Shimane

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Trechos sem fontes poderão ser removidos.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing.
Província de Shimane
(島根県 Shimane-ken)
Mapa
Mapa do Japão com Shimane destacado
Informação
Capital Matsue
Região Chugoku
Ilha Honshu
Área 6 707,29 km² (18.º)
 - % água 2,7%
População (1 de Outubro de 2000)
 - Total 761 503 (46.º)
 - Densidade populacional 114 hab/km²
Distritos 12
Municípios 49
ISO 3166-2 JP-32
Website www.pref.shimane.jp/
section/kokusai/foreign/
Símbolos
Flor Peónia moutan (Paeonia suffruticosa)
Árvore Pinheiro negro japonês (Pinus thunbergii)
Ave Cisne bravo (Cygnus cygnus)

A província de Shimane (島根県, Shimane-ken?) é uma província do Japão localizada na região de Chugoku na ilha principal de Honshu.[1] A capital é Matsue.[2] Ela é a segunda província menos populosa do Japão, atrás apenas de seu vizinho a leste, Tottori. A província possui uma area alongada de leste a oeste de face para as Montanhas Chugoku ao sul e o Mar do Japão ao norte. Ela é dividida em: região de Izumo a leste, região de Iwami a oeste e região de Oki, um pequeno grupo de ilhas na costa ao norte. A maior parte das cidades está perto da costa do Mar do Japão. O Santuário de Izumo, na cidade de Izumo é um dos jinjas mais antigos do Japão. As Ilhas Oki no Mar do Japão também são parte da província de Shimane, que também afirma ter jurisdição sobre a ilha de Rochedos de Liancourt (Takeshima), controlada pela Coreia do Sul.

História[editar | editar código-fonte]

História recente[editar | editar código-fonte]

A história de Shimane começa com a mitologia japonesa. Acreditava-se que o deus xintoísta Ookuninushi vivia em Izumo, uma antiga província em Shimane. O santuári ode Izumo, que está na cidade de Izumo, homenageia o deus.[3] Naquela época, a atual província de Shimane era dividida em três partes: Iwami, Izumo e Oki.[4] Isto durou até que a abolição do sistema han ocorresse em 1871. Durante o período Nara, Kakinomoto no Hitomaro leu um poema sobre a natureza de Shimane quando ele foi enviado como o governante real.[5] Mais tarde no período Kamakura, o Xogunato Kamakura forçou os imperadores Go-Toba e Godaigo ao exílio em Oki. O Imperador Go-daigo mais tarde escapou de Oki e começou a reunir apoiadores contra o xogunato, que acabou acontecendo.[6]

Idade média[editar | editar código-fonte]

Durante o período Muromachi, Izumo e Oku eram controladas pelo clã Kyogoku. No entanto, após a Guerra de Ōnin, o clã Amago expandiu seu poder baseado no Castelo de Gassantoda e o clã Masuda dominou a província de Iwami. A mina de prata de Iwami Ginzan e sua paisagem cultural localizavam-se entre o território de Amago e de Masuda, então havia muitas batalhas entre estes clãs pela prata. No entanto, em 1566, Mori Motonari conquistou Izumo, Iwami e Oki.[6] Após mais de 30 anos do controle de Mori, em 1600 Horio Yoshiharu entrou em Izumo e Oki como resultado da Batalha de Sekigahara, a qual Mori perdeu. Após a mudança, Horio Yoshiharu decidiu se mudar para construir o Castelo de Matsue ao invés de Gassan-Toda, e logo após a morte de Yoshiharu o castelo foi concluído. Mais tarde em 1638, o neto de Tokugawa Ieyasu, Matsudaira Naomasa tornou-se o governante pois o clã Horio não possuía nenhum herdeiro e sua família dominou até a abolição do sistema han. A area de Iwami dividia-se em três regiões: o distrito da mineração, sob o controle direto do Xogunato, a região do clã Hamada e a região do clã Tsuwano. O Iwami Ginzan, hoje um patrimônio mundial da humanidade da UNESCO, produziu prata e foi uma das maiores minas de prata do país no começo do século XVII. O clã Hamada estava do lado do xogunato na Restauração Meiji, e o castelo foi queimado. O clã Tsuwano, apesar de ser governado por Matsudaira, estava do lado do Imperador na restauração.[7]

Era moderna[editar | editar código-fonte]

Em 1871, a abolição do sistema han incluiu as antigas províncias de Shimane e Hamada no território atual da província de Shimane. Mais tarde naquele ano, Oku tornou-se parte de Tottori. Em 1876, a província de Hamada fundiu-se com a província de Shimane. A província de Tottori também foi adicionada no mesmo ano. No entanto, cinco anos mais tarde, em 1881, a porção atual da província de Tottori foi separada e a fronteira atual foi formada.[7]

Geografia[editar | editar código-fonte]

A província de Shimane situa-se do lado do Mar do Japão da região de Chugoku. Devido à sua paisagem montanhosa, o cultivo do arroz se dá principalmente na planície de Izumo, onde se localiza a cidade de Izumo.[8] Outro grande acidente geográfico é a península de Shimane. A península localiza-se ao longo do Mar do Japão de Izumo a Sakaiminato, que localiza-se na província de Tottori. A península também criou dois lagos marinhos, o Lago Shinji e Nakaumi. A ilha de Daikon localiza-se em Najaumi. Fora da ilha principal de Honshu, a ilha de Oki também está na província de Shimane. A própria ilha está no Parque Nacional Daisen-Oki.[8] Shimane também reclama o uso dos Rochedos de Liancourt, que estão em disputa com a Coreia do Sul.[9] Em 1º de abril de 2012, 6% da área total da província era considerada como parques nacionais, com o Parque Nacional Daisen-Oki, Parque Semi-Nacional Dogo-Taishaku e o Parque Semi-Nacional Nishi Chugoku Sanchi, além de onze parques naturais do governo da província.[10]

A maior parte das principais cidades localiza-se ou na costa ou junto a algum rio.[8]

Cidades[editar | editar código-fonte]

Em negrito, a capital da prefeitura.

Distritos[editar | editar código-fonte]

Clima[editar | editar código-fonte]

A província possui um clima subtropical. O inverno é nublado com um pouco de neve e o verão é úmido. A temperatura média anual é de 14,6 graus Celsius. Chove quase todo dia na estação chuvosa, de junho a meados de julho. A maior temperatura medial mensal ocorre em agosto, com 26,3 graus Celsius. A precipitação média anual é de 1799 milímetros, mais alta que os 1467 mm de Tóquio e 920 mm de Obihiro.[11]

Médias anuais da província de Shimane por região(Período da estatística:1971 - 2000、Fonte:Japanese Meteorological Agency: Statistical Climate Information
Média anual
(Mês)
Oki Izumo (costa) Izumo (interior)
Okinoshima
Saigo  
Okinoshima
Cabo Saigo
Ama   Matsue
Kashima 
Matsue  Hikawa  Izumo  Okuizumo
Yokota 
 Unnan
Kakeya 
 Iinan
Akana 
Average
Temperatura
()
Mês mais quente 25.6
(Ago)
25.8
(Ago)
25.6
(Ago)
26.3
(Ago)
25.8
(Ago)
24.0
(Ago)
24.5
(Ago)
23.4
(Ago)
Mês mais frio 3.9
(Fev)
4.5
(Fev)
4.4
(Fev)
4.2
(Jan)
4.5
(Fev)
0.7
(Fev)
2.3
(Fev)
0.4
(Jan, Fev)
Chuva
(mm)
Mês mais chuvoso 211.6
(Set)
227.0
(Jul)
218.0
(Set)
240.5
(Jul)
236.2
(Jul)
234.2
(Jul)
257.1
(Jul)
282.2
(Jul)
Mês mais seco 110.4
(Out)
96.4
(Fev)
104.7
(Abril)
114.5
(Abril)
96.3
(Fev)
103.4
(Abril)
120.7
(Abril)
116.5
(Out)
Média anual
(Mês)
Iwami (Costa) Iwami (Interior)
 Ōda   Hamada Masuda  Masuda City
Takatsu 
 Kawamoto  Ōnan
Cidade de Hamada
Yasaka 
 Tsuwano  Yoshika  Yoshika
Muikaichi 

Temperatura média
()
Mês mais quente 26.5
(Ago)
26.2
(Ago)
26.8
(Ago)
24.2
(Ago)
23.9
(Ago)
23.6
(Ago)
25.7
(Ago)
24.5
(Ago)
Mês mais frio 4.9
(Jan, Fev)
5.8
(Fev)
5.4
(Jan, Fev)
2.7
(Jan)
0.8
(Jan)
1.5
(Jan)
3.0
(Jan)
1.9
(Jan)
Chuva
(mm)
Mês mais chuvoso 246.3
(Jul)
257.7
(Jul)
223.9
(Jun)
260.2
(Jul)
260.6
(Jul)
340.0
(Jul)
285.6
(Jul)
337.4
(Jun)
Mês mais seco 98.3
(Fev)
90.9
(Fev)
87.9
(Fev)
112.5
(Fev)
109.2
(Nov)
130.4
(Abril)
99.7
(Dez)
76.8
(Dez)

Economia[editar | editar código-fonte]

Em Shimane, o maior empregado é o setor de varejo, empregando mais de 60 000 trabalhadores. Os supermercados Mishiyama e a loja de hardware Juntendo são exemplos de empresas sediadas em Shimane. A indústria manufatureira possui o segundo maior número de empregados com 49 000 trabalhadores. O setor de varejo possui mais de 12 localizações na província. 29% da renda total da indústria na província vem dos serviços, que inclui varejistas. A indústria contribiu com 13% da renda total.

Empresas sediadas em Shimane[editar | editar código-fonte]

Indústrias[editar | editar código-fonte]

Financeiro[editar | editar código-fonte]

Outros[editar | editar código-fonte]

Principais fábricas[editar | editar código-fonte]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Um terço da população da província concentra-se na região de Izumo-Matsue. Por outro lado, dois terço da população estão na costa. A razão é que as montanhas Chugoku tornam o interior da ilha difícil de habitar. A capital, Matsue, possui a menor população de todas as 47 capitais de províncias. Shimane também possui a maior porcentagem de idosos.[11] Em setembro de 2010, a província tinha cerca de 743 centenários por milhão de habitantes, a maior proporção no Japão, ultrapassando a província de Okinawa (667 centenários por milhão).[12]

Cultura[editar | editar código-fonte]

Patrimônios culturais[editar | editar código-fonte]

Patrimônio Cultural da Humanidade
Tesouros Nacionais
Área de preservação de edifícios tradicionais importantes
  • Ōmori (cidade de Ōda)
  • Yunotsu (cidade de Ōda)

Línguas(Dialetos)[editar | editar código-fonte]

Turismo[editar | editar código-fonte]

Símbolos da província[editar | editar código-fonte]

A flor da província é a paeonia da montanha. Na ilha de Daikon, elas cresceram desde pelo menos o século XVIII.[13]

Referências

  1. Nussbaum, Louis-Frédéric. (2005). "Shimane Province" in {{{titulo}}}.; "Chūgoku" em {{{titulo}}}.
  2. Nussbaum, "Matsue" at {{{titulo}}}.
  3. Izumo Shrine website
  4. Nussbaum, "Provinces and prefectures" at {{{titulo}}}.
  5. Shimane Prefecture introduction
  6. a b 古川清行 Furukawa Kiyoyuki. スーパー日本史 Super Nihon-shi. [S.l.]: 講談社 Kōdansha, 2003.
  7. a b History of Shimane Prefecture
  8. a b c 新編 中学校社会科地図 Updated Social studies map for Junior High school. [S.l.]: 帝国書院 Teikoku Shoin, 2007.
  9. Liancourt Rocks
  10. General overview of area figures for Natural Parks by prefecture Ministry of the Environment (1º de abril de 2012). Visitado em 10 de agosto de 2014.
  11. a b 考える社会科地図 Kangaeru Shakaika Chizu. [S.l.]: 四谷大塚出版 Yotsuya-Ōtsuka Shuppan, 2005. p. 113.
  12. Japan Times “Centenarians to Hit Record 44,000”. The Japan Times, 15 de setembro de 2010. A província de Okinawa também possuía a maior perda de população jovem e de meia idade durante a Guerra do Pacífico.
  13. Symbols of Shimane Prefecture: From Shimane Prefecture website

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Prefeitura de Shimane
Cidades
Gotsu | Hamada | Izumo | Masuda | Matsue | Oda | Unnan | Yasugi
Distritos
Hikawa | Iishi | Kanoashi | Mino | Nita | Ochi | Oki | Yatsuka