Ary Ribeiro Valadão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ary Ribeiro Valadão
Replace this image male.png
Prefeito Anicuns‎‎ Anicuns
Período 1947-1951
1955-1959
Deputado estadual  Goiás
Período 1959-1967
Deputado federal  Goiás
Período 1967-1979
Governador  Goiás
Período 1979-1983
Antecessor(a) Irapuan Costa Júnior
Sucessor(a) Iris Rezende
Deputado federal  Tocantins
Período 1989-1991
Dados pessoais
Nascimento 14 de novembro de 1918 (99 anos)
Anicuns Anicuns, GO
Cônjuge Maria Valadão
Partido UDN (1945-1965)
ARENA (1966-1979)
PDS (1980-1993)
PPR (1993-1995)
PPB (1995-2003)
PTN (última filiação)
Profissão agricultor, industrial, advogado

Ary Ribeiro Valadão (Anicuns, 14 de novembro de 1918) é um agricultor, industrial, advogado e político brasileiro que foi governador de Goiás e deputado federal pelo Tocantins.[1][2]

Dados biográficos[editar | editar código-fonte]

Filho de Benedito Teodoro Valadão e Emília Parrodi Valadão. Agricultor e industrial, foi membro da UDN e nela foi eleito prefeito de Anicuns em 1947 e 1954 e deputado estadual por Goiás em 1958 e 1962, chegando à presidência do diretório estadual da legenda e líder de sua bancada na Assembleia Legislativa de Goiás. É também advogado formado na Universidade Federal de Goiás e pós-graduado em Criminologia e Balística.[3]

Durante sua estadia na Assembleia Legislativa acompanhou a deposição do governador Mauro Borges nos primeiros meses do Regime Militar de 1964 e após a imposição do bipartidarismo mudou para a ARENA sendo eleito deputado federal em 1966, 1970 e 1974, interrompendo sua estadia na Câmara dos Deputados em 1977 para ocupar o cargo de secretário de Justiça no governo Irapuan Costa Júnior onde permaneceu por um ano.[nota 1][1]

Em 1978 foi escolhido governador de Goiás pelo presidente Ernesto Geisel tomando posse no ano seguinte para quatro anos de mandato, filiando-se ao PDS após a reforma partidária. Com a criação do estado de Tocantins foi eleito deputado federal em 1988 para dois anos de mandato. Derrotado ao disputar o governo do novo estado em 1990, tornou-se suplente de deputado federal pelo PPR em 1994, chegando a ser convocado para exercer o mandato.[nota 2][1]

Como homenagem, seu nome foi dado a logradouros públicos tais como: ruas, bairros, entidades, conselhos, escolas, ginásios e avenidas em outras cidades goianas.

Esposo de Maria Valadão, que foi deputada federal por Goiás.[4]

Notas

  1. Durante o governo Irapuan Costa Júnior o deputado Hélio Mauro renunciou ao mandato em prol de Henrique Fanstone para assumir a prefeitura de Goiânia enquanto José de Assis foi nomeado secretário de Educação e Ary Valadão, secretário de Justiça. Foram convocados então os suplentes Onísio Ludovico e Vilmar Guimarães.
  2. Ary Valadão foi convocado devido às passagens de Antônio Jorge e Darci Coelho pela Secretaria de Administração no segundo governo Siqueira Campos.

Referências

  1. a b c «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Ary Valadão». Consultado em 26 de maio de 2017. 
  2. «Banco de dados do Tribunal Superior Eleitoral». Consultado em 26 de maio de 2017. 
  3. «Assembleia Legislativa de Goiás: deputado Ary Valadão». Consultado em 26 de maio de 2017. 
  4. «Câmara dos Deputados do Brasil: deputada Maria Valadão». Consultado em 26 de maio de 2017. 
Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.