Nitrato de prata

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nitrato de prata
Alerta sobre risco à saúde
Silver-nitrate-2D.svg
Identificadores
Número CAS 7761-88-8
Propriedades
Fórmula molecular AgNO3
Massa molar 169,873 g mol-1[1]
Aparência Sólido incolor (puro, cristalizado)
a esbranquiçado (puro, hidratado)
ou branco-cinzento (com algum traço de impureza, tom cinza dependente da natureza/teor da impureza)[2] [3]
Densidade 4,35 g cm-3 (como sólido)[1]
Ponto de fusão

210 °C (483 K)[1]

Ponto de ebulição

440 °C (713 K)[1] (decompõe-se)

Solubilidade em água 234±25 g/100 g de H2O[1]
Solubilidade Levemente em EtOH, Ace[1]
Termoquímica
Entalpia padrão
de formação
ΔfHo298
-124,4 kJ mol-1 (cristal)[1]
Entropia molar
padrão
So298
140,9 J mol-1 K-1 (cristal)[1]
Capacidade calorífica
molar
Cp 298
93,1 J mol-1 K-1 (cristal)[1]
Riscos associados
Classificação UE Corrosivo (C)
Perigoso para
o ambiente (N)
NFPA 704
NFPA 704.svg
0
2
2
OX
Frases R R8,R34, R35
Frases S S1/2, S26, S45,
S60, S61
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

Nitrato de prata é um composto químico de fórmula molecular AgNO3. Comercialmente, costuma chamar-se também de "cáustico lunar",[4] ainda que para uso como reagente analítico em grau de pureza de 99,8% ponderal. Em medicina já foi usado como cauterizador para eliminação de ligeiras tumorações epidérmicas (verrugas e outros), e costumava chamar-se, por isso, de "pedra infernal".[5] Apresenta amplo emprego na ciência analítica e na técnica (é nitrato inorgânico primordial[6] ), na indústria, na medicina etc..

Características gerais[editar | editar código-fonte]

É sal inorgânico, sólido à temperatura ambiente, de coloração esbranquiçada, sensível à luz. É venenoso e forte agente oxidante, a ponto de causar queimaduras por contato direto, e irritação por inalação ou contato com a pele, mucosas ou olho. É bastante solúvel em água, formando soluções incolores. Por ser forte oxidante, pode inflamar materiais combustíveis, e é explosivo quando misturado com materiais orgânicos ou outros materiais também oxidantes. A temperaturas elevadas, pode decompor-se com emissão de gases tóxicos. ((B&M))

Usos[editar | editar código-fonte]

É usado em fotografia convencional (fotoquímica, não digital), em eletrodeposição, na fabricação de vidros e espelhos, como germicida. Soluções fracas[7] são usadas em tintas capilares e em anti-sépticos. Também se usa em Medicina, em alguns remédios, e em Química, para o desenvolvimento de novas substâncias. É empregado também na área de solução térmica, onde as pastas térmicas de alto desempenho possuem frações de nitrato de prata em sua composição.

Cuidados no manuseio[editar | editar código-fonte]

  • Acondicionar e manipular o produto por meio de uso de instrumental (recipientes, bastões e acessórios de laboratório químico) adequado, de preferência em vidros termorresistentes ou em sintéticos inertes (teflon etc.);
  • Evitar contato com tecidos vivos (peles, mucosas, olhos etc.), ou de origem orgânica (algodões, papéis etc.);
  • Afastar de produtos incompatíveis e/ou reativos;
  • Afastar de fontes de calor e/ou de luz;
  • Limites de tolerância:[8] EL 0,1 mg/m³ (como Ag), DL50 1173 mg/kg, (trato-oral).

Incompatibilidade[editar | editar código-fonte]

Acetileno e seus compostos, hidróxido de amônio, água oxigenada, carbonato de cálcio, etanol, ácido nítrico com etanol, bromo-2-propano, carvão vegetal, trifluoreto de cloro e óxido de etileno.

Efeitos da exposição[editar | editar código-fonte]

  • Inalação: Alto. Causa sensação de queima, tosse, dificuldade respiratória, laringite, cefaleia, náusea e vômito.
  • Contato com olhos: Alto. Pode causar embaçamento da visão, vermelhidão, dor e queimadura severas dos tecidos com danos aos olhos.
  • Contato com pele: Alto. Causa vermelhidão, queimaduras cutâneas severas e dor.
  • Ingestão: Alto. Causa severas queimaduras na boca, garganta, estômago. Pode causar dores de garganta, vômito e diarreia, além de colapso, coma e morte.

Primeiros socorros[editar | editar código-fonte]

  • Inalação: Remover para local arejado. Se respirar com dificuldade, ministrar oxigênio. Se cessar a respiração, aplicar respiração artificial.
  • Contato com os olhos: Lavar imediatamente com muita água por, pelo menos, 15 minutos.
  • Contato com a pele: Lavar imediatamente com água e sabão até que toda a substância seja removida da pele.
  • Ingestão: Não provocar vômito, dando à vítima grande quantidade de água ou leite.
Mão manchada por nitrato de prata

Referências

  1. a b c d e f g h i LIDE, David R. (ed.), TAYLOR and FRANCIS. CRC Handbook of Chemistry and Physics. In: Properties of the Elements and Inorganic Compounds 88.ed (Internet version 2008). Boca Raton, FL. Disponível em: HBCPnetbase. Acesso em: 8 Jun 2008.
  2. Bonato, Firmino (Ir.). Química – 3ª série, Curso Colegial. 9.ed.. São Paulo (SP, Brasil: FTD – Maristas, 1966.
  3. Nekrasov, Boris. Text-book of General Chemistry (translated from the russian by J. Vegoda). Moscou, URSS: Mir, 1974.
  4. Nitrato de prata ou "cáustico lunar" (Especificação CETESB)
  5. Bonato, op.cit..
  6. Bonato, op.cit.: utiliza-se-o como base para obtenção doutros nitratos.
  7. Concentração:?
  8. e significado:?

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um composto inorgânico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.