Nagasaki (província)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde dezembro de 2009)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Província de Nagasaki
(長崎県; Nagasaki-ken)
Mapa
Mapa do Japão com Nagasaki destacado
Informação
Capital Nagasaki
Região Kyushu
Ilha Kyushu
Área 4 104,48 km² (37.º)
 - % água 8,5%
População (2009)
 - Total 1 440 727 (26.º)
 - Densidade populacional 351 hab/km²
Distritos 4
Municípios 23
ISO 3166-2 JP-42
Website www.pref.nagasaki.jp/en/
Símbolos
Flor Unzentsutsuji (Rhododendron serpyllifolium)
Árvore Tuia azul (Chamaecyparis pisifera)
Ave Marreco mandarim (Aix galericulata)
Mapa da província de Nagasaki
Castelo de Shimabara
Templo Sōfuku-ji Ōbaku em Nagasaki

Nagasaki ou Nagasáqui (長崎県, Nagasaki-ken?) é uma província do Japão localizada na ilha de Kyushu. Sua capital é a cidade de Nagasaki.

História[editar | editar código-fonte]

A província de Nagasaki foi formada pela união da metade oeste da antiga província de Hizen com com as ilhas da província de Tsushima e a província de Iki.[1] De frente para a China e a Coreia, a região ao redor de Hirado foi um tradicional centro de comerciantes e piratas.

Durante o século XVI, missionários católicos e comerciantes vindos de Portugal chegaram e se instalaram em Hirado e Nagasaki, que se tornou um grande centro de comércio exterior. Depois de terem recebido passe livre no período de Oda Nobunaga, os missionários foram forçados a se retirarem aos poucos, na Era Edo, até que o cristianismo foi banido pelo Sakoku, a política de isolamento nacional. Nessa época, o comércio exterior japonês era restrito a chineses e holandeses instalados em Dejima, em Nagasaki; entretanto, grupos de cristãos japoneses continuaram exercendo sua fé escondidos. Esses cristãos eram provados a todo momento, sendo forçados a pisar em cima de desenhos (Fumi-e) com imagens da Virgem Maria e de santos para provar que não eram cristãos. Com o banimento de todos os missionários católicos, comerciantes de países católicos também foram forçados a deixar o país. Com eles, seus filhos, metade japoneses metade europeus, também foram forçados a deixar o Japão. A maioria foi mandada para Jakarta e ainda são lembrados pelos moradores locais como as pessoas que escreveram cartas pungentes que foram contrabandeadas pelo mar até sua terra natal. Hoje, Nagasaki tem uma grande Chinatown[2] e igrejas católicas.

Durante a Restauração Meiji, Nagasaki e Sasebo tornaram-se os maiores portos de cómercio exterior e mais tarde grandes bases militares e centros de construção de navios para a Marinha Imperial Japonesa na Segunda Guerra Mundial.

Em 9 de agosto de 1945, os Estados Unidos jogaram uma bomba atômica em Nagasaki, que teve seus prédios completamente destruídos em um raio de uma milha em torno do ponto de impacto e danos severos em outras partes da cidade. 70 mil pessoas morreram e mais de outras 70 mil foram feridas no ataque.

Geografia[editar | editar código-fonte]

A província de Nagasaki faz fronteira com a província de Saga a leste e é cercada pelo mar, incluindo a Baía de Ariake, o Estreito de Tsushima e o Mar do Leste da China. Também inclui um grande número de ilhas, como as de Tsushima e de Iki. A maior parte da província está perto do litoral e há muitos portos, como o de Nagasaki, além de uma base naval dos Estados Unidos em Sasebo.

Cidades[editar | editar código-fonte]

Distritos[editar | editar código-fonte]

Cultura[editar | editar código-fonte]

Festivais e Eventos:

  • Tourou-nagashi – 6 de Agosto, nesse dia Aniversário da queda da Bomba Atômica na cidade de Hiroshima, as pessoas se reúnem na Praça da Paz e colocam no Rio o Tourou (lanterna de papel) com desejo de paz escrito nele.

Religião[editar | editar código-fonte]

Nagasaki é a região mais cristianizada no Japão, sendo que missões católicas romanasse estabeleceram lá no começo do século XVI.

Em 2002, existiam 68 617 católicos na província de Nagasaki, respondendo por 4,52% da população total da província.


Referências

  1. Nussbaum, "Provinces and prefectures" em Japan Encyclopedia, p. 780 (em inglês).
  2. ようこそ 長崎新地中華街へ Nagasaki-Chinatown (em japonês)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Nagasaki (província)
Província de Nagasaki
Cidades
Goto | Hirado | Iki | Isahaya | Matsuura | Minamishimabara | Nagasaki | Omura | Saikai | Sasebo | Shimabara | Tsushima | Unzen
Distritos
Higashisonogi | Kitamatsura | Minamimatsura | Minamitakaki | Nishisonogi
Flag of Japan.svg   Este artigo é um esboço sobre Geografia da província de Nagasaki. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.