Miguel Maria Lisboa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Armas do barão de Japurá, as mesmas das famílias Ribeiro, Soares de Oliveira, Lima e Pais.

Miguel Maria Lisboa, primeiro e único barão de Japurá, (Rio de Janeiro, 22 de maio de 1809Lisboa, 28 de abril de 1881) foi um diplomata e nobre brasileiro.

Filho do Conselheiro José Antônio Lisboa e de Maria Eufrásia de Lima, era irmão do almirante Joaquim Marques Lisboa, marquês de Tamandaré. Casou-se com sua prima Maria Isabel de Andrade Pinto, irmã da Marquesa de Acapulco, filha do Conselheiro João José de Andrade Pinto e Maria José Andrade Soares de Paiva. Teve 4 filhos, entre eles Miguel Ribeiro Lisboa, oficial da marinha que combateu na Guerra do Paraguai.

Mestre em artes pela Universidade de Edimburgo, entrou na carreira diplomática aos 18 anos de idade, como adido à legação de Londres, depois de galgar postos na diplomacia representou o Brasil no Chile, Venezuela, Peru, Bolívia, Equador, Estados Unidos (1859-1864), Bélgica (1865-1868) e finalmente Portugal 1868, onde faleceu.

Recebeu o título de barão em 17 de julho de 1872 por decreto do Imperador Dom Pedro II.

Foi também um importante estudioso da espeleologia, tendo feito importantes compilações de campo na Venezuela. Encontra-se sepultado no Cemitério do Caju.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • BLAKE, Augusto Victorino Alves Sacramento. Diccionario bibliographico brazileiro. Typographia Nacional, Rio de Janeiro, 1900.
  • MOYA, Salvador de - Anuário Genealógico Brasileiro - Publicações do Instituto Genealógico Brasileiro - Ano III - 1941 - São Paulo
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.