Igreja Ortodoxa Grega de Alexandria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Papa da Igreja Ortodoxa Grega de Alexandria
Papado
Patriarch Theodore II of Alexandria.jpg
Atual Papa:
Teodoro II

Pronome de tratamento: Sua Santidade
Residência: Alexandria, Egito
Primeiro Papa: São Marcos
Formação: primeiro século

A Igreja Ortodoxa Grega de Alexandria, também conhecida como Patriarcado de Alexandria e toda África (em grego: Πατριαρχεῖον Ἀλεξανδρείας καὶ πάσης Ἀφρικῆς, Patriarcheîon Alexandreías kaì pásēs Aphrikês) é uma Igreja Ortodoxa Grega autocéfala dentro da ampla comunhão das Igrejas Ortodoxas. Oficialmente, ela é chamada de Patriarcado Grego Ortodoxo de Alexandria para distingui-la da Patriarcado Ortodoxo Copta de Alexandria, não-calcedoniano. Membros desta igreja já foram conhecidos como "Melquitas", pois eles permaneceram em comunhão com o Patriarcado Ecumênico de Constantinopla após o cisma que se seguiu ao Concílio de Calcedônia em 451.

Líder da Igreja[editar | editar código-fonte]

O principal bispo Igreja Ortodoxa Grega de Alexandria é o Papa e Patriarca de Alexandria e toda África. Seu título completo é "Sua Mais Divina Beatitude, o Papa e Patriarca da Grande Cidade de Alexandria, Líbia, Pentápolis, Etiópia, todas as terras do Egito e toda a África, Pai dos Pais, Pastor dos Pastores, Prelado dos Prelados, décimo-terceiro Apóstolo e Juíz Ecumênico." Como o Papa Ortodoxo Copta de Alexandria e o Patriarca Católico Copta de Alexandria, ele alega a sucessão apostólica de Marcos, o evangelista, na função de bispo de Alexandria, que fundou a Igreja da cidade no século I e, portanto, iniciou o Cristianismo na África. É também um dos cinco patriarcados da antiguidade, chamados de Pentarquia.

História[editar | editar código-fonte]

Desde o cisma, que ocorreu por conta de controvérsias políticas e cristológicas no Concílio de Calcedônia (451), a porção da Igreja de Alexandria fiel à cristologia calcedoniana tem sido, do ponto de vista litúrgico, falante do grego, sendo que a maioria dos nativos (ou seja, os falantes da língua copta) e seus descendentes se tornando parte da Igreja Copta, não-calcedoniana. Após a conquista árabe do Norte da África no século VII d.C., este grupo que já era pequeno continuou assim por muitos séculos.

A Igreja hoje[editar | editar código-fonte]

Hoje em dia, por volta de 300.000 cristãos gregos constituem o Patriarcado de Alexandria no Egito, o maior número desde o Império Romano. O atual Papa é Sua Santidade Teodoro II.

Bibliography[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Igreja Ortodoxa Grega de Alexandria

Ligações externas[editar | editar código-fonte]