Kolo Touré

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Kolo Touré
كولو توريه
Kolo Touré كولو توريه
Informações pessoais
Nome completo Kolo Habib Touré[1]
Data de nasc. 19 de Março de 1981 (33 anos)
Local de nasc. Bouaké, Costa do Marfim
Altura 1,83 m[2]
Destro
Apelido Loko, Cannavaro Africano
Informações profissionais
Clube atual Inglaterra Liverpool
Número 4
Posição Zagueiro
Clubes de juventude
19942002
2002
Costa do Marfim ASEC Mimosas
Inglaterra Arsenal
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
20022009
20092013
2013
Inglaterra Arsenal
Inglaterra Manchester City
Inglaterra Liverpool
0225 0000(9)
0082 0000(2)
0003 0000(0)
Seleção nacional3
2000 Flag of Côte d'Ivoire.svg Costa do Marfim 0103 0000(6)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 28 de Maio de 2013.


3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 14 de Janeiro de 2013.

Kolo Habib Touré - em árabe كولو حبيب توريه -, mais conhecido como Kolo Touré (Bouaké, 19 de março de 1981), é um futebolista marfinense que atua como zagueiro. Atualmente, joga pelo Liverpool[3]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Kolo Touré nasceu em Bouaké, na região central da Costa do Marfim, ficou menos tempo nas categorias de base do Mimosas do que seu irmão Yaya Touré, pois não demorou muito para que Touré chamasse atenção dos clubes europeus ainda jogando de meia-atacante, o que explica sua enorme velocidade para um zagueiro.

Arsenal[editar | editar código-fonte]

Não demorou muito para Touré chamar atenção dos clubes europeus como o Arsenal, que logo depois de um pequeno período de testes se juntou a equipe principal de equipe, fazendo a equipe londrina pagar £150,000 mil por sua contratação.

Temporada 2002–03[editar | editar código-fonte]

Touré só fez sua estreia pela equipe principal na temporada seguinte, só na temporada 200203 em um jogo da Supercopa da Inglaterra em agosto de 2002 contra o Liverpool. Inicialmente considerado como um jogador de muita utilidade por ser muito versátil, no Arsenal começou a jogar como meio-campista, e também de lateral-direito. Ele marcou seu primeiro gol pelo Arsenal, em um empate de 1-1 contra o Chelsea, em Stamford Bridge.

Temporada 2003–04[editar | editar código-fonte]

No início da temporada 2003-04, Wenger começou a usar Touré como zagueiro ao lado de Sol Campbell. Ele formou uma dupla fantástica com Campbell, e teve uma grande temporada, quando o Arsenal ficou invicto durante toda a temporada. Depois de ter sido um meia-atacante, Touré fez uma reputação de si próprio como sendo um zagueiro de ataque, embora ele tenha marcado apenas um gol e uma assistência, ele estava muito entusiasmado com a liberdade que Arsène Wenger lhe dava durante as partidas, para pode ir a frente tentar ajudar o ataque.

Temporada 2004–05[editar | editar código-fonte]

Touré estava entre dentro e fora da equipe titular do Arsenal durante a temporada 2004-05, lutando por um lugar na equipe titular contra Philippe Senderos e Pascal Cygan para jogar ao lado de Sol Campbell na zaga. Touré terminou a temporada com 50 jogos defendendo o Arsenal, ajudando a equipe a ganhar Copa da Inglaterra. Seu único gol da temporada 2004-05 veio aos 90 minutos em um jogo da Liga dos Campeões contra o Bayern Munique, da Alemanha. O Arsenal perdeu o jogo por 3-1.

Temporada 2005–06[editar | editar código-fonte]

Touré e um jovem torcedor dos Gunners.

Touré rapidamente se consolidou como um dos melhores zagueiros da Premier League. Na temporada 2005-06, ele fez uma boa dupla de zaga com Philippe Senderos. Ambos os zagueiros ficaram marcados no final da temporada, ajudando o Arsenal ao alcançar a final da Liga dos Campeões de 2005-06 após manter 10 jogos consecutivos sem sofrer gols (um recorde europeu). Depois de suas atuações na Liga dos Campeões, seu valor de mercado subiu drasticamente, ele era considerado um dos melhores do mundo na sua posição. A imprensa italiana foi no mesmo, tanto quanto lhe intitularam de "Fabio Cannavaro Africano" depois que o Arsenal derrotou a Juventus, tirando a equipe de Turim da competição. Touré foi amplamente considerado como um dos melhores zagueiros do mundo, depois da Liga dos Campeões de 2005-06.

Temporada 2006–07[editar | editar código-fonte]

Touré recebeu a camisa número 5 na temporada 2006-07, camisa que estava vaga desde a saída de Martin Keown para o Leicester City. Em agosto de 2006, Touré, assinou um novo contrato de quatro anos com o Arsenal, no valor de cerca de £70.000 mil por semana.[4] "Quero ficar aqui [no Arsenal] pelo resto da minha carreira", disse Touré. "Por que eu iria querer sair? Eu amo o meu futebol aqui, minha família está resolvida aqui, e o clube é ambicioso. É fantástico". Apesar do fato de que o Arsenal teve uma campanha decepcionante na Liga, Touré era auto-consistente, e ganhou o terceiro lugar de melhor jogador do Arsenal da temporada, atrás de Gilberto Silva e Cesc Fàbregas.

Temporada 2007–08[editar | editar código-fonte]

Touré em um jogo da temporada 2007-08 como capitão do Arsenal.

Touré foi o vice-capitão dos jovens jogadores do Arsenal na temporada de 2006-07, após o ex-vice-capitão Gilberto Silva e o ex-capitão Thierry Henry. Ele foi o capitão do Arsenal, pela primeira vez em 9 de janeiro de 2007 durante uma vitória por 6-3 sobre o Liverpool na Copa da Liga. Ele também levou os Gunners para a final desta competição, sendo também capitão na primeira semifinal contra o Tottenham. Ele se tornou o jogador que a mais tempo defendia o Arsenal no então elenco atual após as saídas de Jérémie Aliadière, Thierry Henry, e Fredrik Ljungberg, durante a janela de transferências do verão em 2007. Ele também foi capitão do Arsenal em uma sequência de jogos no início da temporada 2007-08, após o então capitão William Gallas se machucar em um jogo contra o Blackburn. Durante o Copa Africana de Nações, ele sofreu uma lesão e não parecia muito bem quando voltou a jogar pelo Arsenal, e depois se machucou mais uma vez na Liga dos Campeões contra o Milan, quando ele bloqueou o chute de Alexandre Pato com a perna, e foi logo foi levado para fora do campo para receber atendimento. Touré voltou ao time titular contra o Middlesbrough, em 15 de março e marcou o gol do empate para o Arsenal nos 10 minutos finais. Nas quartas-de-final da Liga dos Campeões, ele foi jogar de lateral-direito posição que não jogava havia anos, durante o empate de 2-2 do Arsenal com o Liverpool. Mas, aos 86 minutos, Touré teria empurrado Ryan Babel dentro da área desencadeando o pênalti. Arsène Wenger, no entanto, defendeu Touré, dizendo que o árbitro errou, pois não havia acontecido o pênalti. Steven Gerrard cobrou o pênalti e marcou. O placar terminou 4-2 para o Liverpool com um gol nos acréscimos de Babel.

Temporada 2008–09[editar | editar código-fonte]

Em 1 de janeiro de 2009, Touré exigiu um afastamento do Arsenal depois de uma discussão com o não muito colega William Gallas. Ele teria entregue um pedido de transferência que mais tarde seria rejeitado pelo presidente do Arsenal, Peter Hill-Wood.[5] No entanto, Touré se comprometeu com os Gunners, pelo menos até o verão.[6]

Manchester City[editar | editar código-fonte]

Depois de muitas especulações de transferência, foi anunciado dia 28 de julho de 2009 que o Manchester City tinha chegado a um acordo com o Arsenal de £15 milhões por Kolo Touré.[7] Depois que ele passou com sucesso por exames médicos no City of Manchester, em 29 de julho de 2009, Touré, assinou um contrato de quatro anos com o clube de Manchester[8] O City, que terminou em 10º lugar na temporada anterior, tinha feito uma série de contratações de jogadores de alto nível, que estavam na pré-temporada 2009-10, pouco depois de assinar com o clube Touré disse que espera ajudar o Manchester City a chegar no topo da Premier League.[9]

Temporada 2009–10[editar | editar código-fonte]

Touré fez sua estreia em partidas oficiais pelo Manchester City dia 15 de agosto de 2009 na rodada de estreia da Premier League 2009-10, na vitória de 1-0 contra o Blackburn tendo uma atuação regular.[10] Nesta temporada, Touré recebeu a faixa de capitão da equipe, após a saída do ex-capitão Richard Dunne.

Temporada 2010–11[editar | editar código-fonte]

No início da temporada 2010-11, o treinador Roberto Mancini tirou a braçadeira de capitão de Touré e deu para Carlos Tevez. No entanto, Mancini alegou que Kolo continuava nos planos da equipe como titular na defesa. Em 3 de março de 2011, Touré foi pego no teste anti-dopagem, e recebeu uma punição de seis meses da FA. A substância não foi divulgada.[11] Tal fato prejudicou completamente a sua temporada, ele disputou apenas 28 jogos no total.

Liverpool[editar | editar código-fonte]

Em 28 de maio de 2013, Touré acertou sua transferência para o Liverpool, outra agremiação britânica.[12]

Seleção Marfinense[editar | editar código-fonte]

Touré tem jogado pela Costa do Marfim desde sua estreia em abril de 2000 contra a Ruanda. Ele jogou em todos os cinco jogos pela Costa do Marfim, quando eles conseguiram ir a final mais perderam a Copa das Nações Africanas de 2006, para o Egito anfitrião daquela competição.

Ele fez seu primeiro jogo na Copa do Mundo de 2006, em 11 de junho de 2006, quando a Costa do Marfim perdeu de 1-2 para a Argentina. Desde que estreou pela seleção nacional marcou dois gols para a Costa do Marfim, contra Tadjiquistão e Gabão, respectivamente.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Kolo Touré é irmão mais velho de Yaya Touré, também do City, e de Ibrahim Touré do Al-Ittihad.

Kolo está casado com Awo sua atual esposa, e juntos tiveram os filhos Sania e Yiassin.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Até 14 de dezembro de 2012.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Clube Temporada Inglaterra Premier League Inglaterra Copas¹ União Europeia Competições
europeias
Total
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
Arsenal 200203 26 2 1 7 0 0 7 0 0 40 2 1
200304 37 1 1 8 2 0 10 0 0 55 3 1
200405 35 0 0 7 0 0 8 1 0 50 1 0
200506 33 0 0 1 0 0 12 1 1 46 1 1
200607 35 3 3 8 1 1 10 0 0 53 4 4
200708 30 2 3 2 0 1 9 0 0 41 2 4
200809 29 1 1 3 0 0 9 0 0 41 1 1
Total 225 9 9 36 3 2 65 2 1 326 14 12
Manchester City 200910 31 1 0 2 1 0 0 0 0 33 2 1
201011 22 1 0 5 0 0 5 0 0 32 1 0
201112 14 0 0 3 0 0 3 0 0 20 0 0
201213 15 0 0 2 0 0 0 0 0 17 0 0
Total 82 2 0 12 1 0 8 0 0 102 3 1
Liverpool 201314 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Total 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Total na Carreira 307 11 9 48 4 2 73 2 1 428 17 13
¹Incluindo a Copa da Inglaterra, Copa da Liga e Supercopa da Inglaterra.

Gols pela Seleção Marfinense[editar | editar código-fonte]

# Data Local Adversário Placar Resultado Competição
1. 8 de outubro de 2002 Abidjan, Costa do Marfim Flag of Gabon.svg Gabão 3–0 5–0 Elim. do Campeonato Africano de 2008
2. 25 de junho de 2003 Duchambe, Tadjiquistão Flag of Tajikistan.svg Tajiquistão 1–2 1–8 Amistoso
3. 4 de junho de 2010 Sion, Suíça Flag of Japan.svg Japão 2–0 2–0 Amistoso
4. 10 de agosto de 2010 Londres, Inglaterra Flag of Italy.svg Itália 1–0 1–0 Amistoso
5. 9 de outubro de 2011 Abidjan, Costa do Marfim Flag of Burundi.svg Burundi 1–0 2–1 Elim. do Campeonato Africano de 2012
6. 9 de junho de 2012 Marrakech, Marrocos Flag of Morocco.svg Marrocos 2–1 2–2 Elim. da Copa do Mundo FIFA de 2014

Títulos[editar | editar código-fonte]

Costa do Marfim ASEC Mimosas
Inglaterra Arsenal
Inglaterra Manchester City

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]