Regina Rheda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Regina Rheda (Santa Cruz do Rio Pardo, 1957) é uma escritora brasileira de romances e contos. Sua prosa abrange temas urbanos, migração transnacional, luta de classes e direitos animais. Analistas têm apontado originalidade e ironia em sua obra. Antes de tornar-se escritora, ela trabalhou com cinema, video e televisão, tendo contribuído para iniciar o "boom do curta-metragem brasileiro" como realizadora das premiadas neochanchadas musicais "Fuzarca" no Paraíso e Folguedos no Firmamento (este último sobre a aviadora brasileira Ada Rogato), além de outros curtas. Ganhou um prêmio Jabuti (1995) com sua primeira antologia de contos, intitulada Arca sem Noé - Histórias do Edifício Copan, que depois foi traduzida para o inglês como Stories From the Copan Building e publicada no volume First World Third Class and Other Tales of the Global Mix (University of Texas Press, 2005). Esse volume também contém a tradução de seu romance Pau-de-arara classe turística e de outros contos, além de um que foi escrito em inglês. Seu romance Humana festa (Record, 2008) foi exaltado pelo seu pioneirismo temático, pois aborda a abolição total da exploração animal, ou veganismo, como tema principal. A ficção de Rheda tem interessado scholars ligados à literatura brasileira, literatura interamericana, literatura latino-americana, literatura feita por mulheres, pós-humanismo, ecocrítica e veganismo. Ela mora nos Estados Unidos desde 1999.

Obras[editar | editar código-fonte]

Romances e livros de contos[editar | editar código-fonte]

  • Arca sem Noé - Histórias do Edifício Copan. (Contos). Rio: Record, 2010, segunda edição. ISBN 978-85-01-08766-9. A primeira edição é de 1994.
  • Pau-de-arara classe turística. (Romance). Segunda edição em formato e-book em 2013. ISBN 978-0-615-75095-8. A primeira edição é de 1996, pela Record.
  • Amor sem-vergonha. (Contos). Rio de Janeiro: Record, 1997. ISBN 85-01-04600-0.
  • Livro que vende. (Romance). São Paulo: Altana, 2003. ISBN 85-87770-20-9.
  • Humana festa. (Romance). São Paulo: Record, 2008. ISBN 978-85-01-08116-2.

Livro infantil[editar | editar código-fonte]

  • A astrobolha de sabão. Texto de Regina Rheda e ilustrações de Ana Mara Abreu. São Paulo: Editora Rios, 1983.

Participação em coletâneas de vários autores[editar | editar código-fonte]

  • "O santuário". (Conto). Em Pátria estranha. São Paulo: Nova Alexandria, 2002. ISBN 85-7492-029-0
  • "Dona Carminda e o príncipe". (Conto). Em Histórias dos tempos de escola. São Paulo: Nova Alexandria, 2002. ISBN 85-7492-051-7
  • "A frente". (Conto). Em Mais trinta mulheres que estão fazendo a nova literatura brasileira. Rio: Record, 2005. ISBN 85-01-07194-3
  • "The Sanctuary". (Tradução do conto "O santuário". Trad. Charles A. Perrone.). Em Luso-American Literature: Writings by Portuguese-Speaking Authors in North America. New Brunswick: Rutgers University Press, 2011. ISBN 978-0-8135-5058-9
  • "O mau vizinho". (No original em português, e em tradução para o inglês de Adria Frizzi e REYoung). Em Contrapuntos II. E-book. Digitus Indie Publishers, 2014.
  • "Falta d'água". Em Crônicas Brasileiras: a Reader. University Press of Florida, 2014.

Obras traduzidas para outros idiomas[editar | editar código-fonte]

  • First World Third Class and Other Tales of the Global Mix. (Volume com a tradução para o inglês dos livros Arca sem Noé - histórias do edifício Copan e Pau-de-arara classe turística, e dos contos "A princesa encantada" e "O santuário", contendo também o conto "A frente", que foi escrito originalmente em inglês). Austin: University of Texas Press, 2005. Tradutores: Charles A. Perrone, Adria Frizzi, REYoung e David Coles. ISBN 0-292-70699-5
  • "Miss Carminda and the Prince". (Versão em inglês do conto "Dona Carminda e o príncipe"). Revista Meridians: Feminism, Race, Transnationalism. Smith College/Indiana University Press, outono de 2004. Tradução: Lydia Billon.

"Dona Carminda e o príncipe" também está publicado em croata (tradução: Jelena Bulic) na revista literária Sic (Universidade de Zadar).

  • "The Sanctuary". (Tradução para o inglês do conto "O Santuário"). Republicado na antologia Luso-American Literature: Writings by Portuguese-Speaking Authors in North America. New Brunswick: Rutgers University Press, 2011. ISBN 978-0-8135-5058-9
  • Humana Festa, a Novel. (Tradução para o inglês do romance Humana festa). Columbus: Zip/EP, 2012. Tradutor: Charles A. Perrone. ISBN 978-1-934849-96-5

Tradução[editar | editar código-fonte]

  • Jaulas vazias - encarando o desafio dos direitos animais (Empty Cages), de Tom Regan. Porto Alegre: Lugano, 2006.
  • Introdução aos direitos animais: seu filho ou o cachorro? (Introduction to Animal Rights: Your Child or the Dog?), de Gary L. Francione. Campinas: Editora da Unicamp, 2013. ISBN 978-85-268-0997-0

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Maria Cláudia André e Eva Paulino Bueno, editoras. Latin American Women Writers: An Encyclopedia. New York: Routledge, 2008.
  • Earl E. Fitz and Elizabeth Lowe. Translation and the Rise of Inter-American Literature. University Press of Florida, 2007.
  • Earl E. Fitz. Inter-American Literature: A Concise History. The Scholar Collection, 2012. (473 pp.) www.academicpub.com
  • Coelho, Nelly Novaes. Dicionário crítico de escritoras brasileiras 1711-2001. São Paulo: Escrituras, 2002. p. 559.
  • David William Foster. "Days and Nights at the Copan: Regina Rheda's Arca sem Noé". In Tradições portuguesas/Portuguese Traditions: In Honor of Claude L. Hulet. Edited by Frank Fagundes and Irene Maria F. Blayer.San Jose, Calif.: Portuguese Heritage Publications of California, 2007. 121-29.
  • Prêmio Jabuti: 50 anos. São Paulo: Câmara Brasileira do Livro: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2008. [ISBN 978-85-7060-647-I]
  • Kathy S. Leonard. Latin American Women Writers. Scarecrow Press, 2007. [ISBN 0810860155]
  • Jairo Ferreira. Cinema de Invenção. Editora Max Limonad e Embrafilme, 1986.
  • David William Foster. São Paulo: Perspectives on the City and Cultural Production. University Press of Florida, 2011.
  • Alexandra Isfahani-Hammond. "Humana festa: zoo-romance interamericano e pós-escravista de Regina Rheda". In Pensar/escrever o animal: ensaios de zoopoética e biopolítica. Org.: Maria Esther Maciel. Santa Catarina: Editora UFSC, 2011.
  • Maria Esther Maciel. Literatura e Animalidade. Editora Civilização Brasileira, 2016.
  • IPTV USP. Galeria. Curta-metragem "Fuzarca" no paraíso.
  • Sic Literary Journal (University of Zadar, Croatia).
  • YouTube. Cinco (5) curtas-metragens e vídeos de Regina Rheda (1980-89).
  • Cinemateca Brasileira: Regina Rheda.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.