David Gilmour

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
David Gilmour
David Gilmour em 2 de Julho de 2005 no Live 8.
Informação geral
Nome completo David Jon Gilmour
Nascimento 6 de Março de 1946 (68 anos)
Origem Cambridge, Inglaterra
País  Reino Unido
Gênero(s) Rock progressivo, psicodélico, hard rock
Instrumento(s) Vocal, guitarra, baixo, teclado, sintetizador, saxofone, banjo, bandolim, gaita, bateria, violão, programação
Modelos de instrumentos Guitarras: Fender Stratocaster, Fender Telecaster, Gibson Les Paul, Gibson Cascade, Contrabaixo Fender Precision
Violões: Gibson, Ovation, Takamine, Martin, Steinberger e Taylor
Período em atividade 1963 - atualmente
Gravadora(s) EMI, Capitol, Columbia, Sony
Afiliação(ões) Pink Floyd, Syd Barrett, Ron Geesin, Roger Waters, Unicorn, Roy Harper, Kate Bush, Wings, Atomic Rooster, Paul McCartney, Supertramp, Bryan Ferry, Nick Mason e Rick Fenn, Pete Townshend, Arcadia, The Dream Academy, Berlin, Rock Aid Armenia, Warren Zevon, All About Eve, Elton John, The Who, Paul Rodgers, B. B. King, Ringo Starr, Alan Parsons, Chris Jagger & Atcha, Dalbello, The Orb, Sam Brown
Página oficial www.DavidGilmour.com

David Jon Gilmour, CBE (Cambridge, 6 de Março de 1946)[1] é um guitarrista e cantor britânico, vocalista da banda inglesa Pink Floyd, tendo também editado álbuns a solo bem como colaborado com outros artistas. Depois da saída de Roger Waters a meio da década de 1980 tornou-se a principal figura da banda. Foi considerado o 14º melhor guitarrista do mundo pela revista norte-americana Rolling Stone.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nomeado Doutor em arte, nasceu em Cambridge, Inglaterra e cresceu em Grantchester Meadows. Seu pai Douglas Gilmour, foi um professor de Zoologia da Universidade de Cambridge. Sua mãe Sylvia também era professora. A sua educação teve lugar na Waldorf School e foi durante muitos anos um modelo para essa escola, tendo no entanto descrito a sua educação como “horrível”.

Pink Floyd[editar | editar código-fonte]

Conheceu Syd Barrett desde infância, andaram na mesma escola, Colégio de Artes e Tecnologia de Cambridge, embora não tenha pertencido á formação inicial dos Pink Floyd. Seu primeiro grupo chamava-se Joker’s Wild para quem começou a tocar em 1963. A banda mudou o seu nome para Flowers em 1967 tendo acabado nesse mesmo ano, tendo Gilmour formado os Bullitt. Juntou-se aos Pink Floyd em Janeiro do ano seguinte. Syd Barrett saiu do grupo alguns meses mais tarde e ele então assumiu o papel de guitarrista principal.

Roger Waters deixou o grupo em 1985 assumindo que sem ele os Pink Floyd se desmembrariam. Em vez disso, David Gilmour assumiu por completo o controle da banda e criou A Momentary Lapse Of Reason. Ele explica:

"Eu tinha um sem número de problemas com a direção da banda no passado recente, antes de Roger sair. Eu achava que as músicas tinham muitas palavras, e que devido ao significado dessas palavras serem tão importantes, a música tinha-se tornado um mero veículo para as letras, o que não era muito inspirador...The dark side of the moon e Wish you were here tiveram um enorme sucesso, não apenas devido à contribuição de Roger, mas também porque havia um equilíbrio maior entre a música e as palavras do que em álbuns mais recentes. É isso que estou tentando fazer em A Momentary Lapse Of Reason focar mais na música, restaurando o equilíbrio."

Carreira solo[editar | editar código-fonte]

Durante os intervalos musicais dos Pink Floyd, passava o tempo tocando como músico de estúdio, produzindo discos e até fazendo às vezes como engenheiro de som de palco para uma enorme variedade de espectáculos incluindo, Roy Harper, Kate Bush, The Dream Academy, Grace Jones, Arcadia, Bryan Ferry, Robert Wyatt, Hawkwind, Paul McCartney, Ringo Starr, Sam Brown, Jools Holland, Propaganda, Pete Townshend, The Who, Supertramp (juntos criaram o êxito "Brother where you bound" do álbum com o mesmo nome), vários "supergrupos" de solidariedade e muito mais.

Lançou o seu primeiro álbum, na Primavera de 1978 simplesmente chamado de David Gilmour. O seu segundo álbum About face foi editado em 1984.

Em 2002 fez uma série de concertos acústicos em Londres e Paris, juntamente com Rick Wright (tecladista do Pink Floyd) e uma pequena banda e coro, e que foi documentado na edição de David Gilmour in Concert.

Recentemente em 2006 lançou mais um trabalho solo, "On An Island", considerado por ele o seu melhor trabalho em 30 anos. O álbum contou com um elenco de nomes de ouro na música, os quais já conhecidos pela maioria dos fãs de Gilmour como Guy Pratt, Jon Carin e Richard Wright , além das participações de David Crosby e Graham Nash, e a co-produção do guitarrista Phil Manzanera.

No ano de 2008, Gilmour lançou o DVD Duplo "Remember That Night - Live at the Royal Albert Hall" que sintetizou os grandes shows deste seu, até aqui, último trabalho. No segundo semestre do mesmo ano, David lançou o álbum "Live In Gdànsk", gravado na Polônia no ano de 2006, em comemoração aos 26 anos do partido Solidariedade. Assim como em "Remember That Night", este disco traz raridades e clássicos do Pink Floyd, além de seus recentes trabalhos.

Em outubro de 2010, foi anunciado o lançamento do álbum Metallic Spheres, da banda de música eletrônica The Orb, com a colaboração de David. O trabalho contém músicas inacabadas de Gilmour remixadas pelo The Orb em um novo formato de áudio tridimensional.

Guitarra[editar | editar código-fonte]

David Gilmour nos anos 70 com o Pink Floyd tocando uma Fender Stratocaster

Considerado um dos maiores e mais influentes guitarristas de todos os tempos, Gilmour é um músico com uma pegada muito sentimental. Ele transmite ao instrumento tudo o que ele realmente quer que seja executado ( isto é chamado pelos guitarristas de "feeling" ). Foi inovador no uso de efeitos sonoros na guitarra. Conhecido também por improvisar solos ao vivo feitos com a boca, com uma técnica magnífica, fazendo sua guitarra cantar. Recentemente, seu solo em "Comfortably Numb" foi considerado por um site especializado como sendo o melhor solo de guitarra de todos os tempos.

Também utiliza em suas apresentações um modelo de guitarra estilo "mesa", a lapsteel guitar, com a qual faz solos memoráveis e geniais, como em "Breathe", "High Hopes" e "One Of These Days", entre outras.

David possui, dentre muitas outras guitarras, uma das primeiras Fender Stratocaster fabricadas. Com número de série da primeira linha de stratocaster fabricada pela Fender. Um modelo de cor creme e metais dourados. Ele raramente a usa em shows, por ser considerada muito rara e especial, além do receio de que seja roubada. Ele pode ser visto tocando com esta guitarra no show comemorativo do aniversário de 50 anos da Fender Stratocaster, em 2004.

Em 2008 a Fender lançou uma Stratocaster em sua homenagem, batizada de "Black Strat", na sua linha de guitarras "Artist Signature Series". O modelo recria, em detalhes, uma Stratocaster preta com escudo negro que Gilmour há muitos anos utiliza.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

David Gilmour e família em 2005.

Casou-se por duas vezes. Com sua primeira esposa, Ginger, teve quatro filhos: Alice (1976), Clare (1980), Sara (1982) e Matthew (1985).

Sua atual esposa é a jornalista e escritora Polly Samson. Casaram-se em 1994 durante a turnê The Division Bell. Tem neste casamento mais quatro filhos: Charlie adotivo (é filho de Polly e do poeta, ator e dramaturgo Heathcote Williams) e três biológicos: Joe, Gabriel e Romany.

É o membro mais novo do Pink Floyd. Foi convidado pouco tempo antes da saída de Syd Barrett da banda. O primeiro trabalho do Pink Floyd liderado por David Gilmour (após a era Roger Waters) foi o disco A Momentary Lapse of Reason que foi seguido por álbum duplo ao vivo chamado Delicate Sound Of Thunder. Depois de algum tempo fora, a banda voltou a lançar um disco com canções inéditas, The Division Bell. Em 1995 foi lançado outro álbum duplo ao vivo, gravado no teatro Earls Court, Londres, chamado P•U•L•S•E, com direção e liderança de David Gilmour.

Reconhecido por ações humanitárias[editar | editar código-fonte]

Ao longo de sua vida, tem colaborado ativamente em muitas organizações de caridade. Colabora com entidades como: Greenpeace, European Union Mental Health and Illness Association e Anistia Internacional. Realizou um projeto habitacional para os sem-teto e pessoas com deficiência intelectual.

Em 1996 foi induzido no Hall da Fama do Rock and Roll com os Pink Floyd. Em Novembro de 2003 foi-lhe atribuída a Ordem do Império Britânico.

A aviação[editar | editar código-fonte]

David Gilmour é também um piloto experiente. Sua empresa, Intrepid Aviation, acumulou um impressionante conjunto de aeronaves históricas. Ele decidiu vender a Intrepid, pelo seguinte motivo[3] :

"A Intrepid Aviation foi para mim uma forma de fazer meu hobby pagar a si mesmo , mas, gradualmente ao longo de alguns anos a Intrepid Aviation tornou-se um negócio, que tive de administrar. De repente eu percebi que em vez de ser um passatempo que desfrutava era uma empresa e por isso decidi vende-la. Não sou mais seu proprietário. Tenho apenas um bom e velho biplano no qual passeio pelo céu de vez em quando ..."

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns a solo[editar | editar código-fonte]

Gilmour tocando na O2 Arena,Londres, 2011.

Com o Pink Floyd[editar | editar código-fonte]

Gilmour está presente na discografia do grupo entre 1968 e 2001, a saber:

'Outros'

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Biografia. Site oficial (davidgilmour.com). Página visitada em 2-12-2007.
  2. The 100 Greatest Artists of All Time: David Gilmour (em inglês). Rolling Stone. Página visitada em 12 de janeiro de 2012.
  3. retirada de uma entrevista a rádio BBC em 2002), tradução livre

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Biografia. Site oficial (davidgilmour.com). Página visitada em 2-12-2007.
  2. The 100 Greatest Artists of All Time: David Gilmour (em inglês). Rolling Stone. Página visitada em 12 de janeiro de 2012.
  3. retirada de uma entrevista a rádio BBC em 2002), tradução livre

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Imagens e media no Commons