Pluto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2012). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Pluto
Nome original (em inglês) Pluto
Origem Patópolis, Calisota, EUA
Sexo Masculino
Características Fiel
Actividade(s) nenhuma
Amigo(s) Mickey Mouse
Inimigo(s) Cãozarrão
Criado por Walt Disney
Série Mickey Mouse
Projecto Banda desenhada  · Portal Disney

Pluto é um personagem da Disney, idealizado como um cão da raça bloodhound, que é o mascote do personagem Mickey. Destrambelhado, sempre arranja muita confusão, mas no fim acaba ajudando seu dono a desvendar alguns mistérios.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Inicialmente, Pluto não era o mascote de Mickey, mas sim de sua namorada, Minnie. O cão, treinado para caça, era chamado inicialmente de Rover, mas a esposa de Walt Disney (este o criador da personagem) sugeriu uma mudança de nome, aproveitando a recém descoberta de Plutão.

A personagem apareceu em mais de 50 episódios de desenhos da Disney, desde sua primeira aparição, em 1930, no cartoon "The Chain Gang". Pluto cativou adultos e crianças com sua personalidade quase humana, e mesmo que sua aparência tenha mudado desde os primeiros episódios, ele sempre salvou seu dono de perigos.

Assim como acontece com outros personagens longevos, a origem de Pluto gera controvérsias. Alguns especialistas apontam 1930 como seu ano de criação, enquanto outros adotam 1931. Depende do ponto de vista: foi em 1930 que o sabujo apareceu pela primeira vez num desenho dos Estúdios Disney. Aliás, eram dois sabujos. Em setembro daquele ano, em The Chain Gang (Os Prisioneiros), Mickey foi caçado por João Bafo-de-Onça, que contou com a ajuda de dois cães idênticos. Um mês depois, apenas um dos cachorros voltou em The Picnic (O Piquenique). Batizado de Rover, ele foi apresentado como o animal de estimação da Minnie. Somente em maio de 1931, na animação The Moose Hunt (A Caça ao Alce), o cãozinho apareceu como a mascote do Mickey e com o nome de Pluto - escolhido pelo próprio Walt Disney. A primeira aparição solo de Pluto, foi em 1932 no curta-metragem, Just Dogs da série Silly Symphonies.

A carreira cinematográfica de Pluto inclui aparições em mais de 100 filmes, em sua maioria curtas de 7 minutos cada. Além de contracenar com o dono, em diversas oportunidades ele dividiu a tela com Donald, Pateta, os esquilos Tico e Teco, o gatinho Fígaro (do longa-metragem Pinóquio) e uma infinidade de bichanos destinados a torrar a paciência dele. Além disso, Pluto pode se gabar por guardar um Oscar em sua casinha - o desenho Lend a Paw (Me Dê uma Pata, de 1941), protagonizado por ele, ganhou o prêmio de Melhor Curta de Animação A primeira história em quadrinhos de Pluto foi "Pluto the Pup", de 8 de julho de 1931, com desenhos de Floyd Gottfredson e Al Taliaferro. Esta história foi publicada no Brasil, somente em 2006, na revista "Aventuras Disney" 16, com o título "Pluto, O Cãozinho".[1]

A primeira história criada no Brasil foi "Natal De Fechar O Comércio", publicada na revista "Zé Carioca" 893, de 1968. História esta que também foi publicada na Grécia e na Itália.[2]

Na HQ "O Pequeno Herói", de Paul Murry, é mostrado o filho de Pluto, chamado de Pluto Júnior. [3]

Cinema[editar | editar código-fonte]

A carreira cinematográfica de Pluto inclui aparições em mais de 100 filmes, em sua maioria curtas de 7 minutos cada. Além de contracenar com o dono, em diversas oportunidades ele dividiu a tela com Donald, Pateta, os esquilos Tico e Teco, o gatinho Fígaro (do longa-metragem Pinóquio) e uma infinidade de bichanos destinados a torrar a paciência dele. Além disso, Pluto pode se gabar por guardar um Oscar em sua casinha - o desenho Lend a Paw (Me Dê uma Pata, de 1941), protagonizado por ele, ganhou o prêmio de Melhor Curta de Animação.

Referências

  1. Inducks. Visitado em 03/01/2011.
  2. Inducks. Visitado em 03/01/2011.
  3. Inducks. Visitado em 10/08/2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]