Madeleine Swann

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Madeleine Swann
Personagem da série James Bond
Madeleineswann.jpg
Profissão médica
Categoria bond girl
Status viva
Interpretado(a) por Léa Seydoux
Filmes 007 contra SPECTRE (2015)

Madeleine Swann é uma personagem do filme 007 contra SPECTRE, 24º filme oficial da franquia cinematográfica do espião britânico James Bond, criado por Ian Fleming. Ela é vivida nas telas pela atriz francesa Léa Seydoux.

Características[editar | editar código-fonte]

Médica e independente, formada em Oxford, ex-integrante dos Médicos sem Fronteiras, Madeleine é filha de Mr. White, um ex-agente e assassino da organização terrorista Quantum que aparece em dois filmes anteriores de Bond, 007 - Cassino Royale e 007 Quantum of Solace. Conhecedora do trabalho do pai e de seus perigos, no passado já foi obrigada a matar um invasor da casa paterna. Loira, bonita, articulada e de porte nobre, a princípio desconfiada e bastante relutante às investidas de Bond, que a procurou para ajudá-la a escapar da vingança da SPECTRE como último pedido de seu pai e para que ela o ajudassea localizar a organização, acaba se envolvendo com ele após uma fuga pelos Alpes e ao salvar a vida do próprio 007. Swann é a chave do filme, já que é a única que conhece as cruciais informações secretas do pai morto, escondidas num esconderijo na parede de um modesto hotel de Tanger, e torna-se uma aliada de 007 na luta contra Ernst Stavro Blofeld , o chefe da SPECTRE, apesar da constante reprovação do modo de vida do espião e sua aversão por armas de fogo.[1]

No filme[editar | editar código-fonte]

Ela aparece primeiramente em seu consultório na Clínica Hoffler, nos Alpes Austríacos, onde Bond foi procurá-la para protegê-la e obter o segredo de Mr. White, que, desiludido com a organização a que servia e por quem foi lentamente envenenado com tálio, suicidou-se na frente de 007 com um tiro na cabeça, mas antes indicou a filha como alguém que poderia lhe colocar na pista de Blofeld. Depois do contato com Bond, que a deixou desconfiada de suas intenções o que a fez expulsá-lo de sua sala, ela é raptada pelo capanga da SPECTRE Mr. Hinx e salva pelo espião depois de uma perseguição no gelo dos Alpes envolvendo carros e um avião.[2] Após um encontro com Q, que foi atrás de Bond na Áustria, os dois viajam até Tanger, no Marrocos, onde Madeleine lhe revela o quarto do hotel L'Americain onde seu pai teria guardado as informações sobre a SPECTRE num esconderijo na parede. Na pista da organização, novamente são confrontados por Mr. Hinx num trem a caminho de uma base da SPECTRE no deserto, e ela ajuda Bond a se livrar do enorme assassino jogando-o pela porta do trem depois de uma luta brutal. Depois de se livrarem de Hinx, os dois fazem amor na cabine do vagão.[3] O casal é afinal preso pelos homens da SPECTRE e Bond é torturado por Blofeld em sua presença, mas conseguem fugir após provocarem uma explosão na base da organização. De volta a Londres, ela abandona 007 dizendo não querer fazer parte de uma vida ligada à espionagem mas é novamente raptada; salva mais uma vez quando ia ser morta por Blofeld dentro de um prédio minado por explosivos, termina o filme indo embora com 007 após a prisão do vilão ferido pela queda de seu helicóptero no meio da Ponte de Westminster, em Londres. [1][4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Léa Seydoux - Madeleine Swann». MI-6 The Home of James Bond 007. Consultado em 26 de janeiro de 2016 
  2. «SPECTRE». The Movie Spoiler. Consultado em 28 de janeiro de 2016 
  3. «THE STORM BEFORE THE CALM – Reviewing SPECTRE and Bond's newest bullet». Cinetropolis. Consultado em 26 de janeiro de 2016 
  4. «007 contra Spectre on line». filmplayHD. Consultado em 1 de fevereiro de 2016