Reserva Biológica Poço das Antas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Reserva Biológica Poço das Antas
Categoria Ia da IUCN (Reserva Natural Estrita)
Vista aérea da Reserva Biológica Poço das Antas.
Localização  Rio de Janeiro,  Brasil.
Localidade mais próxima Silva Jardim, Casimiro de Abreu.
Dados
Área 5,052 48 ha[1]
Criação 11 de março de 1974 (40 anos)[1]
Gestão Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade
Sítio oficial Poço das Antas
Coordenadas 22° 32' 38" S 42° 16' 41" O
Reserva Biológica Poço das Antas está localizado em: Brasil
Reserva Biológica Poço das Antas

A reserva biológica de Poço das Antas, localizada nos municípios de Silva Jardim e Casimiro de Abreu, a cerca de 120 quilômetros do Rio de Janeiro, no Brasil, é a área em que possui a maior população de mico-leão-dourado, com pouco mais de 560 indivíduos.[2]

A sua entrada está situada na BR-101 e, como toda reserva biológica, está aberta à visitação pública educacional (como parte de atividades de formação de instituições de ensino regulares) e à pesquisa científica. Não é permitida a visitação turística (Lei 9982/2000).

A situação fundiária da reserva é regularizada, com 100% de suas terras agora pertencentes ao governo federal.

Caracterização[editar | editar código-fonte]

A reserva biológica se encontra em área de floresta ombrófila densa de terras baixas, entretanto, grande parte dessa vegetação constituem-se de formações secundárias, cercadas por campos antrópicos.[3] Cerca de metade da área da reserva está coberta por Floresta de Baixada (floresta ombrófila densa de terras baixas), mas apenas 25% encontra-se em bom estado de conservação.[3] Foram registradas 365 espécies de plantas, sendo que 3% são de espécies "vulneráveis" e 1% de espécies "em perigo".

Fauna[editar | editar código-fonte]

É a fauna típica da Mata Atlântica, com uma riqueza considerável de espécies de aves (275 espécies). [3] Das espécies de aves, até 41% são de espécies relacionadas unicamente as florestas de terras baixas da Mata Atlântica.[3] A mastofauna chama atenção pela presença de 18 espécies de média a grande porte, e principalmente pela presença do mico-leão-dourado e a preguiça-de-coleira. [3] [4]

Referências

  1. a b REBIO DE POÇO DAS ANTAS Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. Página visitada em 11 de agosto de 2012.
  2. KIERULFF, M.C.; RYLANDS, A.. (2003). "Census and Distribution of the Golden Lion Tamarin (Leontopithecus rosalia)". American Journal of Primatology 59 (1): 29-44. DOI:10.1002/ajp.10064.
  3. a b c d e Vários autores (2005). Resumo Executivo do Plano de Manejo da Reserva Biológica Poço das Antas Ministério do Meio ambiente. Página visitada em 12 de agosto de 2012.
  4. Vários autores (2005). Plano de Manejo da Reserva Biológica Poço das Antas - Encarte 2 Ministério do Meio Ambiente. Página visitada em 12 de agosto de 2012.
Ícone de esboço Este artigo sobre Unidades de Conservação da Natureza é um esboço relacionado ao Projeto Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.