Academia Piauiense de Letras

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Academia Piauiense de Letras
(APL)
Brasão da Academia Piauiense de Letras
Academia Piauiense de Letras.JPG

Palacete que sedia a APL
Lema "Ad immortalitatem
Rumo à imortalidade"
Fundação 30 de dezembro de 1917 (99 anos)
Tipo Associação literária
Sede Brasil Teresina  Piauí Avenida Miguel Rosa
Membros Ver: Lista de membros da Academia Piauiense de Letras
Línguas oficiais Português
Presidente Reginaldo Miranda da Silva

A Academia Piauiense de Letras (APL) é uma instituição fundada em 30 de dezembro de 1917. Sua sede está localizada em Teresina, capital do estado brasileiro do Piauí.

História[editar | editar código-fonte]

Nasceu com a ideia de organizar um grêmio literário, tendo por fim a cultura da língua e o desenvolvimento da literatura piauiense.[1]

Edita a Revista da Academia Piauiense de Letras

Composição[editar | editar código-fonte]

Tribuna da APL
Presidentes da APL.
Assis Brasil, atual titutar da cadeira 36
Elmar Carvalho, titular da cadeira 10

Este é a lista dos atuais ocupantes das 40 cadeiras da academia:[2]

Cadeira Ocupante
1 Antônio Fonseca dos Santos Neto
2 Jônathas de Barros Nunes
3 Jesualdo Cavalcanti Barros
4 Wilson Nunes Brandão[3]
5 Oton Mário José Lustosa Torres
6 Orlando Geraldo Rego de Carvalho
7 Humberto Soares Guimarães
8 Francisco Miguel de Moura
9 Hugo Napoleão do Rego Neto
10 José Elmar de Melo Carvalho
11 José Ribamar Garcia
12 Wilson Carvalho Gonçalves
13 Pedro da Silva Ribeiro
14 Altevir Soares de Alencar
15 Deoclécio Dantas Ferreira[3]
16 Eustáchio Portella Nunes Filho
17 João Paulo dos Reis Veloso
18 Herculano Moraes da Silva Filho
19 Alcenor Rodrigues Candeira Filho
20 Raimundo José Airemoraes Soares
21 Francisco Hardi Filho
22 Nildomar da Silveira Soares
23 Teresinha de Jesus Mesquita Queiroz
24 Paulo de Tarso Mello e Freitas
25 Dagoberto Ferreira de Carvalho Júnior
26 Magno Pires Alves Filho
27 Reginaldo Miranda da Silva
28 Manfredi Mendes de Cerqueira
29 Afonso Ligório
30 Álvaro dos Santos Pacheco
31 Júlio Romão da Silva
32 Raimundo Nonato Monteiro Santana
33 Nelson Nery Costa
34 Zózimo Tavares Mendes
35 Maria Nerina Pessoa Castelo Branco
36 Francisco de Assis Almeida Brasil
37 Heitor Castelo Branco Filho
38 Manoel Paulo Nunes
39 Celso Barros Coelho
40 Fides Angélica de Castro Veloso Mendes Ommati

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Academia Parnaibana de Letras, criada em 1978[4]


Referências

  1. APL. «História da Academia Piauiense de Letras». Consultado em 7 de fevereiro de 2013 
  2. APL. «Acadêmicos». Consultado em 7 de fevereiro de 2013 
  3. a b Portal CidadeVerde.com (14 de maio de 2012). «Deoclécio Dantas e Wilson Brandão são eleitos para Academia de Letras». Consultado em 7 de fevereiro de 2013 
  4. Almanaque da Parnaíba. n° 68, ano LXXXII. Parnaíba; Academia Parnaibana de Letras, 2006.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre academias é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.