Piquete

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Piquete de greve.
Piquete
  Município do Brasil  
Pico dos Marins, um dos picos mais altos do estado de São Paulo
Pico dos Marins, um dos picos mais altos do estado de São Paulo
Símbolos
Bandeira de Piquete
Bandeira
Brasão de armas de Piquete
Brasão de armas
Hino
Lema Trabalho em defesa da Pátria
Apelido(s) "Cidade Paisagem"
Gentílico piquetense
Localização
Localização de Piquete em São Paulo
Localização de Piquete em São Paulo
Piquete está localizado em: Brasil
Piquete
Localização de Piquete no Brasil
Mapa de Piquete
Coordenadas 22° 36' 50" S 45° 10' 33" O
País Brasil
Unidade federativa São Paulo
Região intermediária[1] São José dos Campos
Região imediata[1] Guaratinguetá
Região metropolitana Vale do Paraíba e Litoral Norte
Municípios limítrofes Lorena, Cruzeiro, Cachoeira Paulista, Guaratinguetá, Delfim Moreira
Distância até a capital 180 km
História
Fundação 15 de junho de 1891
Emancipação 15 de junho de 1891 (Desmembrada de Lorena)
Aniversário 15 de junho
Administração
Prefeito(a) Ana Maria de Gouvêa (Partido Socialista Brasileiro, 2016 – 2020)
Características geográficas
Área total [2] 175,996 km²
População total (Censo IBGE/2019[2]) 13 657 hab.
Densidade 77,6 hab./km²
Clima Tropical de altitude
Altitude 645 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
CEP 12620-000
Indicadores
IDH (PNUD/2000[3]) 0,801 muito alto
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 83 150,460 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 5 631,21

Piquete é um município brasileiro do estado de São Paulo, na microrregião de Guaratinguetá. Localiza-se a uma latitude 22º36'49" sul e a uma longitude 45º10'34" oeste, estando a uma altitude de 645 metros. Sua população estimada em 2019 era de 13.657 habitantes.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Piquete é conhecida como “Cidade - Paisagem”, graças à sua posição privilegiada no sopé da Serra da Mantiqueira.

Piquete está localizada junto à rodovia Lorena-SP - Itajubá-MG , nasceu com a instalação do Registro de Itajubá, em novembro de 1764, provocando o surgimento, em suas proximidades, de pousos para tropeiros e viajantes.

Aos poucos, moradias e roças despontaram, espalhadas ao longo do caminho, o que suscitou o crescimento espontâneo e a fixação de moradores, originando o bairro do Piquete. Em 1891 era elevada à vila, e em 1915 à cidade. Cresceu pouco, até o século XX, com a chegada da indústria bélica no município.

Em 1906, após a instalação da fábrica de explosivos, foi inaugurada na cidade a estação ferroviária de Rodrigues Alves (homenageando o então Presidente da República na época) pela Estrada de Ferro Lorena-Benfica, que mais tarde passou a ser conhecida como Ramal de Piquete da Estrada de Ferro Central do Brasil[5]. Em 1978, o tráfego de passageiros no ramal foi suspenso pela RFFSA.

  • Adaptação (Fonte: Fundação Christiano Rosa - FCR, Piquete-SP)

Brasão[editar | editar código-fonte]

Escudo redondo, português, tradicional, lembrando nossa origem lusitana, encimado por quatro torres, símbolo da autonomia municipalista.

O campo azul significa a serenidade do povo e também o excelente clima da região.

O perfil do Pico dos Marins lembra a epopeia das Bandeiras que atravessavam a Serra da Mantiqueira.

O braço armado de adaga voltada para baixo e o escudo com a cruz episcopal de Lorena representa o padroeiro São Miguel.

A roda dentada, sobreposta a um canhão, lembra a fábrica de explosivos.

Ramos de café lembram o passado da riqueza agrícola.

A divisa em latim, Labor Pro Tuenda Patria, significa Trabalho em Defesa da Pátria.

Bandeira[editar | editar código-fonte]

O Brasão representa o governo municipal e o triângulo isósceles amarelo simboliza a glória, esplendor, grandeza, riqueza e a soberania do município.

As faixas amarelas carregadas de sobre-faixas verdes, representam a irradiação do Poder Municipal.

A cor verde é símbolo de honra, civilidade, cortesia, abundância, alegria - é a cor simbólica da esperança.

As faixas azuis representam as propriedades rurais. A cor azul é símbolo de justiça, nobreza, perseverança zelo e lealdade.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Possui uma área de 176,32 km².

A densidade demográfica é de 87,52 hab/km².

Os municípios limítrofes são Delfim Moreira e Marmelópolis a noroeste e norte, Cruzeiro a leste, Cachoeira Paulista a sudeste, Lorena a sul e Guaratinguetá a sudoeste.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2000

População total: 15.200

  • Urbana: 14.209
  • Rural: 991
  • Homens: 7.429
  • Mulheres: 7.771

Densidade demográfica (hab./km²): 86,41

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 14,38

Expectativa de vida (anos): 72,03

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 1,98

Taxa de alfabetização: 93,05%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,801

  • IDH-M Renda: 0,717
  • IDH-M Longevidade: 0,784
  • IDH-M Educação: 0,901

(Fonte: IPEADATA)

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

  • Rio Piquete é formado pelos Ribeirões Sertão e Benfica, desemboca no Rio Paraíba do Sul em Cachoeira Paulista.
  • Ribeirão Sertão Nasce na Serra da Mantiqueira e desemboca no Rio Piquete em frente a rodoviária de Piquete.
  • Ribeirão Benfica Nasce na Serra da Mantiqueira e desemboca no Rio Piquete em frente a rodoviária de Piquete.
  • Ribeirão Passa Quatro Nasce na Serra da Mantiqueira e desemboca no Rio Piquete na divisa com Cachoeira Paulista.
  • Ribeirão Limeira Nasce na Serra da Mantiqueira e desemboca no Rio Paraíba do Sul em Lorena atrás do campus da USP.
  • Ribeirão Itabaquara Nasce na Serra da Mantiqueira e desemboca no Rio Piquete.
  • Ribeirão Jaracatiá Nasce na Serra da Mantiqueira e desemboca no Rio Piquete.

Pontos culminantes (Serra da Mantiqueira)[editar | editar código-fonte]

Trecho da Serra da Mantiqueira em Piquete

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Distâncias[editar | editar código-fonte]

Comunicações[editar | editar código-fonte]

A cidade era atendida pela Companhia de Telecomunicações do Estado de São Paulo (COTESP), que construiu em 1974 a central telefônica que é utilizada até os dias atuais. Em 1975 passou a ser atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP)[6], até que em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica. Em 2012 a empresa adotou a marca Vivo para suas operações de telefonia fixa[7][8][9][10].

Turismo (Ecológico, de Aventura e Histórico)[editar | editar código-fonte]

Piquete possui uma curiosidade turística.

Para aqueles que procuram um recanto agradável para seu descanso e tranqüilidade, a cidade oferece além do clima puro e ameno das montanhas, trilhas em plena Mata Atlântica, banhos de cachoeiras e em piscinas naturais, saudáveis caminhadas em pequenos riachos de águas cristalinas, pesca em diversos pesque-pague, caminhadas em trilhas abertas por tropeiros no século XVIII, visitas a históricas fazendas cafeeiras da época dos Barões do Café, além de uma deliciosa culinária tropeira e de um saboroso "café da roça".

Mas para os que procuram emoções fortes e aventuras, os encantos da serra permitem a prática de diversos esportes como: montanhismo, trekking, saltos de asa delta e paraglider, MotoCross, Off-Road, cavalgadas, rapel, ciclismo (mountain bike e downhill).

Administração Municipal[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  2. a b c «Censo Populacional 2014». Censo Populacional 2014. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2019 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  5. «Piquete -- Estações Ferroviárias do Estado de São Paulo». www.estacoesferroviarias.com.br. Consultado em 2 de outubro de 2018 
  6. «Área de atuação da Telesp em São Paulo». Página Oficial da Telesp (arquivada) 
  7. «Telesp vai servir mais 86 cidades do estado». Acervo Folha de São Paulo 
  8. «Patrimônio da COTESP incorporado pela TELESP» (PDF). Diário Oficial do Estado de São Paulo 
  9. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  10. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 
  11. O Vale (13 de junho de 2018). «Prefeita de Piquete tem mandato cassado». Consultado em 14 de junho de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]