Oscar Alfredo Cox

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Oscar Cox)
Ir para: navegação, pesquisa
Oscar Cox
Oscar Cox
Oscar Cox
Informações pessoais
Nome completo Oscar Alfredo Sebastião Cox
Data de nasc. 20 de janeiro de 1880
Local de nasc. Rio de Janeiro (RJ), Brasil
Nacionalidade brasileira
inglesa
Falecido em 6 de outubro de 1931 (51 anos)
Informações profissionais
Período em atividade 1902-1910
Posição Presidente / Atacante
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1903-1904
1906-1908
Brasil Fluminense
Brasil Fluminense
4 (0)
5 (0)

Oscar Cox (Rio de Janeiro, 20 de janeiro de 1880Clermont-Ferrand, França, 6 de outubro de 1931), foi o principal dos fundadores do Fluminense Football Club e seu primeiro presidente, de 21 de julho de 1902 a 15 de dezembro de 1903. Foi também jogador do clube carioca.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Oscar Cox era filho de George Emmanuel Cox, cidadão inglês nascido em Guayaquil, Equador, onde seu pai fora vice-cônsul da Inglaterra, e da carioca Minervina Dutra Cox, tendo Oscar nascido no Largo dos Leões, no bairro de Humaitá, na cidade do Rio de Janeiro e tendo também a nacionalidade inglesa. Seu irmão, Edwin Horácio Cox, um exímio driblador, foi considerado o primeiro grande craque tricolor.[2]

George Emmanuel Cox foi um dos fundadores do Rio Cricket e Associação Atlética, clube da colônia inglesa de Niterói e segundo presidente deste clube (1898 - 1907).[3]

Desenvolvimento do futebol do Rio de Janeiro[editar | editar código-fonte]

Chegando ao Brasil em 1897 vindo de Lausanne, na Suíça, onde cursara Humanidades no Colégio La Villa, Oscar Cox maturou por cinco anos sua ideia de formar um time de futebol, esporte quase desconhecido no Rio de Janeiro, embora pelejas isoladas anteriores sem grande repercussão para a organização deste esporte tenham sido realizadas na cidade, o esporte nesta época pelo qual os cariocas eram fascinados era o remo, praticado principalmente na Enseada de Botafogo, e havia alguns outros esportes terrestres que não o futebol.[4]

Ao voltar de Londres em 1901, onde fora passear, Oscar trouxe mais bolas e uma novidade: a grande área, criada naquele ano.

Ainda em 1901, Oscar Cox organiza dois jogos entre cariocas e paulistas, em São Paulo, com resultados de 2 a 2 e 0 a 0, se comprometendo a estimular a criação de outros clubes quando voltasse ao Rio de Janeiro, o que redundaria posteriormente na fundação de vários clubes nesta cidade.

Fundação do Fluminense[editar | editar código-fonte]

Time do Fluminense campeão do primeiro Campeonato Carioca em 1906.

Em 21 de julho de 1902, no Rio de Janeiro, era fundado o Fluminense Football Club. A reunião foi presidida por Manoel Rios e secretariada por Oscar Cox e Américo Couto (que foi também o primeiro goleiro tricolor). Por proposta de João Carlos de Mello e Virgílio Leite, Oscar foi aclamado primeiro presidente do clube, assumindo então os trabalhos e passando Manoel Rios para secretário.[5]

Como jogador, Oscar Cox foi campeão carioca em 1906 e 1908 atuando em cinco partidas, tendo disputado ainda mais quatro partidas amistosas, em 1902 e 1903.[6]

Partiu para Londres, em 1910, definitivamente, tendo recebido no seu embarque uma mensagem de despedida assinada por sócios do Fluminense. Essa mensagem foi encontrada em seus pertences após sua morte, junto ao seguinte texto, escrito por ele: "Cresswell. In case of my death, send to Mario Pollo, secretary of Fluminense F. C. Rio de Janeiro" ("Cresswell. No caso de minha morte, enviar a Mário Pollo, secretário do Fluminense F. C., Rio de Janeiro"). Sua vontade foi atendida.

Morte e homenagens[editar | editar código-fonte]

Após o seu falecimento, Oscar Cox teve seu corpo transladado para o Rio de Janeiro, sendo sepultado no Cemitério de São João Batista (Carneiro Perpétuo 2.068 - Quadra 38), no bairro de Botafogo, em 27 de outubro de 1931.

Em 21 de julho de 1952, nas comemorações do cinquentenário da fundação do Fluminense Football Club, no túmulo de Oscar Cox foi inaugurada uma placa de bronze com a inscrição: "Viver e não deixar uma instituição atrás de si não vale a pena viver. Oscar Cox dirigiu a fundação do Fluminense Football Club, que, no seu Cinquentenário, aqui grava sua gratidão e saudade". Uma homenagem do então presidente do clube, Fábio Carneiro de Mendonça.[7]

A Câmara Municipal do Rio de Janeiro, aprovou no dia 4 de maio de 2017 o nome de Oscar Cox para batizar a rua que dá acesso ao Centro de Treinamento Pedro Antônio.[8]

Referências

  1. HADDAD, Bruno - Site oficial do FFC, Há exatos 135 anos, nasceu Oscar Cox, fundador do Fluminense. página editada em 20 de janeiro de 2015 e disponível em 28 de setembro de 2016.
  2. Livro Rio Cricket e Associação Atlética: mais de um século de paixão pelo esporte, por Patrícia e Vítor Iorio (2008).
  3. IORIO, Patrícia e Vítor. Livro Rio Cricket e Associação Atlética: Mais de um século de paixão pelo esporte, Rio de Janeiro: Independente, 2008.
  4. Livro Fluminense Football Club História, Conquistas e Glórias no Futebol, por Antônio Carlos Napoleão (2003).
  5. Equipe do Flumemória. «A fundação do clube». Site oficial do Fluminense. Consultado em 20 de janeiro de 2014 
  6. LIMA, Ricardo de Freitas. «Jogadores - Letra O - Oscar Cox». Fluzão.info. Consultado em 20 de janeiro de 2014 
  7. Santoro, Carlos (20 de janeiro de 2014). «Hoje, 20 de janeiro, é dia de Oscar Cox, que fundou, em 1902, o Fluminense». Site oficial do Fluminense. Consultado em 20 de janeiro de 2014 
  8. Alves, Leandro (4 de maio de 2017). «Fluminense consegue aval para batizar rua de acesso ao CT com nome de seu fundador». Site Explosão Tricolor. Consultado em 4 de maio de 2017