Ziggy Stardust: The Motion Picture

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Ziggy Stardust: The Motion Picture é um álbum ao vivo do David Bowie, correspondendo ao filme de mesmo nome. O álbum foi gravado no Hammersmith Odeon em Londres em 3 de julho de 1973, no entanto, não foi emitido pela RCA Records desde 1983.

O álbum documenta o último show do Bowie tocando como Ziggy Stardust. Apenas na última música, ele anuncia: "Este não é apenas o último show da turnê, mas é o último show que nós iremos fazer. Obrigado". Muitos da plateia acreditaram que Bowie estava se aposentando. No entanto, o performer estava assassinando o personagem Ziggy Stardust. Inclusive, em 1998 foi lançado o filme Velvet Goldmine que é baseado na cena glam inglesa no período de 71/74, e no evento de despedida retratado neste filme.

Produção e lançamento[editar | editar código-fonte]

D. A. Pennebaker filmou o show e a RCA gravou ele com a intenção de lançar como álbum ao vivo, ainda em 1973. No entanto, o projeto foi arquivado por vários motivos, rumores incluíam que Bowie ia deixar Ziggy para trás, e a qualidade ruim da gravação. Nos comentários em áudio do dvd, o diretor refere que sempre tratou o projeto sob uma ótica mais experimental e surreal, como foi tratado o filme Born to Boogie, dirigido por Ringo Starr, que retratava um concerto do T. Rex no Wembley Empire Pool no ano anterior. Por tal motivo, a fotografia do filme saiu por demais granulada e escura. Inclusive, o baterista do The Beatles aparece em cenas de bastidores do show. Outros artistas também transitaram pelo evento, inclusive existem cenas do guitarrista Jeff Beck tocando na apresentação, que não foram incluídas no filme.

O álbum foi lançado em outubro de 1983 como álbum duplo, assim como o filme. O dvd foi lançado na primeira década dos anos 2000. No Brasil, foi lançado por uma revista, com tradução das letras e opções de som. Já a EMI lançou a edição comemorativa de 30 anos do filme, mantendo a imagem granulada, mas adicionando uma trilha sonora remasterizada e comentários em áudio do diretor. Apesar das controvérsias acerca do filme, o evento encerrou o período Glam de Bowie, que partiu para gravação de um disco de covers (Pin Ups - 1974),de material mais tradicional (Diamond Dogs - 1974) e funk/soul music americana (Young Americans - 1975). O movimento Glam inglês ainda rendeu alguns frutos, contudo logo se tornou obsoleto no cenário musical.

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. "Hang on to Yourself"- 2:55
  2. "Ziggy Stardust" – 3:09
  3. "Watch That Man" – 4:10
  4. "Wild Eyed Boy From Freecloud" – 3:17
  5. "All the Young Dudes / Oh! You Pretty Things" – 3:18
  6. "Moonage Daydream" – 6:17
  7. "Space Oddity" – 4:49
  8. "My Death" (Jacques Brel , Mort Shuman) – 5:45
  9. "Cracked Actor" – 2:52
  10. "Time" – 5:12
  11. "Width of a Circle" – 9:35
  12. "Changes" – 3:35
  13. "Let's Spend the Night Together" (Mick Jagger , Keith Richards) – 3:09
  14. "Suffragette City" – 3:02
  15. "White Light/White Heat" (Lou Reed) – 4:06
  16. "Rock 'n' Roll Suicide" – 4:20

Edição de 30º Aniversário(2003)[editar | editar código-fonte]

Disco um
  1. "Intro" (inclui a Nona Sinfonia de Beethoven arranjadas e executadas por Wendy Carlos) (Ludwig van Beethoven) - #01:05
  2. "Hang on to Yourself" – 2:55
  3. "Ziggy Stardust" – 3:19
  4. "Watch That Man" – 4:14
  5. "Wild Eyed Boy From Freecloud" – 3:15
  6. "All the Young Dudes" – 1:38
  7. "Oh! You Pretty Things" – 1:46
  8. "Moonage Daydream" – 6:25
  9. "Changes" – 3:36
  10. "Space Oddity" – 5:05
  11. "My Death" (Brel, Shuman) – 7:20
Disco 2
  1. "Intro" (que inclui William Tell Overture) (Gioacchino Rossini) - 1:01
  2. "Cracked Actor" – 3:03
  3. "Time" – 5:31
  4. "The Width of a Circle" – 15:45
  5. "Let's Spend the Night Together" (Jagger, Richards) – 3:02
  6. "Suffragette City" – 4:32
  7. "White Light/White Heat" (Reed) – 4:01
  8. "Farewell Speech" – 0:39
  9. "Rock 'n' Roll Suicide" – 5:17