Caridea

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaCaridea
Heterocarpus ensifer

Heterocarpus ensifer
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Subfilo: Crustacea
Classe: Malacostraca
Ordem: Decapoda
Subordem: Pleocyemata
Infraordem: Caridea
Dana, 1852
Superfamílias

Caridea é uma infraordem de camarões da ordem Decapoda, com distribuição natural alargada, presentes em habitats de água doce e de água salgada de todos oceanos e continentes, com excepção da Antártida, embora a maioria das espécies seja marinha.[1]

Biologia[editar | editar código-fonte]

Os membros da infraordem Caridea ocorrem em todos os tipos de habitats aquáticos, embora a maioria das espécies seja marinha. Apenas cerca de um quarto das espécies descritas ocorrem em água doce, incluindo, contudo, todos os membros da família Atyidae e da subfamília Palaemoninae da família Palaemonidae.[1] O grupo inclui várias espécies com interesse comercial, tais como Macrobrachium rosenbergii, estando presentes em todos os continentes com excepção da Antártida.[1]

As espécies marinhas conhecidas ocorrem em profundidades até aos 5000 m,[2] com distribuição em todos os oceanos e mares, desde os trópicos às regiões polares.

Para além da grande variedade de habitats, as espécies que integram os Caridae variam muito deo pponto de vista morfológico, incluindo espécies com tanahos adults máximos que variam de alguns milímetros[3] a mais de 20 centímetros.[2] Excepto quando os tenham perdido secundariamente, os camarões deste grupo taxonómico apresentam um par de olhos pedunculados, por vezes recobertos pela carapaça que lhes protege o cefalotórax.[2] A carapaça também rodeia as brânquias, através da qual a água é bombada pela acção das peças bucais.[2]

A maioria dos Caridae é omnívora, mas algumas espécies são especializadas em formas específicas de alimentação: algumas espécies são filtradoras, usando patas setosas como uma peneira; outras raspam algas das rochas. Os camarões do género Alpheus produzem estalidos com as pinças para criar ondas de choque que atordoam as presas. A maioria dos camarões limpadores, que removem parasitas e resíduos da pele e mucosas dos peixes recifais e se alimentam dos seus parasitas e tecidos necróticos, pertence aos Caridae.[2] Por sua vez, os Caridae são predados por diversos animais, particularmente peixes e aves marinhas e frequentemente hospedam parasitas do grupo Bopyridae.[2]


Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c S. De Grave, Y. Cai & A. Anker (2008). Estelle Virginia Balian, C. Lévêque, H. Segers & K. Martens, ed. «Freshwater Animal Diversity Assessment». Global diversity of shrimps (Crustacea: Decapoda: Caridea) in freshwater. Springer. Hydrobiologia. 595 (1): 287–293. doi:10.1007/s10750-007-9024-2. ISBN 978-1-4020-8258-0 
  2. a b c d e f Fenner A. Chace, Jr. & Donald P. Abbott (1980). «Caridea: the shrimps». In: Robert Hugh Morris, Donald Putnam Abbott & Eugene Clinton Haderlie. Intertidal Invertebrates of California. [S.l.]: Stanford University Press. pp. 567–576. ISBN 978-0-8047-1045-9 
  3. Gary C. B. Poore & Shane T. Ahyong (2004). «Caridea – shrimps». Marine Decapod Crustacea of Southern Australia: a Guide to Identification. [S.l.]: CSIRO Publishing. pp. 53–57. ISBN 9780643069060 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Caridea
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Caridea