Qanbus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Um alaúde qanbūs está no Kunsthistorisches Museum em Viena.

Um qanbūs ou gambus (em árabe: القنبوس é um alaúde de pescoço curto que se originou no Iémen e está difundido por toda a Península Árabe. Sachs considerou que ele deriva seu nome do komuz turco, porém é mais comparável ao oud.[1] Tem doze cordas que são puxadas com um plectro para gerar som. Entretanto, diferentemente de outros instrumentos da família dos alaúdes, o gambus não tem traste. Sua popularidade declinou durante o reino do Imam Yahya (1918 – 1948); por volta do começo do século XXI, o oud tinha substituído o qanbūs como o instrumento de escolha para os alaudistas do Oriente Médio.

A migração iemenita gerou a difusão do instrumento para diferentes partes do Oceano Índico. No Sudeste muçulmano da Ásia (especialmente a Indonésia, Malásia e Brunei), era chamado gambus e inflamou todo um gênero musical por si próprio. Hoje é tocado em Johor, Malásia do Sul, na dança tradicional Zapin. Nas Comores é conhecido como gabusi e em Zanzibar como gabbus.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Os (alaúdes) de gambus do mundo malaio: sua origens e importância na música zapin Arquivado 2008-08-16 na Archive-It, Larry Hilarian, Nanyang Technological University, Singapura, 6 de julho de 2004


Ícone de esboço Este artigo sobre instrumento musical é um esboço relacionado ao Projeto Música. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.