Havdalá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Observando o ritual de Havdalá, na Espanha do século XIV

Havdalá (do hebraico הַבְדָּלָה, separação) é uma cerimônia religiosa judaica que marca o final do Shabat e dos dias sagrados, iniciando uma nova semana. O Shabat termina na noite de sábado assim que três estrelas estejam visíveis no céu a olho nu[1][2][3]. O ritual envolve a iluminação de uma vela especial havdalah com várias mechas, abençoando uma taça de vinho e cheirando especiarias doces.[4]

Significado[editar | editar código-fonte]

Vela de Havdalah, copo de kidush e caixa de especiarias

A Havdalá destina-se a exigir que uma pessoa use todos os cinco sentidos - provar o vinho, cheirar as especiarias, ver a chama da vela e sentir seu calor, e ouvir as bênçãos.[5]

Após um Shabat normal, a ordem das orações corresponde ao acróstico יבנ"ה "Yavneh", com as iniciais Yayin (vinho), Besamim (especiarias), Ner (vela), e Havdalah (a oração Havdalá).[6] A ordem dos elementos quando o Havdala é combinado com Kidush (por exemplo, em uma noite de sábado que é 'Yom Tov' (i.e., literalmente, 'Dia bom', plural 'Yamim Tovim', um festival, especialmente o da Páscoa, Shabuoth, Sukkoth ou Rosh Hashana) é conhecida pelo acróstico Yaknhaz.[7] Estas são as letras iniciais de Yayin (vinho), Kiddush HaYom (abençoando o dia), Ner (vela), Havdala (a bênção de Havdala) e Zman (tempo, i.e. shehechiyanu).

Referências

  1. Aruch, Shulchan; Chayim, Orach. Mishnah Berurah - Sefer 3 - Part Two: Law of Shabbos (em hebraico). [S.l.: s.n.] Consultado em 2 de fevereiro de 2019 
  2. «Spice Container» (em inglês). The Jewish Museum. Consultado em 26 de novembro de 2010 
  3. «O significado da havdalá». pt.chabad.org. Consultado em 26 de novembro de 2010 
  4. «Havdalah: The Ritual». Consultado em 30 de janeiro de 2019. Arquivado do original em 2 de junho de 2013 
  5. «Glossary». Torah.net. Consultado em 30 de janeiro de 2019. Arquivado do original em 12 de março de 2012. Cerimônia ritual que marca o fim do sábado e a separação entre o sagrado e o profano. Todos os sentidos são usados para abençoar o vinho, a luz de uma vela especial e o cheiro de especiarias. 
  6. «Parashat Toldot». Jerusalem, Israel: Shema Yisrael Torah Network. 2005. Consultado em 30 de janeiro de 2019 
  7. «Klau Library, Cincinnati Illuminated Haggadah Exhibit». Consultado em 30 de janeiro de 2019 
Ícone de esboço Este artigo sobre religião é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.