Prionace glauca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma caixa taxonómicaTubarão-azul
Blue shark.jpg

Estado de conservação
Status iucn2.3 NT pt.svg
Quase ameaçada
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Chondrichthyes
Subclasse: Elasmobranchii
Ordem: Carcharhiniformes
Família: Carcharhinidae
Género: Prionace
Espécie: P. glauca
Nome binomial
Prionace glauca
Lineu, 1758

O tubarão-azul, tintureira ou guelha (Prionace glauca) é um tubarão da família Carcharhinidae, que se pode encontrar nas zonas profundas dos oceanos (até 150m de profundidade), em águas temperadas e tropicais.

Conhecido como uma das espécies de tubarão com maior capacidade migratória : um espécime monitorado perto das águas do estado de Nova Iorque foi recapturado perto da costa do Brasil.

Como é um tubarão oceânico, tem caráter oportunista (o que o coloca quase perto do galha-branca-oceânico em termos de perigo para náufragos e mergulhadores), podendo seguir navios para comer detritos jogados na água.

Tem o hábito de formar pequenos grupos para migrações, suas presas mais frequentes são: peixes, lulas, pequenos cações, caranguejos, aves marinhas e crustáceos.

Seu tamanho pode chegar a 4m e 240 kg, no total, mas normalmente não passa dos 2,5m e 70 kg (algumas fontes na literatura dizem já ter sido encontrados exemplares com mais de 6m de comprimento). Possui corpo esguio e focinho longo e pontudo. Dentes triangulares, pontudos e serrilhados e curvados na mandibula superior, em várias fieiras. Possuem a coloração azul-escuro no dorso, azul mais claro nos flancos e branco nos ventres. As pontas das nadadeiras costumam ser mais escuras.

Também conhecido como: Tubarão-de-focinho, Mole-mole, Focinhudo e Bico-doce.

Fonte: Marcelo Szpilman, "Tubarões no Brasil: guia prático de identificação"