Banjo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Banjo
Um Banjo
Informações
Classificação alaúde
Classificação Hornbostel-Sachs
Instrumentos relacionados
Violão
Guitarra
Ukulele

Um banjo é instrumento de corda da família do alaúde, de corpo circular, com uma abertura fechada circular na parte superior. Consta de uma armação circular, atualmente produzida em PVC, sobre o qual se retesa uma pele (antigamente pregada, hoje presa por um mecanismo de cola sintética), um braço longo e fino, com trastes e cordas metálicas ou de tripa retorcida.

Baseado em vários instrumentos africanos, foi desenvolvido no México pelos escravos e adotado por grupos ambulantes de músicos brancos, no século XIX. É muito usado na música folk estadunidense e pelos grupos de bluegrass.

Uso do banjo no samba[editar | editar código-fonte]

O banjo foi incorporado às rodas de samba do Brasil em meados da década de 1970, quando o músico Almir Guineto adotou a ideia de seu parceiro musical, Mussum, de adaptar o corpo do instrumento ao braço do cavaquinho. Assim, percebeu que, além da qualidade do som, a armação reforçada do banjo reduzia o risco de rompimento de cordas. O banjo passou a ser utilizado com apenas 4 - utilizando o mesmo número de trastes e a afinação do cavaquinho, mas com a peculiaridade da batida diferenciada - ou 6 cordas[1]


Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "Ótimo livro lembra que 'trapalhão' Mussum foi também original no samba" (resenha do livro Mussum forévis - Samba, mé e Trapalhões, de Juliano Barreto). Notas Musicais, 7 de setembro de 2014.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Banjo
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Banjo
Ícone de esboço Este artigo sobre instrumento musical é um esboço relacionado ao Projeto Música. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.