Itapiranga (Amazonas)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Itapiranga
Orla da cidade.

Orla da cidade.
Bandeira de Itapiranga
Brasão de Itapiranga
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 24/07/1907
Fundação 29 de dezembro de 1956 (59 anos)
Gentílico itapiranguense
Prefeito(a) Nadiel Serrão do Nascimento (PMDB)
Localização
Localização de Itapiranga
Localização de Itapiranga no Amazonas
Itapiranga está localizado em: Brasil
Itapiranga
Localização de Itapiranga no Brasil
02° 44' 56" S 58° 01' 19" O02° 44' 56" S 58° 01' 19" O
Unidade federativa  Amazonas
Mesorregião Centro Amazonense IBGE/2008[1]
Microrregião Itacoatiara IBGE/2008[1]
Região metropolitana Manaus
Municípios limítrofes Silves,, São Sebastião, Itacoatiara
Distância até a capital 339 km
Características geográficas
Área 4 231,132 km² [2]
População 8 774 hab. IBGE/2013[3]
Densidade 2,07 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC-4
Indicadores
IDH-M 0,654 médio PNUD/2010 [4]
PIB R$ 90 356 mil IBGE/2012[5]
PIB per capita R$ 3 779,08 IBGE/2008[5]
Página oficial

Itapiranga é um município brasileiro localizado na Região Metropolitana de Manaus, no estado do Amazonas.

Toponímia[editar | editar código-fonte]

"Itapiranga" é um termo de origem indígena que significa "pedra vermelha", através da junção dos termos tupi ou do nheengatu itá (pedra) e pyranga (vermelha).[6]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se na latitude 02º44'56" sul e longitude 58º01'19" oeste, estando a uma altitude de 43 metros. Sua população estimada em 2007 era de 9 141 habitantes.

Possui uma área de 4 249,629 km². Itapiranga é um município amazonense que se encontra em plena bacia hidrográfica do Rio Amazonas. É banhada tanto pelo Rio Urubu, quanto por um dos inúmeros paranás do Rio Amazonas: o chamado Paraná de Itapiranga.

Faz fronteira direta com Silves, bem como é próxima de São Sebastião do Uatumã e Urucará.

Apesar de não ser tão próximo, tem conexões facilitadas com o Rio Uatumã, no qual a pesca do tucunaré é bastante apreciada.

Aparições marianas[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Aparições marianas

Itapiranga é referência no Amazonas e pelo mundo por conta das supostas aparições de "Nossa Senhora Rainha do Rosário e da Paz" em 2 de maio de 1994 ao confidente Edson Glauber e sua mãe Maria do Carmo. Todos os dia 2 de cada mês, vários fiéis vão em romaria ao santuário de Itapiranga. São pessoas de todas as partes que são trazidas pela fé em Nossa Senhora e que recebem as mensagens que são transmitidas por Edson. Segundo Edson, Nossa Senhora pede a conversão das pessoas e a reza do rosário em família para se ter paz e ainda o desejo de que, em Itapiranga, seja construído o seu santuário. Há, também, em Itapiranga, uma fonte, segundo Edson, milagrosa, onde Nossa Senhora teria lavado seus pés. Muitos fiéis acreditam que sua água tem poder de cura.[7]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  3. «Estimativa Populacional 2013» (PDF). Censo Populacional 2013. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1º de julho de 2013. Consultado em 29 de agosto de 2012. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 09 de setembro de 2013. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2008-2012». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010. 
  6. NAVARRO, E. A. Método moderno de tupi antigo: a língua do Brasil dos primeiros séculos. 3ª edição. São Paulo. Global. 2005. 463 p.
  7. Santuário de Itapiranga: rainha do rosário e da paz. Disponível em http://www.santuariodeitapiranga.com.br/. Acesso em 14 de agosto de 2013.