Streets of Rage

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Streets of Rage
Capa da versão norte-americana para Mega Drive.
Produtora Sega Wow, MNM Software[1]
Editora(s) Sega
Compositor(es) Yuzo Koshiro
Plataforma(s) Mega Drive, Master System, Sega Game Gear
Data(s) de lançamento
Gênero(s) Beat 'em up
Modos de jogo Single Player e Multiplayer
Classificação Inadequado para menores de 12 anos i CERO (Japão)[4]
Inadequado para menores de 10 anos i ESRB (América do Norte)[5]
Orientação dos pais recomendada i OFLCA (Austrália)[6]
Inadequado para menores de 7 anos i PEGI (Europa)[7]
Média Cartucho
Controles Gamepad
Idioma Inglês
Último
Último
Streets of Rage 2
Próximo
Próximo

Streets of Rage (ベア・ナックル 怒りの鉄拳, Bare Knuckle: Ikari no Tekken?, geralmente abreviado como SOR) é um jogo eletrônico de beat 'em up que foi desenvolvido e publicado pela Sega para o Mega Drive. Foi lançado nos Estados Unidos em 31 de dezembro de 1990[3] e no Japão no dia 2 de agosto de 1991.[2] É o primeiro jogo da série Streets of Rage seguido por Streets of Rage 2 (1992) e Streets of Rage 3 (1994). O jogo foi convertido para Wii em fevereiro de 2007[8] e para iOS em julho de 2009.[9]

História[editar | editar código-fonte]

A introdução do jogo segue:[10]

Esta cidade já foi um lugar feliz e tranquilo... Até que um dia, uma poderosa organização criminosa tomou conta da cidade. Um sindicato cruel logo teve o controle do governo e até mesmo da policia. A cidade tornou-se um centro de violência e de criminalidade, onde ninguém está seguro.

Em meio a essa turbulência, um grupo de jovens determinados jurou limpar a cidade. Entre eles estão Adam Hunter, Axel Stone e Blaze Fielding. Eles estão dispostos a arriscar qualquer coisa ... até as suas vidas ... no ... Streets Of Rage.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Semelhante ao jogo Golden Axe, que foi lançado dois anos antes pela Sega, inimigos a pé aparecendo na tela de ambos os lados, onde o combate corpo a corpo contra múltiplos oponentes é o objetivo principal. Antes do jogo começar, o jogador escolhe entre três personagens principais, Adam, Axel e Blaze, cada um com seu próprio estilo de luta. Streets of Rage é composto por oito locais, conhecidos como rounds, no final de cada round o jogador enfrentará um chefão, com exceção da fase 7.

Ao contrário das outras versões, nenhum dos inimigos são nomeados no decorrer do jogo (apenas no manual da versão japonesa) e só os chefes têm medidores de vida. No Streets of Rage, o ataque especial é a assistência de um carro da polícia, de certa distância dispara da viatura tiros de metralhadora ou uma rajada do lança-chamas, acertando todos os inimigos da tela. Na 8ª fase, os ataques especiais não podem ser usados.

Na oitava fase, você lutará com todos os Chefes do jogo, além do Mr. X. As fases são:

Round Descrição Nome em português
1 City Street Rua da Cidade
2 Inner City Subúrbio
3 Beachfront Beira-mar
4 Bridge Ponte
5 Aboard Ship A Bordo do Navio
6 Factory Fábrica
7 Freight Elevator Elevador de Carga
8 Syndicate Headquarters QG do Sindicato

Personagens[editar | editar código-fonte]

Os três personagens.
  • Adam Hunter (esquerda) é um ex-policial e boxeador de 23 anos. Ele é notavelmente mais lento que os outros personagens, o segundo mais forte dentre os três e com maior capacidade de salto. Esta é a única aparição de Adam como um personagem jogável na série Streets of Rage, porém seu irmão caçula, Skate, aparece nos outros jogos da série. Adam mais tarde voltaria a ser selecionável em Streets of Rage Remake. Seu hobby é o Bonsai.
  • Axel Stone (centro) é um ex-policial e artista marcial de 22 anos. Ele é o mais equilibrado dos três personagens: mais lento que Blaze mas mais rápido e mais forte do que Adam. Seu único atributo negativo é a sua capacidade de salto em comparação com os outros personagens. Axel, junto com Blaze, aparece com destaque em cada jogo da série Streets of Rage. Seu hobby são jogos de Video Game.
  • Blaze Fielding (direita) é uma ex-policial e especialista em judô de 21 anos. Ela é um pouco mais fraca do que os outros personagens, mas é a mais ágil dos três pois pode se movimentar mais rápido. Seu salto é um pouco inferior ao de Adam. Seu hobby é a Lambada.
  • Policial do carro (não selecionável) Um dos jovens policiais revoltados com a situação de crime e violência que tomou conta da cidade, ele aparentemente não possui habilidades marciais, mas é altamente eficaz na condução de veículos e no manuseio de armamento pesado. Posicionando a viatura e fornecendo suporte armado aos demais combatentes da linha de frente, atira a grande distância e com grande precisão, revertendo a situação do combate em favor dos heróis. Não é possível saber sua identidade, mas ele aparece nos créditos finais como um rapaz de cabelos castanhos.

Legado[editar | editar código-fonte]

Sequências[editar | editar código-fonte]

Streets of Rage foi um sucesso, vendendo mais de 2,6 milhões de cópias em todo o mundo,[11] gerando as sequências Streets of Rage 2 em 1992 e Streets of Rage 3 em 1994. Uma quarta versão, previamente conhecida como "Streets of Rage 4", entrou em desenvolvimento numa parceria da empresa japonesa com a Core Design. Após um desentendimento da Sega com a desenvolvedora britânica, os japoneses alegaram que a Core Design desejava portar a série para outras plataformas. Como resultado, a empresa britânica reuniu o material e deu nova roupagem sob o nome de "Fighting Force".[12]


Recentemente, uma equipe denominada Bombergames disponibilizou na rede um remake de Streets of Rage. Streets of Rage Remake une as características dos três jogos da série em um único jogo, incluindo todas as fases, personagens e músicas, além de também possuir fases e músicas originais, entre outras coisas.

Porém uma semana depois que foi disponibilizado na internet, o jogo foi tirado do ar a pedido da Sega.[13] Em comunicado, a Sega anunciou que tomou medidas para proteger seus direitos de propriedade intelectual.[14] . Apesar desse fato, Streets of Rage Remake é facilmente encontrado para download na internet.

Trilha Sonora[editar | editar código-fonte]

As músicas do game foram compostas por Yuzo Koshiro, que também fez a trilha de The Revenge of Shinobi, e seguiam uma linha techno-rock, misturando guitarras e baterias eletrônicas. Atualmente, os CDs com as trilhas sonoras de Streets of Rage valem um bom dinheiro em leilões.[15]

Mas foi com Streets of Rage 2, que Yuzo Koshiro atingiu o auge de sua carreira, chegando até mesmo a fazer as músicas de ActRaiser e Super Adventure Island, para SNES. Em Streets of Rage 3, compôs junto com Motohiro Kawashima (que já havia trabalhado com Yuzo em algumas músicas de "Streets of Rage 2"), mas não agradou muito e aí teve início o declínio de sua carreira.[16]

Curiosidade[editar | editar código-fonte]

Não se sabe se é uma falha na história mas o curioso é que no 1º game os personagens tem entre 21 e 23 anos e já são descritos como ex-policiais, quando na verdade, com esta idade mal teriam tido tempo de se formar na academia de polícia. Uma possível explicação pra se contornar esta 'falha' seria dizer que ao se formarem se decepcionaram com o sistema e resolveram enfrentar o crime com as próprias mãos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Mobygames Mikito Ichikawa credits (em inglês) MobyGames. Visitado em 06-05-2011.
  2. a b Dados do lançamento de Streets of Rage (em inglês) GameFAQs. Visitado em 06-05-2011.
  3. a b c Streets of Rage Game Details (em inglês) gamrreview. Visitado em 16-06-2011.
  4. CERO: Streets of Rage (em japonês). Visitado em 06-05-2011.
  5. ESRB:Streets of Rage (em inglês). Visitado em 06-05-2011.
  6. OFLCA: Streets of Rage (em inglês). Visitado em 06-05-2011.
  7. PEGI: Streets of Rage (em inglês). Visitado em 06-05-2011.
  8. Dados do lançamento de Streets of Rage para wii (em inglês) GameFAQs. Visitado em 06-05-2011.
  9. Dados do lançamento de Streets of Rage para iOS (em inglês) GameFAQs. Visitado em 06-05-2011.
  10. Game intro (em inglês) streetsofrageonline. Visitado em 19-06-2011.
  11. Best selling Genesis / Mega Drive (em inglês) listal. Visitado em 18-06-2011.
  12. Estação Retrô: Streets of Rage (em português) MSN jogos. Visitado em 18-06-2011.
  13. "Streets of Rage Remake" é retirado do ar a pedido da Sega (em português) Fissionmailed. Visitado em 06-05-2011.
  14. Sega tirou Streets of Rage Remake do ar para 'proteger a propriedade intelectual' (em português) Kotaku. Visitado em 06-05-2011.
  15. Jogos que mereciam um remake: Streets of Rage (em português) Techtudo. Visitado em 06-05-2011.
  16. Curiosidades: Yuzo Koshiro (em português) Gamelib. Visitado em 06-05-2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

SEGA logo.png A Wikipédia possui o:
Portal da Sega