Sexy, Bonde do Rolê, Sonic Junior
2008 90.000 67.000 180 Brasil Orquestra Imperial, SpokFrevo Orquestra, DJ Wagner Pá
2009 110.000 80.344[4] n/d
2010 125.000 n/d n/d Brasil Céu
2011 130.000 n/d n/d Brasil Karina Buhr
2012 n/d n/d n/d Angola Conjunto Angola 70
Brasil Criolo
2013 n/d n/d n/d Brasil Bixiga 70 Marcos Valle

n/d: Não disponível

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. The Roskilde Festival Society is the association behind Roskilde Festival. Acessado em 22 de julho de 2006
  2. Inclui os pagantes, voluntários, imprensa e artistas.
  3. Roskilde Festival Cool, calm and cheerful - Roskilde Festival 2006 exceeded all expectations. Acessado em 22 de julho de 2006
  4. Roskilde Festival Website (23 de julho de 2009). Roskilde '09 well-attended "Roskilde Festival" (em inglês). Acessado em 2009-out-19.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
  • Roskilde - Artigo sobre a cidade que abriga o festival.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]