The Girl with the Dragon Tattoo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Girl with the Dragon Tattoo
Millennium 1: Os Homens que Odeiam as Mulheres (PT)
Millennium: Os Homens que Não Amavam as Mulheres (BR)
Pôster promocional.
 Estados Unidos Suécia
 Reino Unido Alemanha

2011 • cor • 158 min 
Direção David Fincher
Produção Søren Stærmose
Ole Søndberg
Scott Rudin
Ceán Chaffin
Roteiro Steven Zaillian
Baseado em Stieg Larsson
Elenco Daniel Craig
Rooney Mara
Christopher Plummer
Stellan Skarsgård
Steven Berkoff
Robin Wright
Yorick van Wageningen
Joely Richardson
Gênero Drama
Suspense
Idioma Inglês
Música Trent Reznor
Atticus Ross
Direção de arte Donald Graham Burt
Direção de fotografia Jeff Cronenweth
Figurino Trish Summerville
Edição Kirk Baxter
Angus Wall
Estúdio Film Rites
Metro-Goldwyn-Mayer
Scott Rudin Productions
Yellow Bird Films
Distribuição Columbia Pictures
Lançamento Estados Unidos 20 de dezembro de 2011
Portugal 19 de janeiro de 2012
Brasil 27 de janeiro de 2012[1]
Orçamento US$ 90 milhões[2]
Receita US$ 232.617.430[2]
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

The Girl with the Dragon Tattoo (no Brasil, Millennium: Os Homens que Não Amavam as Mulheres; em Portugal, Millennium 1: Os Homens que Odeiam as Mulheres[1] ) é um filme de 2011 co-produzido entre os Estados Unidos, Suécia, Reino Unido e Alemanha, baseado no romance sueco Män som hatar kvinnor, de Stieg Larsson. O filme foi dirigido por David Fincher, escrito por Steven Zaillian e estrelado por Daniel Craig como Mikael Blomkvist e Rooney Mara como Lisbeth Salander.

O thriller se passa na Suécia e conta a história da missão do jornalista Mikael Blomkvist para descobrir o que aconteceu com uma adolescente desaparecida há 40 anos. Para isso, ele recebe a ajuda da hacker Lisbeth Salander, uma jovem misteriosa e problemática.

Um esforço dos produtores Michael Lynton e Amy Pascal, da Sony Pictures Entertainment, para a produção de um filme começou em 2009. O estúdio demorou alguns meses para conseguir os direitos do romance, período em que eles contrataram Zaillian e Fincher. O processo de seleção de elenco para os papéis principais foi longo; Craig inicialmente tinha problemas de cronograma, enquanto várias atrizes fizeram teste para Salander. O roteiro demorou seis meses para ficar pronto, que incluiu três meses apenas de análise do romance. Com um orçamento de 90 milhões de dólares, as filmagens ocorreram na Suécia, Suíça e Noruega durante sete meses.

Pré-estreias ocorreram em Londres, Nova Iorque e Estocolmo. The Girl with the Dragon Tattoo foi bem recebido pela crítica, que aplaudiu seu tom sombrio e triste. As interpretações de Craig e Mara também foram muito elogiadas. O filme arrecadou 232,6 milhões de dólares nas bilheterias mundiais. Além de ter sido incluído em listas de melhores filmes do ano, foi indicado a prêmios como Globo de Ouro e Oscar de melhor atriz para Rooney Mara. Ganhou o Oscar de melhor edição.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Mikael Blomqvist, dono da revista Millennium, perdeu um caso de difamação contra ele iniciado pelo empresário desonesto Hans-Erik Wennerström. Lisbeth Salander, uma pesquisadora e hacker brilhante, mas perturbada, fez uma extensa pesquisa pessoal em Blomqvist para o magnata sueco Henrik Vanger, que tem uma missão especial para ele. Em troca de informações condenatórias contra Wannerström, Blomqvist concorda em se mudar para um pequeno chalé na propriedade de Vanger para investigar o desaparecimento e suposto assassinato da sobrinha do homem, Harriet, quarenta anos antes. Blomqvist descobre um caderno com uma lista de nomes e números que ninguém conseguiu decifrar.[3]

Salander, que está em tutela jurídica do estado por incompetência mental, recebe um novo tutor, o advogado Nils Bjurman. Ele abusa de sua autoridade para extorquir favores sexuais dela, estuprando-a posteriormente, sem perceber que Salander havia escondido uma câmera em sua mochila. Ela reconquista o controle de sua vida ao chantagear Bjurman, depois de derrubá-lo com um taser, estuprá-lo com um vibrador e marcá-lo como um estuprador com uma tatuagem na barriga.[3]

A filha de Blomqvist lhe faz uma visita e percebe que os números no caderno são referências bíblicas. Blomqvist diz ao associado de Vanger que precisa de ajuda em sua pesquisa, e ele recomenda Salander baseado no excelente trabalho que ela fez na pesquisa sobre ele. Surpreso, ele contrata Salander para investigar o conteúdo do caderno. Ela descobre uma conexão com uma série de assassinatos de jovens judias que ocorreram de 1947 até 1967, fazendo com que Blomqvist mencione que os Vanger são anti-semitas. Durante a investigação, Blomqvist e Salander se tornam amantes. O irmão de Henrik, Harald, identifica Martin, irmão de Harriet e chefe do império da família, como um possível suspeito. Blomqvist e Salander continuam sua investigação, com Salander descobrindo conexões dentre os assassinatos com o pai de Martin e o próprio Martin.[3]

Blomqvist invade a casa de Martin para procurar pistas, porém Martin pega ele e se prepara para matá-lo. Martin fala sobre seus crimes, porém nega ter matado Harriet. Salander chega, subjuga Martin e salva Blomqvist. Martin foge de carro e Salander o persegue com sua moto. Ele perde o controle na estrada escorregadia e morre na batida. Enquanto mais detalhes sobre a família Vanger emergem, Blomqvist deduz que Harriet recebeu ajuda de outro membro da família com uma identidade falsa, saindo da Suécia para fugir de Martin. Blomqvist confronta a verdadeira Harriet, que descreve abusos durante gerações na família Harriet e seu conhecimento do envolvimento de Martin na morte de seu pai. Ela explica que conseguiu escapar com a ajuda de sua prima Anita. Finalmente livre de seu irmão, graças a Blomqvist e Salander, ela retorna para a Suécia e se reúne com Henrik.[3]

Como prometido, Henrik entrega a Blomqvist as informações sobre Wennerström, porém elas não são úteis. Salander responde ao hackear o computador de Wennerström e entregá-lo a Blomqvist com informações incriminadoras sobre suas atividades. As evidências destroem Wennerström e salvam a Millennium. Salander invade o computador de Wenneström e transfere dois bilhões de euros para sua própria conta secreta. Durante esse período, Wenneström é morto. Salander revela para seu amigo, e antigo tutor, que ela se aproximou de Blomqvist. No caminho para entregar a Blomqvist um presente de Natal, Salander o vê com sua amante e parceira de negócios Erika Berger. De coração partido, ela joga o presente fora e vai embora de moto.[3]

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

The Girl with the Dragon Tattoo é a adaptação em língua inglesa do romance de 2005 Män som hatar kvinnor, escrito por Stieg Larsson. O filme é a segunda adaptação do romance, depois do filme sueco de 2009. Esta versão foi dirigida por David Fincher, com roteiro de Steven Zaillian. No começo de 2010, o produtor Scott Rudin começou a desenvolver o projeto junto com a Columbia Pictures,[4] apesar da Paramount Pictures ter considerado uma adaptação em 2008, depois da editora Alfred A. Knopf ter publicado o romance nos Estados Unidos.[5]

Em abril de 2010, Fincher assinou para dirigir a adaptação.[6] Em julho, Daniel Craig foi escalado como Mikael Blomkvist, com opções para reprisar o papel em duas possíveis sequências.[7] No mês seguinte, Rooney Mara foi escolhida para interpretar Lisbeth Salander;[8] apesar do papel ter atraido a atenção de muitas atrizes, algumas retiraram seus nomes da consideração por outros compromissos e pelo baixo pagamento.[9] As filmagens começaram em Estocolmo, Suécia, em setembro de 2010.[10] Depois de oito semanas de filmagens, Jeff Cronenweth substituiu o diretor de fotografia original, Fredrik Bäckar.[11] As filmagens depois foram para Zurique, Suiça, no início de dezembro de 2010, antes de uma pausa para o Natal. A produção retornou no Sony Studios e no Paramount Studios em Los Angeles, retornando para a Suécia na primavera. Em maio de 2011, a Metro-Goldwyn-Mayer se tornou uma das co-financiadoras do filme, colocando 20% do orçamento total e adquirindo alguns dos direitos televisivos internacionais.[12]

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

A trilha sonora de The Girl with the Dragon Tattoo foi criada por Trent Reznor e Atticus Ross, que anteriormente colaboraram com Fincher na trilha de The Social Network.

Lançamento[editar | editar código-fonte]

The Girl with the Dragon Tattoo foi lançado na América do Norte no dia 21 de dezembro de 2011 na América do Norte.[13] Sua estreia ocorreu em Londres, no dia 17 de dezembro.

Recepção[editar | editar código-fonte]

The Girl with the Dragon Tattoo foi bem recebido pela crítica especializada. No site Rotten Tomatoes, o filme possui uma aprovação de 85%, baseado em 156 resenhas, com uma nota média de 7,7/10 e o consenso de "Brutal mas cativante, The Girl with the Dragon Tattoo é o resultado do trabalho de David Fincher em seu lúgebre melhor com o total comprometimento da estrela Rooney Mara".[14] Por comparação, no agregador Metacritic, o filme possui o indíce de 71/100, baseado em 41 resenhas, indicando "críticas geralmente favoráveis".[15] Mara recebeu a aclamação da crítica e foi nomeada para um Oscar de melhor atriz e um Globo de Ouro de melhor atriz em filme - drama.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Data da
cerimônia
Prêmio Categoria Recipiente(s) Resultado
1 de dezembro de 2011 National Board of Review Awards[16] Melhor revelação Rooney Mara (empatada com Felicity Jones) Venceu
5 de dezembro de 2011 Washington D.C. Area Film Critics Association Awards[17] Melhor trilha sonora Trent Reznor e Atticus Ross Indicado
19 de dezembro de 2011 Chicago Film Critics Association Awards[18] Melhor Trilha Sonora Original Trent Reznor e Atticus Ross Indicado
St. Louis Gateway Film Critics Association Awards[19] [20] Melhor Diretor David Fincher Indicado
Melhor atriz Rooney Mara Venceu
Melhor fotografia Jeff Cronenweth Indicado
Melhor música Trent Reznor e Atticus Ross Indicado
Melhor cena Blur Studio (pelos créditos principais) Venceu
23 de dezembro de 2011 Oklahoma Film Critics Circle Awards[21] Melhor Filme Indicado
5 de janeiro de 2012 Central Ohio Film Critics Association Awards[22] Melhor Filme Indicado
Melhor diretor David Fincher Indicado
Melhor roteiro adaptado Steven Zaillian Venceu
10 de janeiro de 2012 Alliance of Women Film Journalists Awards[23] Melhor Música ou Trilha Sonora Trent Reznor e Atticus Ross Venceu
Denver Film Critics Association Awards[24] Melhor atriz Rooney Mara Indicado
12 de janeiro de 2012 Broadcast Film Critics Association Awards[25] Melhor edição Kirk Baxter e Angus Wall Venceu
Melhor compositor Trent Reznor e Atticus Ross Indicado
15 de janeiro de 2012 Golden Globe Awards[26] Melhor atriz – filme dramático Rooney Mara Indicado
Melhor trilha sonora original Trent Reznor e Atticus Ross Indicado
21 de janeiro de 2012 Producers Guild of America Award[27] Melhor Produtor em Cinema Ceán Chaffin e Scott Rudin Indicado
28 de janeiro de 2012 Directors Guild of America Award[28] Melhor diretor em cinema David Fincher Indicado
12 de fevereiro de 2012 American Society of Cinematographers Awards[29] Melhor fotografia Jeff Cronenweth Indicado
British Academy Film and Television Awards[30] Melhor fotografia Jeff Cronenweth Indicado
Melhor música original Trent Reznor e Atticus Ross Indicado
19 de fevereiro de 2012 Writers Guild of America Awards[31] Melhor roteiro adaptado Steven Zaillian Indicado
26 de fevereiro de 2012 Oscars[32] Melhor atriz Rooney Mara Indicado
Melhor fotografia Jeff Cronenweth Indicado
Melhor edição Kirk Baxter e Angus Wall Venceu
Melhor edição de som Ren Klyce Indicado
Melhor mixagem de som Ren Klyce, David Parker, Bo Persson e
Michael Semanick
Indicado
3 de junho de 2012 MTV Movie Awards[33] Melhor Interpretação feminina Rooney Mara Indicado
Melhor revelação Rooney Mara Indicado
Melhor transformação em tela Rooney Mara Indicado
7 de junho de 2012 Kerrang! Awards[34] Melhor filme Indicado
26 de julho de 2012 Saturn Awards[35] Melhor filme de terror ou suspense Venceu

Referências

  1. a b InterFilmes - Millennium - Os Homens que Não Amavam as Mulheres
  2. a b The Girl with the Dragon Tattoo (2011) Box Office Mojo. Visitado em 31 de julho de 2012.
  3. a b c d e Fincher, David (Diretor). The Girl with the Dragon Tattoo. Estados Unidos: Columbia Pictures, 2011.
  4. Siegel, Tatiana (14 de março de 2010). Fincher to make 'Sacrifice' Variety. Visitado em 26 de outubro de 2011.
  5. Miller, Marjorie (17 de setembro de 2008). Thawing a cold case in Scandinavia Los Angeles Times. Visitado em 26 de outubro de 2011.
  6. Harris, Scott (1 de abril de 2010). David Fincher Inks Deal For 'Dragon Tattoo' Moviefone. Visitado em 26 de outubro de 2011.
  7. Fleming, Mike (26 de julho de 2010). Daniel Craig Closes Deal For ‘The Girl With The Dragon Tattoo’ Deadline. Visitado em 26 de outubro de 2011.
  8. Ditzian, Eric (16 de agosto de 2010). Rooney Mara Lands Lead In 'Girl With The Dragon Tattoo' MTV. Visitado em 26 de outubro de 2011.
  9. Piccalo, Gina (15 de agosto de 2010). The Dragon Tattoo Casting Mystery Deepens The Daily Beast. Visitado em 26 de outubro de 2011.
  10. Thompson, Anne (8 de outubro de 2010). Fincher Calls Girl with Dragon Tattoo Swedish Noir, Adds Cast, as Filming Begins in Stockholm indieWire. Visitado em 26 de outubro de 2011.
  11. Caranicas, Peter (26 de abril de 2011). Fincher's SOS to d.p. gets quick reply Variety. Visitado em 26 de outubro de 2011.
  12. Fritz, Ben (17 de maio de 2011). MGM to co-finance Sony's 'Girl With the Dragon Tattoo' Los Angeles Times. Visitado em 26 de outubro de 2011.
  13. Fincher's Girl with the Dragon Tattoo Coming Dec. 2011 ComingSoon.net (21 de julho de 2011). Visitado em 26 de outubro de 2011.
  14. The Girl with the Dragon Tattoo (2011) Rotten Tomatoes. Visitado em 23 de dezembro de 2011.
  15. The Girl with the Dragon Tattoo Metacritic. Visitado em 23 de dezembro de 2011.
  16. National Board of Review winners USA Today (10 de janeiro de 2012). Visitado em 31 de julho de 2012.
  17. Knegt, Peter (5 de dezembro de 2011). "The Artist" Leads Washington Critics' Awards indieWire. Visitado em 31 de julho de 2012.
  18. Tapley, Kristopher (16 de dezembro de 2011). 'Tree of Life' leads Chicago film critics nods Hitfix. Visitado em 31 de julho de 2012.
  19. Tapley, Kristopher (12 de dezembro de 2011). 'The Artist' and 'Drive' lead with St. Louis critics Hitfix. Visitado em 31 de julho de 2012.
  20. Tapley, Kristopher (19 de dezembro de 2011). 'The Artist' wins five from St. Louis critics Hitfix. Visitado em 31 de julho de 2012.
  21. Oklahoma Film Critics Circle names “The Artist” best film of 2011 Oklahoma Film Critics Circle (23 de dezembro de 2011). Visitado em 31 de julho de 2012.
  22. Tapley, Kristopher (2 de janeiro de 2012). 'Tree of Life' leads the way with Central Ohio critics nominations Hitfix. Visitado em 31 de julho de 2012.
  23. 2011 EDA Awards Winners Alliance of Woman Film Journalists. Visitado em 31 de julho de 2012.
  24. Tapley, Kristopher (5 de janeiro de 2012). 'Descendants' leads with Denver critics nods Hitfix. Visitado em 31 de julho de 2012.
  25. Kelly Nelson, Liz (13 de dezembro de 2011). Critics Choice Movie Awards: 'The Artist,' 'Hugo' snag multiple nominations zap2it. Visitado em 31 de julho de 2012.
  26. The 69th Annual Golden Globe Awards NOMINATIONS Hollywood Foreign Press Association (15 de dezembro de 2011). Visitado em 31 de julho de 2012.
  27. Karger, Dave (3 de janeiro de 2012). Producers Guild Top 10: 'Dragon Tattoo,' 'Ides of March' in; 'Tree of Life' out Entertainment Weekly. Visitado em 31 de julho de 2012.
  28. Kilday, Gregg (28 de janeiro de 2012). Directors Guild of America Awards 2012: Complete Winners List The Hollywood Reporter. Visitado em 31 de julho de 2012.
  29. The American Society of Cinematographers Nominates American Society of Cinematographers (11 de janeiro de 2012). Visitado em 31 de julho de 2012.
  30. Kemp, Stuart (16 de janeiro de 2012). BAFTA 2012 Nominations: 'The Artist,' 'Tinker Tailor Soldier Spy,' 'Hugo' Lead All Categories The Hollywood Reporter. Visitado em 31 de julho de 2012.
  31. 2012 Writers Guild Awards Screen Nominees Announced Writers Guild of America (5 de janeiro de 2012). Visitado em 31 de julho de 2012.
  32. Winners at the 84th annual Academy Awards USA Today (27 de fevereiro de 2012). Visitado em 31 de julho de 2012.
  33. Warner, Kara (30 de abril de 2012). 2012 MTV Movie Awards Nominees: The Full List MTV. Visitado em 31 de julho de 2012.
  34. Michaels, Sean (2 de maio de 2012). Kerrang! awards 2012: You Me at Six lead nominations The Guardian. Visitado em 31 de julho de 2012.
  35. RISE OF THE PLANET OF THE APES and SUPER 8 lead Saturn Awards with 3 awards each. Academy of Science Fiction Fantasy & Horror Films (26 de julho de 2012). Visitado em 31 de julho de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]