SpongeBob SquarePants

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde fevereiro de 2014).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.

Este artigo é sobre a série. Para o personagem veja SpongeBob SquarePants (personagem)

SpongeBob SquarePants
SpongeBob SquarePants (PT)
Bob Esponja Calça Quadrada/Bob Esponja (BR)
Logotípo da série.
Informação geral
Formato Série de desenho animado
Duração 22-23 minutos
Criador(es) Stephen Hillenburg
País de origem Estados Unidos
Idioma original Inglês
Produção
Diretor(es) Aaron Springer
Walt Dohrn
Paul Tibbitt
Produtor(es) United Plankton Pictures
Nickelodeon Animation Studios, Inc.
Elenco Tom Kenny
Bill Fagerbakke
Rodger Bumpass
Carolyn Lawrence
Clancy Brown
Mr. Lawrence
Tema de abertura "SpongeBob SquarePants" por Pat Pinney
Tema de
encerramento
"Instrumental" por Stephen Hillenburg
Exibição
Emissora de
televisão original
Estados Unidos Nickelodeon
Formato de exibição 480i(4:3 SDTV) (1999–2012)
1080i (4:3 HDTV) (2009)
1080i (16:9 HDTV) (2012-presente)
Transmissão original Estados Unidos:
1 de maio de 1999-2002
Retorno:
2006-presente
Nº de temporadas 9
Nº de episódios 189 (até o momento)
Cronologia
Último
Último
A Vida Moderna de Rocko
Próximo
Próximo
Programas relacionados A Vida Moderna de Rocko

SpongeBob SquarePants (no Brasil, Bob Esponja Calça Quadrada) é uma série de televisão americana de desenho animado criada pelo biólogo marinho e animador Stephen Hillenburg. A série gira em torno das aventuras do personagem título e seus diversos amigos, que habitam a cidade submarina de Bikini Bottom (Fenda do Biquíni, no Brasil). Sua popularidade motivou o lançamento de uma franquia de mídia, o que contribuiu para firmá-lo como o programa mais visto da Nickelodeon, a propriedade mais difundida de a MTV Networks, e entre os programas mais assistidos da Nicktoons.[1]

A base da série foi criada por Hillenburg em 1984, enquanto ele estudava e lecionava biologia marinha no Ocean Institute, em Dana Point, na Califórnia, onde escreveu a história em quadrinhos The Intertidal Zone, estrelada por diversas formas antropomórficas de animais marinhos, muitos dos quais acabariam se transformando nos personagens de SpongeBob SquarePants. Hillenburg abandonou o instituto para se tornar um animador em 1987, e mais tarde frequentou o California Institute of Arts, em 1992, onde produziu como tese seu filme Wormholes. Esta obra fez com que fosse contratado como diretor de animação, roteirista, produtor executivo e artista de storyboard da série Rocko's Modern Life pelo seu criador, Joe Murray. Começou a desenvolver SpongeBob em 1996, e apresentou a ideia para a Nickelodeon em 1998, recebendo autorização para dar início à primeira temporada.

O episódio piloto da série foi ao ar nos Estados Unidos em 1 de maio de 1999, logo após o Nickelodeon Kids' Choice Awards. Os primeiros três episódios foram "Precisa-se de Ajudante", "Assoprador de Recife" e "Chá em Terra Firme". A estreia "oficial" da série foi em 17 de julho do mesmo ano, com o episódio "Bolhas de Sabão/Calça Rasgada." O desenho conseguiu uma popularidade imensa a partir do ano seguinte, e permaneceu assim desde então. Um longa-metragem baseado na série foi lançado nos cinemas em 19 de novembro de 2004. A série, que completou seu décimo aniversário em 17 de julho de 2009, teve sua nona temporada confirmada em 3 de janeiro de 2011.[2]

No Brasil, a série é exibida pelo canal pago Nick em 1 de maio de 2000 e também pela Rede Globo a partir de 2001.

Em Portugal, a série é exibida no Nickelodeon e na TVI, tendo sido emitida, anteriormente, pela SIC e pela MTV.

Aberturas com Logotipo da Nickelodeon[editar | editar código-fonte]

  • 1999-09 — Logotipo Antigo.
  • 2009-presente — Logotipo Novo e Sem o Logotipo da Nickelodeon.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Bob Esponja (Spongebob, no original) é uma esponja-do-mar extremamente enérgica e otimista (embora sua aparência lembre mais uma esponja de cozinha amarela) que vive dentro de um abacaxi no fundo do oceano com seu caramujo de estimação, Gary, que mia como um gato. Embora Gary fale apenas em alguns episódios (principalmente no episódio "Hora do Sono", durante o sonho de Bob Esponja, em que Gary é mostrado como um bibliotecário com sotaque inglês), os personagens têm a capacidade de compreendê-lo.

A duas casas de distância de SpongeBob vive seu melhor amigo, Patrick, uma estrela-do-mar rosa (Pisaster brevispinus) amigável mas pouco inteligente que vive sob uma rocha. No meio dos dois vive Lula Molusco (Squidward, no original), um polvo arrogante e egoísta[3] que vive num moai da Ilha de Páscoa e não gosta dos seus vizinhos, especialmente de Bob Esponja, por seu comportamento infantil. Lula Molusco toca clarinete e pinta auto-retratos. Seu passado ainda permanece sombrio, mas acredita-se que ele teve "problemas".

Outra amiga de SpongeBob é Sandy, esquila originária do Texas, especialista em caratê e que vive dentro de uma árvore-redoma subaquática. Quando não está dentro de sua redoma, Sandy veste uma roupa semelhante à de um astronauta, pois não consegue respirar embaixo d'água. O chefe de Bob Esponja e Lula Molusco é o Seu Sirigueijo (ou Mr. Krabs, no original), um caranguejo avaro, ex-cadete veterano de guerra da Marinha da Fenda do Biquíni, obcecado por dinheiro e proprietário do restaurante Siri Cascudo (Krusty Krab). Seu Sirigueijo tem uma filha adotada, uma baleia cachalote adolescente chamada Pérola (ou Pearl) que é animadora de torcida. O arquiinimigo de Sirigueijo é Plankton , um pequeno copépode verde, proprietário de um restaurante de fast food chamado Balde de Lixo (Chum Bucket), situado do outro lado da rua do Siri Cascudo. Plankton passa a maior parte de seu tempo planejando um meio de roubar a receita do popular hambúrguer de siri do Sr. Krabs para conseguir o mesmo sucesso (ocasionalmente com a ajuda de sua mulher-computador, Karen), embora seus planos sempre fracassem.

Elenco de dubladores[editar | editar código-fonte]

Personagens principais[editar | editar código-fonte]

Personagens recorrentes[editar | editar código-fonte]

  • Tom Kenny - Narrador francês, Harold SquarePants, Patchy o Pirata, Dirty Bubble, diversos personagens
  • Bill Fagerbakke - Prefeito de Bikini Bottom, diversos personagens
  • Rodger Bumpass - Dr. Gill Gilliam, diversos personagens
  • Mr. Lawrence - Larry the Lobster, Johnny-Elaine, diversos personagens
  • Lori Alan - Pearl Krabs
  • Mary Jo Catlett - Sra. Puff
  • Dee Bradley Baker - Bubble Bass, Squilliam Fancyson, Perch Perkins
  • Jill Talley - Karen the Computer W.I.F.E., diversos personagens
  • Sirena Irwin - Claire Bubblebottom-SquarePants, Mama Krabs, diversos personagens
  • Stephen Hillenburg - Potty, o Papagaio (2000–2004)
  • Paul Tibbitt - Mama Krabs (2001–2002), Potty, o Papagaio (2005–present)
  • Ernest Borgnine - Mermaid Man
  • Tim Conway - Barnacle Boy
  • Marion Ross - Vó SquarePants
  • Brian Doyle-Murray - O Holandês Voador
  • John Rhys-Davies - Man Ray (2001–2002)
  • Bob Joles - Man Ray
  • Charles Nelson Reilly - Dirty Bubble (1999–2002)
  • John O'Hurley - King Neptune
  • Mark Fite - diversos personagens
  • Thomas F. Wilson - diversos personagens
  • Carlos Alazraqui - diversos personagens

Dublagem brasileira[editar | editar código-fonte]

  • Bob Esponja Calça Quadrada - Wendell Bezerra
  • Patrick Estrela - Sérgio Moreno (1ª voz), Marco Antônio Abreu (2ª voz, a partir do episódio Uga Uga)
  • Lula Molusco Tentaculos - Daoiz Cabezudo (1ª voz, até o episódio Mordida contagiosa), Marcelo Pissardini (2ª voz, a partir da segunda metade da 4ª temporada, devido ao adoecimento e posterior falecimento de Daoiz)
  • Gary - ninguém
  • Sandy Bochechas - Letícia Quinto
  • Eugene Carapaça Siriguejo - Felipe Di Nardo (1ª voz), Nelson Machado Filho (2ª voz), Luís Carlos de Moraes (3ª voz), Renato Márcio (4ª voz)
  • Pérola Sirigueijo - Eleonora Prado (1ª voz, até o fim da 3ª temporada), Tânia Gaidarji (2ª voz, apenas no episódio Crustáceo de Meia idade), Angélica Santos (3ª voz, a partir da 4ª temporada)
  • Sheldon J. Plankton - Guilherme Lopes
  • Senhora Poppy Puff - Arlete Montenegro
  • Homem-Sereia - Cassius Romero
  • Mexilhãozinho - Walter Breda (1ª voz), Jorge Pires (2ª voz, apenas no episódio Homem-Sereia e Mexilhãozinho 5), Carlos Silveira (3ª voz, a partir do episódio Homem-Sereia e Mexilhãozinho 6)
  • Larry, a Lagosta - Luiz Antônio Lobue, Mauro Castro, Sidney Lilla
  • Homem-Raio - Sílvio Navas (episódio Homem-Sereia e Mexilhãozinho 3),Élcio Sodré (episódio Homem-Sereia e Mexilhãozinho 5), Carlos Campanile (3ª voz), Wellington Lima (4ª voz)
  • Bolha Suja - João Batista (episódio Homem-Sereia e Mexilhãozinho 2), Ivo Roberto (episódio Homem-Sereia e Mexilhãozinho 5), Luiz Laffey (episódio Patrickman!)
  • Squiiliam Fancyson III - Tatá Guarnieri
  • Margaret Calça Quadrada - Maralisi Tartarine
  • Harold Calça Quadrada - Walter Breda
  • Vovó Calça Quadrada - Gessy Fonseca
  • Estrangulador Mexeriqueiro - Cassius Romero
  • Nat Peterson - Marcelo Campos
  • Karen Plankton - Cecília Lemes (maioria dos episódios), Rita Almeida, Fernanda Bock, Denise Reis, Lúcia Helena, Isabel de Sá
  • O Holandês Voador - Walter Breda (3 primeiras temporadas), Emerson Camargo (4ª temporada)
  • Betsy Sirigueijo - Paulo Celestino
  • Gorila Falante (Sofri um Acidente) - Desconhecido
  • Potty, O Papagaio - Desconhecido
  • Patty, O Pirata - Marcelo Pissardini
  • Narrador Francês - Tatá Guarnieri
  • Rei Netuno - João Batista (1ª voz, episódio Espátula de Netuno), Antônio Moreno (2ª voz)
  • Estúdio - Unidub(desde de 2013)

- Créditos da Dublagem Brasileira:

  • Direção de Dublagem: Úrsula Bezerra, Wendell Bezerra e outros.
  • Tradução: Ronaldo Artinic, Roberto Garutti e outros.
  • Estúdio: Álamo (até 2011), TV Group Digital (2012), Unidub (a partir de 2013)

Episódios[editar | editar código-fonte]

Temporada Episódios Estreia original Estreia no Brasil
Estreia da temporada Final da temporada Estreia da temporada Final da temporada
1 20 (41) 1 de maio de 1999 8 de abril de 2000 1 de maio de 2000 8 de abril de 2001
2 20 (39) 26 de outubro de 2000 26 de julho de 2003 3 de abril de 2001 15 de novembro de 2003
3 20 (37) 5 de outubro de 2001 11 de outubro de 2004 8 de novembro de 2001 3 de dezembro de 2004
4 20 (38) 6 de maio de 2005 24 de julho de 2007 25 de novembro de 2005 7 de outubro de 2007
5 20 (41) 19 de fevereiro de 2007 19 de julho de 2009 14 de maio de 2007 17 de julho de 2009
6 26 (47) 3 de março de 2008 5 de julho de 2010 25 de agosto de 2008 12 de novembro de 2010
7 26 (50) 19 de julho de 2009 11 de junho de 2011 22 de fevereiro de 2010 11 de fevereiro de 2013
8 26 (47) 26 de março de 2011 6 de dezembro de 2012 22 de outubro de 2011 31 de dezembro de 2013
9 26 (TBA) 21 de julho de 2012 TBA 4 de julho de 2013 TBA
10[4] N/A TBA TBA TBA TBA

Ambientação[editar | editar código-fonte]

Atol de Bikini, com a Ilha de Bikini no noroeste; Bikini Bottom (Fenda do Biquíni, no Brasil) é uma cidade subaquática fictícia onde se passam boa parte dos episódios de Sponge Bob SquarePants.

Boa parte dos eventos da série ocorrem em Bikini Bottom (Fenda do Biquíni, no Brasil), uma cidade subaquática localizada no Oceano Pacífico, no litoral de uma ilha tropical no Atol de Bikini.[5] Stephen Hillenburg declarou que muito de Bikini Bottom foi baseado na cidade americana de Seattle.[6] Apesar das implicações e analogias surgidas a partir da localização da cidade em relação à vida real, Hillenburg declarou que deseja manter a cidade isolada do mundo real, explicando a cena que parodiou o seriado Baywatch em The SpongeBob SquarePants Movie como meramente uma referência ao seu programa de televisão favorito.[6] [7] Os cidadãos de Bikini Bottom vivem principalmente em edifícios relacionados a temas aquáticos, e usam "naviomóveis", um mistura de carros e navios, como meio de transporte. O antropomorfismo dos personagens poderia estar relacionado com o teste Baker.

Origem[editar | editar código-fonte]

O criador da série, Stephen Hillenburg, concebeu inicialmente SpongeBob SquarePants em 1984, enquanto lecionava e estudava biologia marinha no atual Orange County Ocean Institute.[8] Durante este período, Hillenburg se interessou pela animação, e escreveu uma história em quadrinhos chamada The Intertidal Zone, protagonizada por diversas formas de vida marinha antropomórficas, muitas dos quais acabariam evoluindo e se tornando personanges de SpongeBob SquarePants,[9] incluindo "Bob the Sponge" ("Bob, a Esponja"), um dos co-apresentadores da história e que tinha a forma de uma esponja marinha, ao contrário de SpongeBob, que tem a aparência de uma esponja de cozinha.[10] Em 1987, Hillenburg deixou o instituto para seguir seu sonho de se tornar um animador,[9] [10] e começou a visualizar o conceito de um possível projeto envolvendo seres marinhos antropomórficos, desenhando diversos rascunhos.[10] Em 1992, Hillenburg começou a frequentar o California Institute of the Arts para estudar animação, tendo sido aceito no instituto por Jules Engel, que havia ficado impressionado com o trabalho anterior de Hillenburg.[9] [11] [12]

Enquanto frequentava as aulas de animação, Hillenburg conseguiu um emprego na série de televisão Mother Goose & Grimm, na qual trabalhou de 1991 a 1993. Enquanto frequentava o California Institute of the Arts fez seu filme-tese, chamado Wormholes,[10] com patrocínio da Princess Grace Foundation; a obra foi exibida posteriormente em diversos festivais de animação.[10] Em 1993 Hillenburg se formou, obtendo um Mestrado em Belas Artes de animação experimental.[9] Em 1995 Joe Murray, criador de Rocko's Modern Life, conheceu Hillenburg num festival e ofereceu-lhe o cargo de diretor de animação da série.[10] [13] [14] [15] Hillenburg então passou a fazer parte da equipe da série da Nickelodeon como roteirista, produtor e artista de storyboard durante a sua terceira temporada, ocupando os mesmos cargos também por boa parte da quarta temporada.[10] [15] [16] O episódio "Fish-N-Chumps" (12 de novembro de 1995), da terceira temporada, foi dirigido por Hillenburg; nele os personagens Rocko, Heffer e Filburt iam a uma pescaria, sem se dar conta de que dois peixes antropomórficos tentavam apanhá-los de baixo da superfície da água.[13] [17] Enquanto ainda trabalhava em Rocko's Modern Life, Hillenburg se tornou amigo de Tom Kenny, que mais tarde foi convidado por Hillenburg para dublar a voz de SpongeBob SquarePants,[18] bem como Doug Lawrence, Paul Tibbitt e outros futuros colaboradores da série.

Com o fim de Rocko's Modern Life, em 1996,[19] Hillenburg começou a trabalhar em SpongeBob SquarePants, juntando-se a diversos veteranos da Nickelodeon e membros da equipe de Rocko.[10] [17] Para a voz do personagem principal Hillenburg convidou Tom Kenny.[18] O personagem deveria se chamar originalmente SpongeBoy, porém o nome já havia sido usado anteriormente[20] - o que só foi descoberto depois que um piloto de sete minutos já havia sido gravado, em 1997, e o departamento legal da Nickelodeon descobriu que o nome já estava registrado para um produto (um marca de esfregões). Hillenburg decidiu, no entanto, manter o "Sponge" ("Esponja") no primeiro nome do personagem para que não houvesse o risco dos telespectadores o confundirem com um "Homem Queijo". Após a escolha de "SpongeBob", Hillenburg escolheu "SquarePants" ("Calças Quadradas") como sobrenome, referindo-se ao formato quadrado das calças do personagem e porque o nome "soava bem".[21]

Ao apresentar o desenho para os executivos da Nickelodeon, Hillenburg trajava uma camisa havaiana, trouxe consigo um "terrário submarino com modelos dos personagens", ao som de música havaiana. A montagem foi descrita por um dos executivos, Eric Coleman, como "bastante incrível".[22] Após receberem dinheiro e o prazo de duas semanas para escrever o episódio piloto (“Help Wanted”),[11] Hillenberg, Derek Drymon e Nick Jennings retornaram com o que foi descrito por Albie Hecht, da Nickelodeon , como "uma performance que ele gostaria de ter gravado".[23] Embora tenha sido descrita como "estressante" pelo produtor executivo Derek Drymon,[11] a apresentação correu "muito bem"; Kevin Kay e Hecht tiveram até mesmo que sair da sala por terem ficado "exaustos de tanto rir", o que teria deixado os desenhistas preocupados.[23]

Música[editar | editar código-fonte]

A música original do desenho animado foi composta por Nicolas Carr. A trilha sonora também conta com outras canções da APM (Associated Production Music) Library, incluindo diversas obras de Sam Spence (conhecidas por também terem sido usadas pela NFL Films).

Exibição[editar | editar código-fonte]

No Brasil Brasil[editar | editar código-fonte]

Em Portugal Portugal[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Stock, Rosina (24 de junho de 2009). Nickelodeon Celebrates Pop Culture Icon SpongeBob SquarePants decade. Media News International. Página visitada em 14-7-2009.
  2. [1]
  3. Hillenburg, Stephen. (2003-11-28). Introduction. SpongeBob SquarePants: The Complete First Season — Disc 1 [DVD]. Paramount Home Entertainment.
  4. Maxwell, Erin (October 10, 2013). Shiver me timbers! A bearded Antonio Banderas gets his sea legs with a pirate makeover for SpongeBob SquarePants 2. Daily Mail. Página visitada em November 8, 2013.
  5. QSR Staff (7 de junho de 2001). Burger King SpongeBob SquarePants. QSR Magazine. QSRmagazine.com. Página visitada em 19-8-2010.
  6. a b SpongeBob SquarePants. Spongebob Squarepants information. Página visitada em 10-2-2009.
  7. Banks, Steven e Schigiel, Gregg (ilustrador). SpongeBob Exposed! The Insider's Guide to SpongeBob SquarePants. [S.l.]: Simon Spotlight/Nickelodeon. ISBN 978-0689868702 Página visitada em 8-11-2008.
  8. Banks, pp. 8-9
  9. a b c d Banks, p. 9
  10. a b c d e f g h Hillenburg, Stephen. The Origin of SpongeBob SquarePants. SpongeBob SquarePants: The Complete First Season [DVD]. Paramount Home Entertainment.
  11. a b c Drymon, Derek. The Origin of SpongeBob SquarePants. SpongeBob SquarePants: The Complete First Season [DVD]. Paramount Home Entertainment.
  12. Nickelodeon Taps Patrick Creadon and Christine O'Malley to Produce First-Ever SpongeBob SquarePants Documentary. Press Release. Viacom (19 de janeiro de 2009). Página visitada em 1-2-2009.
  13. a b Murray, Joe. The Origin of SpongeBob SquarePants. SpongeBob SquarePants: The Complete First Season [DVD]. Paramount Home Entertainment.
  14. Neuwirth, p. 50
  15. a b "Lisa (Kiczuk) Trainor interviews Joe Murray, creator of Rocko's Modern Life," The Rocko's Modern Life FAQ
  16. Banks, pp. 9-10
  17. a b Banks, p. 10
  18. a b Orlando, Dana (17 de março de 2003). SpongeBob: the excitable, absorbent star of Bikini Bottom. St Petersburg Times. Página visitada em 8-11-2008.
  19. "Rocko's Modern Life". Joe Murray Studio.
  20. Banks, p. 31
  21. Neuwirth, p. 51
  22. Coleman, Eric. The Origin of SpongeBob SquarePants. SpongeBob SquarePants: The Complete First Season [DVD]. Paramount Home Entertainment.
  23. a b Hecht, Albie. The Origin of SpongeBob SquarePants. SpongeBob SquarePants: The Complete First Season [DVD]. Paramount Home Entertainment.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

References[editar | editar código-fonte]