Yinghuo-1

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde abril de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A sonda Yinghuo-1 é a primeira sonda espacial chinesa destinada a ir a Marte, comandada por Chen Changya. O lançamento da sonda ocorreu em 2011. Seguio acoplada a um foguete russo Fobos-Grunt em uma jornada que duraria cerca de 11 meses.

A sonda estaria transmitindo informações de Marte por um ano, mas suportaria até dois anos.

Parceria com a Fobos-Grunt[editar | editar código-fonte]

O protótipo da sonda foi estudada ainda em terra. Esta viagem espacial seria também para unir Rússia e China, já que estão em parceria na missão. Planos iniciais prevêem que a sonda será levada ao espaço por um foguete russo que também carregará a nave "Phobos-Grunt".

A Phobos-Grunt e o Yinghuo-1 se separariam ao entrar em Marte. Logo após, a nave russa aterrissaria em uma das luas de Marte para recolher parte do solo e, depois, voltar à Terra.

A Phobos-Grunt não saio da orbita da Terra e a sonda Yinghuo-1 re-entrou na atmosfera da Terra junto com a Phobos-Grunt dia 15 de Janeiro de 2012.


Ícone de esboço Este artigo sobre sondas de Marte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.