Stacey Sutton

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Stacey Sutton

Stacey Sutton é uma personagem do filme 007 Na Mira dos Assassinos, da série cinematográfica do espião britânico James Bond, último filme com Roger Moore no papel do agente 007.

Características[editar | editar código-fonte]

Loira de olhos azuis, Stacey é a neta e herdeira de um magnata do petróleo da Califórnia, que trabalha como geóloga na prefeitura de San Francisco. Após a morte de seu avô, Max Zorin comprou a companhia e lhe deu um cheque de US$5 milhões por suas ações, que ela nunca descontou e a levou a lutar judicialmente contra Zorin. Sua luta na Justiça contra ele fez com que fosse obrigada a vender seus pertences, morando na fazenda herdada do avô numa casa sem móveis.

No filme[editar | editar código-fonte]

Ela aparece pela primeira vez num luxuoso leilão de cavalos de raça que Zorin faz em sua mansão em Paris e onde também se encontra James Bond, disfarçado de rico negociante de cavalos, que passa a suspeitar de que alguma fraude ou crime está sendo cometido, ao ver os dois reunidos discutindo e ele tentando entregar-lhe um cheque de alto valor, após o qual ele se apresenta a ela, mas são interrompidos por May Day e Sutton afastada de 007 sem nem saber seu nome.[1]

Mais tarde os dois se encontram em San Francisco, na divisão de Petróleo e Minas do estado da Califórnia, e Bond a segue até sua casa nos subúrbios da cidade, perto da falha de San Andreas. Lá ela o confronta com uma espingarda cheia de sal grosso achando que Bond é mais um dos fantoches de Zorin, até ser convencida de que ele é um amigo, ao ajudá-la a enfrentar capangas enviados contra ela, para presioná-la a entrar num acordo financeiro com o vilão. Investigando os negócios e atividades de Zorin em documentos na prefeitura, Bond e Sutton ficam presos num elevador parado dentro do prédio que está sendo incendiado a mando do vilão. Bond os salva e escapam também de um capitão de polícia por suspeita de assassinato, numa trama de Max Zorin para incriminá-los, num carro de bombeiros pelas ruas da cidade, causando toda sorte de colisões no caminho.[2]

Depois os dois se infiltram na mina de Zorin, onde ele supervisiona as operações para inundar de água a falha de San Andreas, pela explosão de toneladas de explosivos na mina que fica numa área crítica da falha - de maneira a alagar todo o Vale do Silício e assumir o monopólio mundial de fabricação de microchips, que é o seu objetivo criminoso final. Os dois são descobertos e mais uma vez se veem perseguidos por May Day e outros capangas - escapando novamente - que acabam traídos por Zorin, que explode as bombas antes do tempo, inundando a mina com todos dentro.

No fim do filme, Stacey ajuda Bond a liquidar Zorin e seus asseclas sobre a ponte Golden Gate e na cena final são vistos juntos tomando banho na mansão de Sutton através de uma câmera acoplada num carrinho-robô de controle remoto operado por Q para descobrir, de um trailer próximo onde estão os agentes do MI-6, qual era a situação dentro da casa.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «MI-6:Tanya Roberts (Stacey Sutton)». Consultado em 8 de abril de 2011 
  2. a b «filmsite A View to a Kill (1985)». Consultado em 8 de abril de 2011