Vale do Loire

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pix.gif Vale do Loire *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Azay le rideau.jpg
Castelo de Azay-le-Rideau
País França
Critérios (i) (ii) (iv)
Referência 933
Coordenadas 47º28'27"N 1º31'48"E
Histórico de inscrição
Inscrição 2000  (24ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.

Vale do Loire ou do Líger[1] (em francês: Vallée de la Loire) é conhecido como o Jardim da França e o Berço da Língua Francesa. É também de realçar a qualidade do seu património arquitectónico, nas suas cidades históricas, como Amboise, Angers, Blois, Chinon, Nantes, Orléans, Saumur, e Tours, mas em especial para os seus mundialmente famosos castelos, como o Castelo deAmboise, Chambord, Villandry e Chenonceau e dos seus vinhos famosos.

A paisagem do Vale do Loire, e mais particularmente nos seus muitos monumentos culturais, ilustra um grau excepcional dos ideais do Renascimento e do Iluminismo na Europa Ocidental. O Vale do Loire é uma excelente paisagem cultural de grande beleza, contendo, vilas e aldeias históricas, grandes monumentos arquitetónicos, os seus muitos castelos e os seus vinhos.

Em 2 de dezembro de 2000, a UNESCO acrescentou a parte central do vale do rio Loire, entre Maine e Sully-sur-Loire, para a sua lista de Património Mundial. Ao escolher esta área que inclui os departamentos franceses de Loiret, Loir-et-Cher, Indre-et-Loire, e Maine-et-Loire, a comissão disse que o Vale do Loire é:

uma excepcional paisagem cultural, de grande beleza, composta de cidades e vilas históricas, grandes monumentos arquitetónicos - os Châteaux - e terrenos que foram cultivados e moldados por séculos de interação entre as populações locais e as suas características físicas do ambiente, em especial do próprio Loire.


Castelos do Vale do Loire[editar | editar código-fonte]

Os castelos, contando com mais de trezentos, representam uma nação de construtores começando com os necessários castelo fortificados no século X, para o esplendor dessas construções meio milénio mais tarde. Quando os reis franceses começaram a construir os seus enormes castelos aqui, a nobreza, não querendo nem sequer se atrever a ser medida a partir da sede do poder, seguiu o exemplo. A sua presença no exuberante e fértil vale começou a atrair os melhores designers paisagísticos.

Em meados do século XVI, Francisco I deslocou o centro do poder da França do Loire para a antiga capital, Paris. Com ele foi o grande arquitecto do Vale do Loire, mas continuou a ser o lugar onde a maioria da realeza francesa preferiu passar a maior parte do seu tempo. A ascensão de Luís XIV, em meados do século XVII, levou a instalação permanente do realeza quando ele construiu o Palácio de Versalhes. No entanto, aqueles que ganharam o apoio e favores do rei e da alta burguesia, continuaram a renovar os existentes ou a construir novos castelos luxuosos como a sua residência de verão, na região do Loire.

A Revolução Francesa viu um grande número de castelos franceses destruídos e muitos saquearam os seus tesouros. O empobrecimento de muitos dos nobres depostos, geralmente após um dos seus membros perderam a sua cabeça na guilhotina, fez com que muitos castelos fossem demolidos. Durante a I e a II Guerra Mundial, alguns castelos foram utilizados como Quartéis-generais militares. Alguns destes continuaram a ser utilizados desta maneira após o fim da Segunda Guerra Mundial.

Hoje, estes servem como propriedade privada e habitação; alguns abrem suas portas para visitas turísticas, enquanto outros são exploradas como hotéis ou albergues. Muitos têm sido assumidos por uma autoridade do governo local ou a estruturas gigantes como o de Chambord que é propriedade e gerido pelo governo nacional e são os principais locais turísticos, atraindo centenas de milhares de visitantes cada ano.

Referências

  1. Fernandes, Ivo Xavier. Topónimos e Gentílicos. Porto: Editora Educação Nacional, Lda., 1941. vol. I.
Châteaux do Vale do Loire.
Château de Chambord Palácios do Vale do Loire Château de Chenonceau
Amboise • Angers • Azay-le-Rideau • Blois • La Bourdaisière • Chambord • Chaumont • Chenonceau • Châteaudun • Cheverny • Fougères-sur-Bièvre • Langeais • Loches • Menars • Montsoreau • Plessis-Bourré • Le Rivau • Saumur • Sully • Talcy • Troussay • Ussé • Valençay • Villandry • Villesavin