John Kenneth Galbraith

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
John Kenneth Galbraith
Economia
John Galbraith no final do século XX
Nascimento 15 de outubro de 1908
Local Iona Station, Canada
Morte 29 de abril de 2006 (97 anos)
Local Cambridge
Atividade
Campo(s) Economia
Prêmio(s) Medalha de Ouro Lomonossov (1993)

John Kenneth Galbraith (Iona Station, Ontário, 15 de outubro de 1908Cambridge, 29 de abril de 2006) foi um economista, filósofo e escritor estado-unidense, conhecido por suas posições Keynesianas.

Galbraith foi cético perante as extravagâncias da "teoria econômica quando não justificadas pelos dados empíricos". Por exemplo, no seu livro intitulado "In The New Industrial State" (1967), ele afirma que muito poucas indústrias nos Estados Unidos enquadram-se no modelo da concorrência perfeita.

Conhecido por suas posições liberais, foi assessor econômico do presidente John Kennedy e publicou diversos livros, entre os quais The Affluent Society (A sociedade opulenta), no ano de 1958, em que critica a política econômica dos Estados Unidos. Aposentado como professor universitário em 1957, publicou em 1981 a autobiografia A Life in Our Times: Memoirs (Uma vida de nosso tempo).[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Galbraith era filho de canadenses de ascendência escocesa, William Archibald Galbraith e Sarah Catherine Kendall. Ele nasceu em Iona Station, Ontário, e cresceu em Dutton, Ontário. Seu pai era fazendeiro e professor de escola, e sua mãe era ativista política.

Galbraith licenciou-se pelo Colégio de Agricultura do Ontário, hoje Universidade de Guelph, tendo depois feito o mestrado e doutoramento na Universidade da Califórnia, Berkeley.

Em 1937 ele se torna cidadão dos Estados Unidos (nessa época os EUA e o Canadá não aceitavam a dupla nacionalidade), mas ele foi homenageado pelo seu país nativo até o fim de sua vida, e suas origens canadenses foram freqüentemente citadas.

Durante a Segunda Guerra Mundial, Galbraith pertenceu à administração pública, no cargo de vice-director do gabinete da administração de preços (deputy head of the Office of Price Administration). No final da guerra, foi-lhe pedido que executasse um inquérito sobre o bombardeamento estratégico aliado, que concluiu que ele não teve efeitos e não encurtou a guerra. Após a guerra, ele tornou-se conselheiro da administração do pós-guerra na Alemanha e Japão.

Em 1949, Galbraith foi nomeado professor de economia na Universidade de Harvard. Foi então também editor da revista Fortune.

Ele foi um amigo do presidente John F. Kennedy, por quem foi nomeado embaixador na Índia entre 1961 e 1963, onde teve um papel no apoio econômico ao governo indiano e ao desenvolvimento do país. No país asiático, ele ajudou a estabelecer uma das primeiras faculdades de ciências de computação no Instituto Indiano de Tecnologia em Kanpur, Uttar Pradesh.

Galbraith, aos 97 anos, morreu de causas naturais no Hospital Mount Auburn em Cambridge, Massachusetts, depois de duas semanas internado.

Livros[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas Barsa

Ligação externa[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: John Kenneth Galbraith
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.