Ri Sol-ju

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ri Sol-ju
리설주
Ri durante a conferência intercoreana de 2018
Primeira-dama da Coreia do Norte
Período 15 de abril de 2018
até a atualidade
Líder Supremo Kim Jong-un
Antecessor Kim Song-ae
Dados pessoais
Nascimento 1989 (31–32 anos)
Coreia do Norte
Nacionalidade norte-coreana
Alma mater Universidade Kim Il-sung[1]
Cônjuge Kim Jong-un (c. 2009)
Filhos Kim Ju-ae e possivelmente outros dois
Ri Sol-ju
Nome em coreano
Hangul 리설주[2]
Hanja 李雪主[3]
Romanização revisada Ri Seol-ju
McCune-Reischauer Ri Sŏlju
Este é um nome coreano; o nome de família é Ri.

Ri Sol-ju (em coreano: 리설주; hanja: 李雪主; Coreia do Norte, c. 1989)[2][4] é esposa do líder supremo norte-coreano Kim Jong-un[5] e por consequência a primeira-dama da Coreia do Norte.

O líder norte-coreano Kim Jong-un e sua família foram caracterizados como "secretos",[6] pouco se sabe sobre Ri Sol-ju das fontes oficiais norte-coreanas, embora ela tenha recebido uma cobertura mais especulativa no exterior.[7] Ela apareceu várias vezes em público com o marido. Em abril de 2018 seu título foi elevado na mídia estatal de apenas "camarada" para "respeitada primeira-dama", considerada uma honra significativa e a primeira vez que o título foi usado desde 1974.[8]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Início de vida[editar | editar código-fonte]

Sabe-se muito pouco sobre a origem de Ri; alguns analistas até dizem que seu nome "quase certamente é um pseudônimo".[1] Seu ano de nascimento relatado é variado entre 1985 e 1989.[1][4][9] A família de Ri é supostamente da elite política; sua mãe é chefe de uma enfermaria de ginecologia e seu pai é professor.[1][10] É dito que ela se formou na Geumsung 2 Middle School, em Pyongyang, e estudou música vocal na China.[4] Acredita-se que ela é parente de Ri Pyong-chol, um ex-general da força aérea e conselheiro próximo de Kim Jong-un.[11] O jornal JoongAng Ilbo e outros comentaristas identificaram Ri como cantora na Orquestra Unhasu de Pyongyang. Esta orquestra já fez várias apresentações no exterior.[10][12][13][14] As autoridades norte-coreanas estão supostamente "tentando apagar seu passado como artista e cantora confiscando CDs populares piratas de suas performances",[15] como um em que ela canta a música "Sobaeksu".[16] Ela é supostamente uma estudante de graduação na Universidade Kim Il-sung, cursando doutorado em ciências.[1]

Ri teria visitado a Coreia do Sul em 2005, como animadora de torcida da equipe norte-coreana durante o Campeonato Asiático de Atletismo de 2005.[4][10][17] Dizia-se que ela estava entre as 90 líderes de torcida que gritavam a frase "Somos um!".[4] Ri teria dito a um professor sul-coreano durante a viagem: "Queremos ter aulas com os professores do sul depois de nos reunirmos o mais rápido possível".[17]

Casamento[editar | editar código-fonte]

A BBC, citando um analista que conversou com o jornal sul-coreano The Korea Times, informou que o pai de Kim, Kim Jong-il, havia organizado o casamento de Kim e Ri às pressas antes de sofrer um derrame em 2008. Os dois teriam se casado em 2009.[18][19][20]

Ri possivelmente teve um filho em 2010; fontes relataram que foi um menino.[18][19][21]

Em dezembro de 2012, foi relatado que Ri estava visivelmente grávida, embora as autoridades norte-coreanas não tivessem comentado sobre. Em março de 2013, o ex-jogador de basquete da NBA Dennis Rodman visitou Kim Jong-un na Coreia do Norte e ao voltar, contou ao tabloide britânico The Sun que Ri havia dado à luz a uma filha saudável.[22][20] Rodman disse ao The Guardian em setembro de 2013 que o filho do casal era uma menina e se chama Kim Ju-ae (coreano: 김주애).[19]

Autoridades de inteligência sul-coreanas relataram que Ri deu à luz um terceiro filho de sexo desconhecido em fevereiro de 2017.[19]

Primeira-dama da Coreia do Norte[editar | editar código-fonte]

Ri Sol-ju em 2018

Em 2012, especulações sobre sua identidade começaram depois de várias aparições públicas ao lado de Kim Jong-un. Oficiais de inteligência da Coreia do Sul inicialmente identificaram-na como Hyon Song-wol, uma antiga cantora do grupo de orquestra Pochonbo Electronic Ensemble.[23][24] No entanto, em 25 de julho de 2012, a mídia estatal norte-coreana oficialmente identificou-a como "sua esposa, a camarada Ri Sol-ju".[1] O anúncio do casamento marcou uma mudança em relação ao pai de Kim, Kim Jong-il, que nunca apresentou suas esposas ao público.[5]

Em julho de 2012, em um show de gala da elite na Coreia do Norte, Ri estava elegantemente "vestida com um terno preto elegante na tradição Chanel", considerado incomum para as mulheres norte-coreanas.[5] Juntamente com outras mudanças recentes no governo, como a demissão de um alto general da linha-dura, o casamento de Kim Jong-un é visto pelos analistas como "uma continuação do que é uma mudança de política, uma ofensiva de propaganda ou ambas".[5] Segundo especialistas, as aparições de Ri Sol-Ju teriam o objetivo de impulsar uma gradual abertura do regime norte-coreano, o mais fechado do mundo.[25][26] O jornal britânico The Guardian chamou-a de "Kate Middleton comunista".[27]

Em setembro de 2012, Kenji Fujimoto, ex-chef de sushi pessoal de Kim Jong-il, disse que conheceu Ri em uma recente viagem à Coreia do Norte. Ele a descreveu como "tão encantadora ... não posso descrever a voz dela, é tão suave...".[28][29] Como presente de despedida, Ri deu a Fujimoto uma bolsa Christian Dior, que Ri havia sido vista usando anteriormente.[30][31]

De 2012 a 2014, Ri apareceu ocasionalmente na mídia norte-coreana, acompanhando o marido em eventos, mas ela foi vista raramente posteriormente.[32] Entre março e dezembro de 2016, Ri Sol-Ju não participou de nenhum evento público, o que gerou uma série de especulações de que a esposa do Líder Supremo poderia estar novamente grávida, caído em depressão ou até mesmo tivesse sido condenada à morte.[33] O casal foi visto junto novamente durante manobras da Força Aérea da Coreia do Norte.[34][35] Ri teve longos períodos fora da vista do público em 2015, 2016 e 2017.[36][37][38][39]

Em 2018 Ri assumiu um papel diplomático. Em março de 2018 ela visitou a China com seu marido, encontrando o líder político da China Xi Jinping e sua esposa Peng Liyuan.[40] A despeito de sempre exercer funções típicas de primeira-dama, somente em abril de 2018, antes da conferência intercoreana de 2018, foi reconhecida como tal, após receber o título de seu marido. O título de Ri foi elevado a "respeitada primeira-dama" (até então ela era denominada de "camarada"),[41][42] pela primeira vez desde 1974, onde o título era usado na Coreia do Norte pela segunda esposa de Kim Il-sung, Kim Song-ae.[43][44] A mudança de título foi inaugurada em uma reportagem lida pela estrela âncora Ri Chun-hee, que costuma fazer grandes anúncios.[8] Ri participou da cúpula, a primeira esposa de um líder norte-coreano a participar de uma, e conheceu a primeira-dama da Coreia do Sul, Kim Jeong-suk, pela primeira vez.[45] Ri também ajudou a sediar a visita de Xi Jinping e sua esposa Peng Liyuan à Coreia do Norte em junho de 2019.

Referências

  1. a b c d e f Nate Thayer (26 de julho de 2012). «North Korea IDs Mystery Woman as Kim Jong-Un's Wife—But Who Is She, Really?». The Daily Beast (em inglês). Consultado em 29 de dezembro de 2016 
  2. a b Jeong, Yoo-hyun (26 de julho de 2012). «北김정은 옆 그녀들, 전부다 부인 '리설주'? - 머니투데이 뉴스». 머니투데이 뉴스 (em coreano). Consultado em 29 de dezembro de 2016 
  3. «观看牡丹峰乐团新作音乐会». 내나라. 4 de setembro de 2014. Consultado em 4 de setembro de 2014. Arquivado do original em 16 de outubro de 2014 
  4. a b c d e Cho, Joohee (26 de julho de 2012). «North Korea's First Lady Was Cheerleader, Ditches Drab Outfits». ABC News (em inglês). Consultado em 29 de dezembro de 2016 
  5. a b c d Sang-Hun, Choe (25 de julho de 2012). «That Mystery Woman in North Korea? Turns Out She's the First Lady». The New York Times (em inglês). Consultado em 13 de maio de 2020 
  6. «North Korea's secretive 'first family'». BBC News (em inglês). 15 de fevereiro de 2007. Consultado em 14 de maio de 2020 
  7. «Ri Sol-ju had 'past'». Korea Times (em inglês). 13 de fevereiro de 2014. Consultado em 29 de dezembro de 2016. Cópia arquivada em 4 de março de 2016 
  8. a b «Kim Jong-un elevates wife to position of North Korea's first lady». The Guardian (em inglês). 19 de abril de 2018. Consultado em 14 de maio de 2020 
  9. «N. Korean leader's wife visited S. Korea in 2005: spy agency». Yonhap (em inglês). 26 de julho de 2012. Consultado em 14 de maio de 2020. Arquivado do original em 30 de março de 2018 
  10. a b c Kwon, KJ; Lai, Alexis (26 de julho de 2012). «Kim Jong Un married in 2009, according to intelligence service». CNN. Consultado em 15 de maio de 2020 
  11. O'Connor, Tom (27 de setembro de 2017). «Meet Ri Sol Ju, wife of Kim Jong Un and first lady of North Korea». Newsweek (em inglês). Consultado em 14 de maio de 2020 
  12. «North Korea's 'first lady' debut highlights secrecy». RNW Media. Consultado em 15 de maio de 2020. Arquivado do original em 29 de agosto de 2017 
  13. Kokita, Kiyohito (7 de setembro de 2012). «Kim Jong Un's wife shined before marriage as a singer». Asahi Shimbun. Consultado em 15 de maio de 2020. Arquivado do original em 1 de novembro de 2012. (pede registo (ajuda)) 
  14. «Kim Jong-un picked out his wife Ri Sol-ju as she sang during a concert performance». The Australian. 26 de junho de 2012. Consultado em 15 de maio de 2020. Arquivado do original em 26 de julho de 2012 
  15. «N.Korea Squanders Millions on Kim Family Cult». The Chosun Ilbo (em inglês). 30 de outubro de 2012. Consultado em 15 de maio de 2020 
  16. Taylor, Adam (21 de setembro de 2012). «Kim Jong-un Is Trying To Erase His Wife's Popstar Past». Business Insider. Consultado em 15 de maio de 2020 
  17. a b Park, Ju-min (26 de julho de 2012). «North Korea leader's wife can teach him about the enemy». Reuters (em inglês). Consultado em 15 de maio de 2020 
  18. a b «NK leader's marriage confirmed». BBC (em inglês). 26 de julho de 2012. Consultado em 15 de maio de 2020 
  19. a b c d «Meet North Korea's first family». BBC (em inglês). 7 de fevereiro de 2018. Consultado em 15 de maio de 2020 
  20. a b «Norte-coreano Kim Jong-un tem uma filha, diz ex-astro do basquete». Terra. Consultado em 15 de maio de 2020 
  21. O'Connor, Tom (30 de dezembro de 2017). «Who are Kim Jong Un's children and does North Korea have an heir?». Newsweek (em inglês). Consultado em 15 de maio de 2020 
  22. Yong-soo, Lee (20 de março de 2013). «Kim Jong-un 'Has a Little Daughter'». The Chosun Ilbo (em inglês). Consultado em 15 de maio de 2020 
  23. «Mulher de Kim Jong-Un é cantora e tem 23 anos - Revista VEJA» 
  24. Leo Lewis (26 de julho de 2012). «Mystery woman Ri Sol-ju revealed as Kim Jong-un's bride». The Australian. Consultado em 29 de dezembro de 2016. Arquivado do original em 26 de julho de 2012. (pede subscrição (ajuda)) 
  25. «Um tirano entre duas mulheres». 4 de janeiro de 2014. Consultado em 11 de setembro de 2016 
  26. «Ri Sol-ju, um rosto moderno para a opaca Coreia do Norte | VEJA.com». Consultado em 11 de setembro de 2016 
  27. «Ri Sol-ju: pass notes No 3,273». The Guardian (em inglês). 30 de outubro de 2012. Consultado em 29 de dezembro de 2016. [...] She's the communist Kate Middleton. 
  28. Hancocks, Paula (19 de setembro de 2012). «Kim Jong Il's sushi chef returns after fleeing for life». CNN. Consultado em 16 de maio de 2020 
  29. Moss, Hilary (19 de setembro de 2012). «Confirmed: When Ri Sol-ju Speaks, It Sounds Like Raindrops on Roses». The Cut (em inglês). Consultado em 16 de maio de 2020 
  30. Lee, Jeff (9 de agosto de 2012). «Ri Sol-ju, first lady of impoverished North Korea, shows off luxury Dior handbag». Consultado em 16 de maio de 2020. Arquivado do original em 12 de agosto de 2012 
  31. «Ri Sol-Ju Bag: Lady Dior Clutch Debate Strikes North Korea». LALate (em inglês). 9 de agosto de 2012. Consultado em 16 de maio de 2020 
  32. Prestwich, Emma (1 de novembro de 2016). «Kim Jong-Un's Wife Hasn't Been Spotted In Public In 7 Months». HuffPost (em inglês). Consultado em 16 de maio de 2020 
  33. «Sumiço de mulher de Kim Jong-un provoca rumores sobre seu paradeiro». O Globo. 1 de novembro de 2016 
  34. «Esposa de Kim Jong-un tem 1ª aparição pública após 9 meses». G1 
  35. «Esposa de Kim Jong-un reaparece após nove meses de ausência na imprensa - Notícias - UOL Notícias». UOL Notícias 
  36. «North Korea's first lady Ri Sol Ju seen for first time this year». CNN. 3 de maio de 2015. Consultado em 16 de maio de 2020 
  37. Mortimer, Carolline (31 de outubro de 2016). «No one has seen Kim Jon Un's wife for seven months». The Independent (em inglês). Consultado em 16 de maio de 2020 
  38. «N. Korean leader, wife make appearance at air combat competition». Yonhap (em inglês). 4 de dezembro de 2016. Consultado em 16 de maio de 2020. Arquivado do original em 5 de dezembro de 2016 
  39. Robbins, Josh (11 de julho de 2017). «Kim Jong-un's wife seen for the first time in four months». International Business Times (em inglês). Consultado em 16 de maio de 2020 
  40. Myers, Steven Lee; Perlez, Jane (27 de março de 2018). «Kim Jong-un Met With Xi Jinping in Secret Beijing Visit». The New York Times (em inglês). Consultado em 16 de maio de 2020 
  41. «Antes de reunião com Trump, Kim Jong-un concede título de primeira-dama a sua esposa - AFP - UOL Notícias». UOL Notícias 
  42. «Culto à personalidade: esposa de Kim Jong-un recebe novo título na mídia». Sputnik. Consultado em 20 de abril de 2018 
  43. «Antes de reunião com Trump, Kim Jong-un concede título de primeira-dama a sua esposa - AFP - UOL Notícias». UOL Notícias 
  44. «Culto à personalidade: esposa de Kim Jong-un recebe novo título na mídia». Sputnik. Consultado em 20 de abril de 2018 
  45. Ha-young, Choi (27 de abril de 2018). «First ladies of two Koreas meet for first time». The Korea Times (em inglês). Consultado em 16 de maio de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Media relacionados com Ri Sol-ju no Wikimedia Commons