Tekken 5

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tekken 5
Capa da versão norte-americana.
Desenvolvedora Namco
Publicadora(s) Namco
Diretor Katsuhiro Harada
Designer Yuichi Yonemori
Kazuo Takahashi
Takahiro Noda
Takehiro Shimizu
Kunihiko Minakata
Hironori Ikeda
Hayato Iinuma
Compositor(es) Kanako Kakino
Plataforma(s) Arcade, Playstation 2
Série Tekken
Data(s) de lançamento Arcade:

PlayStation 2:
Gênero(s) Luta 3D
Modos de jogo Single player, Multiplayer
Número de jogadores 1 a 2 jogadores
Classificação Inadequado para menores de 12 anos i CERO (Japão)
Inadequado para menores de 13 anos i ESRB (América do Norte)
Permitido para maiores de 15 anos GRB (Coreia do Sul)
Inadequado para menores de 15 anos i OFLCA (Austrália)
Permitido para todas as idades, especialmente para maiores de 16 anos OFLCN (Nova Zelândia)
Inadequado para menores de 12 anos i PEGI (Europa)
Mídia DVD-ROM
Controles Gamepad
Último
Último
Tekken 4
Tekken 5: Dark Resurrection
Próximo
Próximo

Tekken 5 é o sexto jogo da popular série de videogames Tekken para PlayStation 2. Tekken 5, assim como Tekken 3, teve uma atualização para outra plataforma. O jogo Tekken 5: Dark Resurrection, lançado em 2006 para o PSP, traz melhorias em relação ao jogo original e ainda adiciona três personagens: Lili Rochefort, Sergei Dragunov e a volta de Armor King. Ao contrário de Tekken 5, Jinpachi Mishima pode ser controlado sem a necessidade de um aparelho que insira códigos. A sua continuação, Tekken 6, foi anunciada para a plataforma PlayStation 3.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Tekken 5 deixa os erros de Tekken 4 para trás. O jogo apresenta um sistema de combate mais rápido e fluido, gráficos melhorados e traz antigos personagens de volta, além de promover o lançamento de novos personagens. O jogo também conta com a volta das arenas de combate infinitas, marca registrada da série. Além disso, é um jogo para colecionadores e fãs da série, pois traz como bônus as versões de arcade de Tekken, Tekken 2, Tekken 3 e Star Blade. O conceito de jogar o oponente contra a parede (que começou em Tekken 4) é, desta vez, mais eficaz. É mais fácil jogar o oponente contra a parede, mas também é mais fácil de se defender. Pela primeira vez, Tekken 5 permite que o jogador personalize seus lutadores, podendo mudar as cores de cada elemento de sua roupa e comprar equipamentos para melhorar a aparência de acordo com o gosto do jogador. Para isso, usa-se o dinheiro ganho em cada luta, embora alguns personagens não sejam personalizáveis (Como Mokujin, Eddy Gordo, que está no mesmo caracter de Christie Monteiro e o Modo Random/Shuffle, que permite escolher o personagem aleatoriamente). Os modos onde se ganham dinheiro são: Story, Survival e Arcade Battle. Tekken 5 também inclui um mini-game (como o Tekken Force de Tekken 3 e Tekken 4) chamado Devil Within, um jogo paralelo à história de Tekken onde o jogador controla Jin Kazama (que pode ser incorporado em Devil Jin) procurando detalhes de seu passado. O cenário do mini-game é baseado dentro da G Corporation e em ruínas, lutando contra vários modelos do andróide Jack (inclusive o Jack-4 que nunca entrou num torneio), além de outros inimigos (incluindo True Ogre, de Tekken 3 e até alguns clones de Heihachi). Além disso, Devil Within também é um meio de ganhar dinheiro, e abrir (Caso não tenha já ativado) o Devil Jin, depois de jogá-lo 1 vez.

História[editar | editar código-fonte]

A final do King of Iron Fist Tournament 4 estava chegando. Jin Kazama lutaria com Kazuya para decidir quem ia lutar com Heihachi Mishima na final do torneio. Porém Heihachi Mishima o sequestra e o acorrenta em seu dojo, na luta Kazuya interessado no Devil Gene de Jin pergunta seu paradeiro, Heihachi disse que Jin estava aprisionado e depois de sua luta ele o levaria até o dojo ao encontro do Jin. Kazuya vence a luta e sem perder tempo exige o combinado. Ao chegar no dojo Jin se desperta de um pesadelo com seu pai, tendo o visto em pessoa resolve enfrenta-lo, apos vencer Kazuya Jin enfrenta Heihachi que queria seu Devil Gene para si, Jin o enfrenta e no golpe final Jin manisfesta sua raiva se transformando em Devil Jin, antes de matar Heihachi, Devil Jin vê a imagem de sua mãe Jun Kazama na imagem de buda, Devil Jin cessa o golpe e sai do dojo voando, sem dar a mínima para o prêmio.

Meros momentos depois da partida de Jin, helicópteros começam a aproximar-se do dojo. O som acorda Heihachi e Kazuya, e, momentos mais tarde, um esquadrão de Jack-4 invade Hon-Maru, já em algumas ruínas. Heihachi e Kazuya se unem para lutar contra os Jack-4, vencendo os andróides juntos. Mas Heihachi começa a perder sua força. Kazuya tira proveito disto, e joga seu pai para cima dos Jack-4, que se amontoam sobre ele enquanto Kazuya foge. Segundos mais tarde, um Jack-4 ativa uma bomba e destrói o dojo. A única testemunha da explosão é um misterioso agente, conhecido como Raven, que declara Heihachi morto para seus superiores. Raven é atacado por um Jack-4, que rapidamente é fatiado ao meio. No dia seguinte, a morte de Heihachi é anunciada em todo o mundo, e todos começam a prever o fim da Mishima Zaibatsu. Mas Heihachi ainda está vivo. Ele acordou no fim do torneio e, quase derrotado por Raven, Heihachi diz que na explosão ele apenas foi jogado em uma rocha.

No entanto, não foi Heihachi que tomou o controle da empresa, foi outra pessoa e o jogo continua como sempre. Dois meses depois, o King of Iron Fist Tournament 5 foi anunciado. Entretanto, Jin Kazama e seu Devil Gene estão furiosos, ele decide procurar por uma das responsáveis pela mudança de entrar no torneio. Kazuya também entra para saber exatamente quem na G Corporation enviou o Jack-4. Com o progresso de Jin e Kazuya no torneio, o misterioso organizador é finalmente revelado: Jinpachi Mishima, pai de Heihachi e que tem estado desaparecido nos últimos trinta anos. Jinpachi é o fundador da Mishima Zaibatsu e foi um respeitado mestre das artes marciais até que seu ganancioso filho, Heihachi, tomou a companhia e o prendeu sob Hon-Maru onde Jinpachi morreu de fome até que o Diabo assumiu sua mente (assim como um Devil Gene).

Seus poderes se ampliaram graças a uma pequena quantidade de sangue de Devil Jin que caiu sobre ele. A partir de agora, o Devil Gene está lentamente consumindo-o, e Jinpachi anunciou o torneio na esperança de alguém matá-lo e pôr um fim ao seu reinado de terror, antes de sequer começar. Kazuya entra no torneio, vence os competidores incluindo seu pai Heihachi e descobre o patrocinador do torneio, seu avô Jinpachi, apesar de Kazuya ter boas lembranças, Kazuya duela com seu avô e perde. Já Jin derrota vários competidores em sua forma Devil e, no final, volta a sua forma normal novamente. Ao fim, Jin consegue derrotar Jinpachi, tornando-se o novo dono da Mishima Zaibatsu. Apesar de aparentemente Jin ter vencido o torneio(já que se tornou o novo presidente da Zaibatsu, saindo-se melhor que os demais competidores), outros se destacaram durante a competição e em meio á toda confusão, o torneio chega ao fim sem que se declare um campeão.

Mudanças[editar | editar código-fonte]

Mudanças de cenário[editar | editar código-fonte]

Diferentemente do Tekken 4, o Tekken 5 se caracteriza por ter níveis mais planos. Embora isso tenha sido tirado na quinta edição em relação a anterior, fez com que a jogabilidade fosse similar, com exceções da parede.Ao contrário de ficar identico aos cenários de Tekken 5, Tekken 5: Dark Resurrection muda os cenários de forma com que eles tenham uma diferença visivel aos jogadores (fãs), como no burning temple, ou meika hon-maru, ao inves de estar incendiado, apenas aparece o templo todo arregaçado, sem estar em chamas, assim como Jin Kazama, ao invés de luvas brancas, vermelhas e pretas, pretas e vermelhas como em Tekken 3.

Mudanças de vozes[editar | editar código-fonte]

No Tekken 5 (e Tekken 5: Dark Resurrection) os desenvolvedores fizeram com que alguns personagens falassem a sua língua nativa. Coreano e Mandarin foram adicionados no lugar de Japonês e Inglês. Steve Fox, entretanto, é o único que não fala o inglês típico dos EUA. Ele fala com um sotaque Britânico, que é o seu país de origem. Craig Marduk, por exemplo, não fala com sotaque australiano, e também as irmãs Williams não falam como se fossem irlandesas. Lei Wulong pode falar como americano em algumas "cutscenes", pois ele é inspirado em atores como Jackie Chan que é chinês, mas fala inglês. E também pode ser porque na maioria das culturas asiáticas, o inglês ensinado é o Inglês-Americano.

Em Tekken 5, alguns personagens apresentam vozes diferentes das apresentadas em outros jogos. Como Craig Marduk e Lee Chaolan, cujas vozes em Tekken 5 são diferentes de suas vozes em Tekken 4. Yoshimitsu mantém a voz tida em Tekken 4, sendo que nos três primeiros Tekken, a voz de Yoshimitsu é outra, diferente da tida do Tekken 4 em diante. Demais personagens mantém as mesmas vozes de sempre, inclusive Jack e Marshall Law mantém as mesmas interjeições dos jogos anteriores. Os gritos e gemidos de Law são os mesmos emitidos por Forrest Law em tekken 3 e por ele mesmo em Tekken 4 enquanto os traços da voz de Jack são os mesmos desde o primeiro jogo da série.

Recepção crítica[editar | editar código-fonte]

Tekken 5 (junto com Tekken 5: Dark Resurrection) são considerados por muitos críticos um bom jogo. Entre essas respostas positivas, estão a GameSpot e a IGN, que deram ao Tekken 5 nota 9,2/10 e 9,3/10, respectivamente. O único ponto aonde o Tekken 5 não ganhou dos demais jogos, foi na jogabilidade, que ficou abaixo, apenas, de Virtua Fighter 4: Evolution mesmo com uma variedade de funções que inclui a dificuldade da inteligência artificial. Os gráficos do Tekken 5 são ditos, às vezes, como os melhores do PlayStation 2. Os elogios dos críticos fez com que o sucesso comercial crescesse. Até agosto de 2006, Tekken 5 vendeu em todo o mundo 1,4 milhão de cópias (lembrando que o jogo foi liberado ao mundo apenas em fevereiro de 2005).

Tekken 5: Dark Resurrection[editar | editar código-fonte]

Já disponível nos Arcades, nos PSPs e para download no PS3, Tekken 5: Dark Resurrection é considerado como o Tekken 5.2 (um melhoramento do Tekken 5). Foi anunciado oficialmente em 2005 na feira JAMMA AM, mas a notícia escapou e deixou os fãs sabendo de antemão. Ao contrário do Tekken 5.1, que tentou melhorar o equilíbrio do Tekken 5, Tekken 5: Dark Resurrection adiciona um monte de coisas novas. O dia 6 de dezembro de 2006 foi o dia em que a Namco Bandai anunciou que Tekken 5: Dark Resurrection estaria disponível para download no PlayStation 3.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]