Elle (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Elle
Ela (PT)
Elle (BR)
 França
 Alemanha

2016 •  cor •  130 min 
Direção Paul Verhoeven
Produção Saïd Ben Saïd
Michel Merkt
Roteiro David Birke
História Philippe Djian
Elenco Isabelle Huppert
Laurent Lafitte
Anne Consigny
Charles Berling
Virginie Efira
Gênero Drama
Thriller
Companhia(s) produtora(s) Twenty Twenty Vision Filmproduktion GmbH
France 2 Cinéma
SBS Productions
Distribuição SBS Distribution
Lançamento França 25 de maio de 2016
Brasil 17 de novembro de 2016
Portugal 17 de novembro de 2016
Idioma Francês
Página no IMDb (em inglês)

Elle (ElaPOR ) é um filme franco-alemão de 2016 dirigido por Paul Verhoeven e escrito por David Birke, baseado no romance Oh..., do escritor francês Philippe Djian.[1][2] O romance de Djian foi lançado em 2012 e recebeu o Prix Interallié (Prêmio Literário Nacional). O filme é estrelado por Isabelle Huppert, intérprete da empresária Michèle Leblanc, que é estuprada em sua casa por um assaltante mascarado, mas decide não relatar o caso à polícia.

O filme é o primeiro longa-metragem de Verhoeven desde Zwartboek de 2006, e seu primeiro filme na língua francesa. Estreou em competição no Festival de Cannes de 2016, onde foi aclamado pela crítica. Elle ganhou o Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro e o prêmio Critics' Choice Movie Award de Melhor Filme Estrangeiro. Foi também escolhido como o representante da França para o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2017, mas não foi indicado.[3] No 42º Prêmio César na França, o filme recebeu onze indicações, e ganhou o melhor filme.

A atuação de Huppert foi amplamente aclamada, considerada uma das melhores de sua carreira. Ela foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz e ganhou vários prêmios de Melhor Atriz, incluindo o Globo de Ouro, César Award, Prêmio da Sociedade Nacional de Críticos de Cinema, New York Film Critics Circle Award, Los Angeles Film Critics Association Award, Gotham Independent Film Award e o Independent Spirit Award.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Michèle Leblanc (Isabelle Huppert) é estuprada em sua casa por um assaltante mascarado, em seguida ela prontamente limpa a bagunça e retoma sua vida.

Ela é a cabeça assertiva de uma empresa de videogames de sucesso, onde seus funcionários do sexo masculino são alternadamente ressentidos por se subordinarem a ela. A empresária se sente afastada de seu filho Vincent, que se encontra em um relacionamento com Josie - sua namorada dominadora.

Michèle tem uma relação conflituosa com sua mãe, Irène, pelo envolvimento desta com homens mais jovens. Enquanto isso, ela mantém um romance com Robert, o marido de sua melhor amiga e parceira comercial, Anna, e começa um jogo de flerte com seu vizinho Patrick, um banqueiro casado com uma mulher devotadamente católica chamada Rebecca.

Além disso, Michèle é a filha de um infame assassino - que a envolveu, quando criança, em uma série de homicídios - e cuja audiência de liberdade condicional se aproxima em breve. Assombrada pelo acontecimento violento de sua infância e pelo frenesi midiático subseqüente, Michèle está cautelosa com a aplicação da lei e não relata o estupro à polícia, apesar das súplicas de seus amigos.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «2016 Cannes Film Festival Announces Lineup». IndieWire. Consultado em 14 de abril de 2016. 
  2. «Cannes 2016: Film Festival Unveils Official Selection Lineup». Variety. Consultado em 14 de abril de 2016. 
  3. Richford, Rhonda (26 de setembro de 2016). «Oscars: France Selects 'Elle' for Foreign-Language Category». The Hollywood Reporter. Consultado em 26 de setembro de 2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Elle (em inglês) no Internet Movie Database
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.