Kata (artes marciais)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Kata
Kata.jpg

Informações gerais
Local(is) de origem  Japão
Escopo Sequência de movimentos em simulação de luta
Outras artes marciais
Técnica(s) correspondente(s) China: Kati ou tàolù
Coréia: Pumsae
Cronologia das artes marciaisLista de artes marciaisProjeto Artes Marciais

Kata (型 ou 形, forma?) é um conjunto de movimentos de ataque e defesa e está presente nas mais diversas artes marciais japonesas[1] , realizados em conjunto ou individualmente. O significado mor é "forma", mas que adquire conotações diversas, dependendo da arte em questão.

No caratê, descreve uma simulação de combate detalhada de movimentos, que é praticada índividualmente ou em equipe. Antes de executá-lo, o praticante deve passar por uma prática de técnicas fundamentais, os kihons; ao que, antes da popularização, era referenciado como "balé da morte", termo que bem descreve sua natureza. A depender do estilo, há variações de um mesmo kata[2] .

Em judô, diz-se que um conjunto de técnicas fundamentais, para transmitir uma técnica, como nage-no-kata (formas de projeção), katame-no-kata (formas de domínio no solo) ou kime-no-kata (técnicas de combate real). Também se diz que o escopo dos katas é revelar o verdadeiro espírito pacifista da arte e, bem assim, sua finalidade. De igual formal, no aiquidô, que é um descendente do jiu-jitsu tradicional, representa uma série de movimentos pré-definidos, mas com a peculiaridade de quase sempre utilizar bastão ou espada, em que um praticante ataca e outro defende[3] .

Em qualquer arte marcial, a simulação inserta num kata representa uma sequência de movimentos, ataque e defesa numa luta imaginária. Cada ataque deve ser executado como se o oponente estivesse em sua frente, para atingi-lo, e cada defesa deve ser executada como se o adversário estivesse mesmo a atacá-lo, em uma situação real de perigo. Cada movimento tem sua interpretação, devendo ser respeitado seu e tempo e aplicação.

O objetivo do kata é ajudar no desenvolvimento das aptidões psicológicas e físicas necessárias para o verdadeiro combate.

Além do mais, o kata faz com que uma pessoa tenha domínio da luta, ou seja, ela controla o espaço entre si e seu adversário. Os kata, quando foram desenvolvidos, tiverem como modelo principal os movimentos que certos mestres tiveram que usar em situações reais de perigos contra dois ou mais adversários.

Referências

  1. AIKIDO - The Peaceful Martial Art (em inglês). Visitado em 23 de Agosto de 2010.
  2. Karatê Wado-Ryu - Katas (em português). Visitado em 23 de Agosto de 2010.
  3. Encyclopedia of Aikido (KATA) (em inglês). Visitado em 1 de Dezembro de 2010.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

BULL, Wagner J. Aikidô, o caminho da sabedoria: a técnica. São Paulo: Pensamento, 2003
MARWOOD, Desmond. Judo: iniciación y perfeccionamiento. Badalona: Paidotribo, 1995.
VIEIRA, Silvia. FREITAS, Armando. O que é judô: histórias, regras e curiosidades. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2007.

Ver também[editar | editar código-fonte]