Cítara

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nota: Não confundir com sitar, cistre ou cítola.


Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde fevereiro de 2008). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo.
Cítara
Harfenzither
Tafelberg Cetra

A cítara é um instrumento de cordas, usado sobretudo na música folclórica, mais comumente em países de língua alemã nos Alpes e na Europa do Leste.[1][2]

O instrumento consiste numa série de cordas esticadas dentro ou sobre uma caixa de ressonância. Existem versões que só têm cordas livres e versões em que algumas cordas estão esticadas sobre uma manga com trastos. Como vários outros instrumentos de corda, existe em versões acústicas e elétricas. Supõe-se que o nome "cítara" deriva de um instrumento da Grécia antiga chamada Kithara.

Na classificação de instrumentos de Hornbostel–Sachs, cítaras é também o nome dado a qualquer instrumento de cordas esticadas dentro de uma caixa de ressonância, como, por exemplo, saltério, psaltério, harfenzither, saltério dos Apalaches, guqin, guzheng, koto, kantele, gayageum, đàn tranh, kanun, autoharpa, santoor, saltério chinês, piano, cravo, santur e swarmandal, entre outros. Assim, pode-se falar da família das cítaras.

Diferentemente da cítara, o sitar possui suas cordas esticadas além da caixa de ressonância, ou seja, ao longo do braço do instrumento.

Referências

  1. Randel, Don Michael (1999). The Harvard Concise Dictionary of Music and Musicians. [S.l.]: Harvard University Press 
  2. Baines, Anthony (1992). The Oxford Companion to Musical Instruments. [S.l.]: Oxford University Press 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Cítara


Ícone de esboço Este artigo sobre instrumento musical é um esboço relacionado ao Projeto Música. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.