Prêmio Emmy Internacional de melhor atriz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Emmy Internacional de melhor atriz
Descrição Melhor performance por uma atriz
Apresentação IATAS
País  Estados Unidos
Primeira cerimónia 2005
Última cerimónia 2020
Detentor Reino Unido Glenda Jackson, por

Elizabeth Is Missing

Sítio oficial

O Emmy Internacional de melhor atriz (original em inglês: International Emmy Award for Best Performance by an Actress) é um dos prêmios entregues pela Academia Internacional das Artes & Ciências Televisivas, e que premia atrizes fora dos Estados Unidos. A cerimônia acontece na cidade de Nova York.

Regras e Regulamentos[editar | editar código-fonte]

O Emmy Internacional de melhor atriz é destinado ao desempenho feminino em um programa de ficção feito para a televisão (pode ser filme, mini-série, drama, telenovela ou série de comédia).[1] Pelas regras da Academia Internacional, apenas os desempenhos de um programa inscrito na competição são elegíveis. A mesma intérprete pode ser apresentada para produções diferentes, como submissões separadas. Também podem ser apresentadas mais de uma performance feminina da mesma produção. O artista intérprete ou executante deve aparecer em pelo menos 10% do tempo total de exibição do episódio apresentado para ser elegível. Se o desempenho for parte de uma série, apenas um (1) episódio deve ter sua primeira transmissão dentro das datas de elegibilidade listadas.

História[editar | editar código-fonte]

A primeira contemplada com a estatueta foi a chinesa He Lin por Slave Mother, um telefilme produzido pelo canal CCTV6.[2] A holandesa Maryam Hassouni venceu em 2006, por sua performance como Laila al Gatawi em Offers, um thriller de drama dirigido por Dana Nechushtan.

Em 2007, o Emmy Internacional de melhor atriz foi para a francesa Muriel Robin por seu papel como Marie Besnard no telefilme belga-francês Marie Besnard, l'empoisonneuse.[3]

As britânicas Lucy Cohu, Julie Walters e Helena Bonham Carter ganharam nos anos subsequentes, Walters é a única atriz a vencer duas vezes o prêmio, em 2009 como Anne Turner em Escolha de Vida, repetindo o feito em 2011 por seu desempenho no telefilme Mo, que conta a história de vida da parlamentar do Partido Trabalhista Mo Mowlam.[4]

O primeiro Emmy de melhor atriz para a América Latina foi vencido por Cristina Banegas da Argentina por seu papel na minissérie Televisión por la Inclusión.[5] Seguida pela brasileira Fernanda Montenegro em 2013.[6]

Em 2014, a holandesa Bianca Krijgsman foi premiada por seu desempenho em Um Novo Mundo.[7] A norueguesa Anneke von der Lippe venceu o Emmy 2015 por seu papel em Øyevitne, ela já havia recebido uma indicação ao prêmio em 2005 por sua atuação na minissérie Ved Kongens Bord, mas perdeu na ocasião para a chinesa He Lin.[8]

A atual detentora do prêmio é húngara Marina Gera.

Vencedores[editar | editar código-fonte]

Ano Vencedora Título País
2005[9] He Lin Slave Mother  China
Anneke von der Lippe Ved kongens bord  Noruega
Carolina Oliveira Hoje É Dia de Maria  Brasil
Catherine Tate The Catherine Tate Show  Reino Unido
2006[10] Maryam Hassouni Offers  Holanda
Heike Makatsch Margarete Steiff – A Story of Courage  Alemanha
Imelda Staunton My Family and Other Animals  Reino Unido
Lucy Cohu The Queen's Sister  Reino Unido
2007[11] Muriel Robin The Poisoner  França
Lília Cabral Páginas da Vida  Brasil
Brenda Ngxoli Home Affairs  África do Sul
Victoria Wood Housewife, 49  Reino Unido
2008[12] Lucy Cohu Forgiven  Reino Unido
Irene Ravache Eterna Magia  Brasil
Sofie Gråbøl The Killing – História de um Assassinato  Dinamarca
Zhibo Yuan Wait for the Birth of the Husband  China
2009[13] Julie Walters A Short Stay in Switzerland  Reino Unido
Cecilia Suárez Capadocia  México
Angel Locsin Lobo Filipinas
Emma de Caunes Rien dans les poches  França
2010[14] Helena Bonham Carter Enid  Reino Unido
Lília Cabral Viver a Vida  Brasil
Iris Berben Krupp  Alemanha
Lerato Mvelase Home Affairs  África do Sul
2011[15] Julie Walters Mo  Reino Unido
Adriana Esteves Dalva e Herivelto: uma Canção de Amor  Brasil
Noomi Rapace Millennium  Suécia
Athena Chu A Wall-less World  Hong Kong
2012[16] Cristina Banegas Televisión por la inclusión  Argentina
Sidse Babett Knudsen Borgen  Dinamarca
Rina Sa Zhong guo di  China
Joanna Vanderham The Runaway  Reino Unido
2013[17] Fernanda Montenegro[18] Doce de Mãe  Brasil
Sun Li The Legend of Zhen Huan  China
Sheridan Smith Mrs Biggs  Reino Unido
Lotta Tejle 30 Degrees In February  Suécia
2014[19] Bianca Krijgsman De Nieuwe Wereld  Países Baixos
Tuba Büyüküstün 20 Dakika  Turquia
Olivia Colman Broadchurch  Reino Unido
Romina Gaetani Televisión por la justicia  Argentina
2015[20] Anneke von der Lippe Eyewitness  Noruega
Fernanda Montenegro Sweet Mother  Brasil
Sheridan Smith Cilla  Reino Unido
2016 Christiane Paul Unterm Radar  Alemanha
Grazi Massafera Verdades Secretas  Brasil
Jodi Sta. Maria A Promessa  Filipinas
Judi Dench Roald Dahl's Esio Trot  Reino Unido
2017[21] Anna Friel Marcella  Reino Unido
Adriana Esteves Justiça  Brasil
Sonja Gerhardt Ku'damm 56  Alemanha
Thuso Mbedu Is'Thunzi  África do Sul
2018 Anna Schudt Ein Schnupfen hätte auch gereicht  Alemanha
Thuso Mbedu Is'Thunzi  África do Sul
Emily Watson Apple Tree Yard  Reino Unido
Denise Weinberg Psi  Brasil
2019 Marina Gera Eternal Winter  Hungria
Radhika Apte Lust Stories  Índia
Jenna Coleman The Cry  Reino Unido
Marjorie Estiano Sob Pressão  Brasil
2020 Glenda Jackson Elizabeth Is Missing  Reino Unido
Emma Bading por Play  Alemanha
Andrea Beltrão por Hebe  Brasil
Yeo Yann Yann por Invisible Stories  Singapura

Múltiplas vitórias[editar | editar código-fonte]

Por atriz
N.º de vitórias Atriz
2 Julie Walters
Por país
N.º de vitórias País
5
 Reino Unido
2
 Alemanha
2
 Holanda

Referências

  1. «The 45th International Emmy® Awards Competition is now open» (PDF). International Academy of Television Arts & Sciences. Consultado em 23 de dezembro de 2016 
  2. «Chinese actress wins Emmy Awards». China Daily. 22 de novembro de 2005. Consultado em 30 de outubro de 2015 
  3. «Muriel Robin gagne un Emmy Award» (em francês). Le Figaro. 20 de novembro de 2007. Consultado em 30 de outubro de 2015 
  4. «Julie Walters wins Emmy award for portrayal of Mo Mowlam» (em inglês). BBC News. 22 de novembro de 2011. Consultado em 6 de abril de 2015 
  5. «Cristina Banegas durante la entrega de los Premios Emmy» (em espanhol). Clarín. 20 de novembro de 2012. Consultado em 6 de abril de 2015 
  6. «Fernanda Montenegro vence Emmy Internacional de melhor atriz». Folha de S.Paulo. 26 de novembro de 2013. Consultado em 6 de abril de 2015 
  7. «Emmy Award voor Bianca Krijgsman». nos.nl/. Consultado em 1 de janeiro de 2015 
  8. Anneke von der Lippe overveldet over Emmy-heder
  9. «Emmy Internacional não premia indicados brasileiros». Uol. 22 de novembro de 2005 
  10. «BRASIL E ALEMANHA LIDERAM INDICAÇÕES AO EMMY INTERNACIONAL». G1. 9 de outubro de 2008 
  11. «Brasil na briga pelo Emmy». Diário do Nordeste. 19 de novembro de 2007 
  12. «Pedro Cardoso e Irene Ravache concorrem ao Emmy». Folha de S.Paulo. 13 de outubro de 2008 
  13. «International Emmy nominees for 2009». Veja. 5 de outubro de 2009 
  14. «International Emmy nominees for 2010». Veja. 4 de outubro de 2010 
  15. «International Emmy nominees for 2011». Veja. 3 de outubro de 2011 
  16. «International Emmy nominees for 2012». Veja. 8 de outubro de 2012 
  17. «International Emmy nominees for 2013». Veja. 7 de outubro de 2013 
  18. «Sean Bean, Fernanda Montenegro take acting awards at International Emmys; J.J. Abrams honoured». Associated Press. 25 de novembro de 2013 
  19. «International Emmy nominees for 2014». International Academy of Television Arts & Sciences. 13 de outubro de 2014 
  20. «Fernanda Montenegro é indicada ao Emmy por série da TV Globo». El País. 5 de outubro de 2015 
  21. «Kenneth Branagh, Anna Friel Receive International Emmy Nominations». Variety. 4 de outubro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]