Le fabuleux destin d'Amélie Poulain

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
este artigo contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde setembro de 2009)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Le fabuleux destin d'Amélie Poulain
O Fabuloso Destino de Amélie (PT)
O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (BR)
Pôster promocional
 França
 Alemanha

2001 •  cor •  122 min 
Direção Jean-Pierre Jeunet
Roteiro Guillaume Laurant
Elenco Audrey Tautou
Mathieu Kassovitz
Rufus
Lorella Cravotta
Serge Merlin
James Debbouze
Gênero Comédia romântica
Lançamento França 25 de abril de 2001
Portugal 7 de dezembro de 2001
Brasil 8 de fevereiro de 2002
Idioma Francês
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Le fabuleux destin d'Amélie Poulain (no Brasil, O Fabuloso Destino de Amélie Poulain[1] e em Portugal, O Fabuloso Destino de Amélie) é um filme francês de 2001, do gênero comédia romântica, dirigido por Jean-Pierre Jeunet.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O filme conta a história de Amélie, uma menina que cresce isolada das outras crianças. Isso acontece porque o seu pai acha que Amélie possuí uma anomalia no coração, já que este bate muito rápido durante os exames mensais que o pai faz na menina. Na verdade, Amélie fica nervosa com este raro contato físico com o pai. Por isso, e somente por isso, o seu coração bate mais rápido que o normal. Seus pais, então, privam Amélie de frequentar escola e ter contato com outras crianças. A sua mãe, que é professora, é quem a alfabetiza até falecer. A sua infância e a morte prematura de sua mãe acabam por influenciar fortemente o desenvolvimento de Amélie e a forma como ela se relaciona com as pessoas e com o mundo depois de adulta.

Após a sua maioridade, muda-se do subúrbio para o bairro parisiense de Montmartre, onde começa a trabalhar como garçonete. Certo dia, encontra no banheiro do seu apartamento uma caixinha com brinquedos e figurinhas pertencentes ao antigo morador do apartamento. Decide procurá-lo e entregar o pertence ao seu dono, Dominique, anonimamente. Ao notar que ele chora de alegria ao reaver o seu objeto, a moça fica impressionada e remodela a sua visão do mundo.

A partir de então, Amélie engaja-se na realização de pequenos gestos a fim de ajudar e tornar mais felizes as pessoas ao seu redor. Ela ganha aí um novo sentido para a sua existência. Numa destas pequenas grandes ações, ela encontra um homem. E então o seu destino muda para sempre.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Premiações[editar | editar código-fonte]

  • Cinco indicações ao Oscar, nas seguintes categorias: Melhor Filme Estrangeiro, Melhor Direção de Arte, Melhor Fotografia, Melhor Som e Melhor Roteiro Original.
  • Uma indicação ao Globo de Ouro, na categoria de Melhor Filme Estrangeiro.
  • Ganhou dois prêmios no BAFTA, nas seguintes categorias: Melhor Roteiro Original e Melhor Desenho de Produção. Foi ainda indicado em outras 7 categorias: Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Atriz (Audrey Tautou), Melhor Filme Estrangeiro, Melhor Fotografia, Melhor Trilha Sonora e Melhor Edição.
  • Recebeu treze indicações ao César, nas seguintes categorias: Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Atriz (Audrey Tautou), Melhor Ator Coadjuvante (Rufus e James Debbouze), Melhor Atriz Coadjuvante (Isabelle Nanty), Melhor Fotografia, Melhor Figurino, Melhor Edição, Melhor Desenho de Produção, Melhor Trilha Sonora, Melhor Som e Melhor Roteiro.
  • Ganhou o Prêmio da Audiência no Festival Internacional de Edimburgo.
  • Ganhou o Prêmio do Público no Festival de Cinema de Toronto.
  • Recebeu uma indicação ao Grande Prêmio Cinema Brasil, na categoria de Melhor Filme Estrangeiro.
  • Ganhou o Prêmio Adoro Cinema 2002 de Melhor Atriz Revelação (Audrey Tautou).

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Trilha sonora de Yann Tiersen. CD editado por Victoire Productions-Labels/Virgin France, 2001.

  1. J'y suis jamais allé (1:34)
  2. Les jours tristes (Instrumental) (3:03)
  3. La valse d'Amélie (versão original) (2:15)
  4. Comptine d'une autre été: l'après-midi (2:20)
  5. La noyée (2:03)
  6. L'autre valse d'Amélie (1:33)
  7. Guilty (Al Bowlly) (3:13)
  8. À quai (3:32)
  9. Le moulin (4:27)
  10. Pas si simple (1:52)
  11. La valse d'Amélie (versão orquestrada) (2:00)
  12. La valse des vieux os (2:20)
  13. La dispute (4:15)
  14. Si tu n'étais pas là (Fréhel) (3:29)
  15. Soir de fête (2:55)
  16. La redécouverte (1:13)
  17. Sur le fil (4:23)
  18. Le banquet (1:31)
  19. La valse d'Amélie (Piano) (2:38)
  20. La valse des monstres (3:39)
  21. L'Autre Valse d'Amélie (Version Quatuor à Cordes) (1:41) (edição limitada francesa)
  22. Les Deux Pianos (1:58) (edição limitada francesa)
  23. Comptine d'un autre été (02:00) (edição limitada francesa)
  24. La Maison (02:03) (edição limitada francesa)
Portal A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. O Fabuloso Destino de Amélie Poulain. Filmow, página visitada dia 14 de abril de 2013.
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme francês é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.