Hélia Correia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Hélia Correia (n. Lisboa 1949), é uma escritora portuguesa[1] .

É licenciada em Filologia Românica, tendo feito também um curso de Pós-graduação em Teatro Clássico.

Além de se ter dedicado à escrita, também fez diversas traduções.

Em 2013, vence o Prémio Vergílio Ferreira pelo conjunto da sua obra[2] , e vence ainda o Prémio Literário Correntes d'Escritas/Casino da Póvoa pela sua obra A Terceira Miséria, uma homenagem à Grécia.[3]

Obra[editar | editar código-fonte]

  • Ficção
    • 1981 - O Separar das Águas
    • 1982 - O Número dos Vivos
    • 1983 - Montedemo
    • 1985 - Villa Celeste
    • 1987 - Soma
    • 1988 - A Fenda Erótica
    • 1991 - A Casa Eterna
    • 1996 - Insânia
    • 2001 - Lillias Fraser
    • 2001 - Antartida de mil folhas
    • 2002 – Apodera-te de mim


  • Poesia
    • 1986 - A Pequena Morte / Esse Eterno Canto
    • 2012 – A Terceira Miséria
  • Teatro
    • 1991 - Perdição, Exercício sobre Antígona
    • 1991 - Florbela
    • 2000 - O Rancor, Exercício sobre Helena
    • 2005 - O Segredo de Chantel
    • 2008 - A Ilha Encantada (versão para jovens de William Shakespeare)
  • Para a Infância
    • 1988 - A Luz de Newton.(7 Histórias de Cores)

Referências

  1. Entrevista a Hélia Correia
  2. Descritiva da obra "A Terceira Miséria"
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.