Terra prometida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mapa mostrando uma interpretação das fronteiras da Terra Prometida, com base na promessa de Deus a Abraão (Gênesis 15).

A Terra Prometida (Hebraico: הארץ המובטחת‎, transl.: ha-Aretz ha-Muvtachat) é o termo utilizado para descrever a terra prometida ou dada por Deus, de acordo com a Bíblia, aos israelitas, descendentes dos patriarcas hebraicos Abraão , Isaque, e Jacó. A promessa foi feita primeiramente a Abraão[1] e então renovada ao seu filho, Isaque, e ao seu filho Jacó.[2] A terra prometida era descrita em termos de extensão territorial como indo do Rio do Egito ao Rio Eufrates[3] (o que hoje compreenderia os territórios do Estado de Israel, Palestina, Cisjordânia, Jordânia ocidental, sul da Síria e sul do Líbano) e foi dada de fato aos descendentes dos patriarcas depois do êxodo.[4]

O termo não deve ser confundido com a expressão "Terra de Israel" utilizada primeiramente em I Samuel 13:19, quando as tribos Israelitas já estavam em Canaã. O termo também é usado no Livro de Mórmon, no que se refere ao continente americano.

Promessa divina[editar | editar código-fonte]

A promessa de que é a base do termo está contida em vários versículos de Gênesis na Torá. Em Gênesis 12:1 é dito:

Então o Senhor disse a Abrão: "Saia da sua terra, do meio dos seus parentes e da casa de seu pai, e vá para a terra que eu lhe mostrarei."

e em Gênesis 12:7:

O Senhor apareceu a Abrão e disse: "À sua descendência darei esta terra".

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre religião é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.