Sukhoi Su-30

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sukhoi Su-30
(OTAN: Flanker-C)
Picto infobox Mig 29.png
Um Su-30 Russo
Descrição
Tipo / Missão Caça multiuso[1]
País de origem  Rússia
Fabricante Sukhoi
Período de produção 1992-presente
Quantidade produzida +500[2][3][4] unidade(s)
Custo unitário Su-30MK2: US$37.5 milhões em 2012[5]
Desenvolvido de Su-27
Primeiro voo em 6 de Junho de 1987
Introduzido em 1996
Variantes Sukhoi Su-30MKI
Sukhoi Su-30MKK
Sukhoi Su-30MKM
Tripulação 2
Especificações
Dimensões
Comprimento 21,935 m (72,0 ft)
Envergadura 14,7 m (48,2 ft)
Altura 6,36 m (20,9 ft)
Área das asas 62  (667 ft²)
Alongamento 3.5
Peso(s)
Peso vazio 17 700 kg (39 000 lb)
Peso carregado 24 900 kg (54 900 lb)
Peso máx. de decolagem 34 500 kg (76 100 lb)
Propulsão
Motor(es) 2 x turbofans de pós-combustão Lyulka AL-31FL
Empuxo:
  • Empuxo seco: 7 600 kgf (74 500 N) cada
  • Empuxo em pós-combustão: 12 500 kgf (123 000 N) cada
Performance
Velocidade máxima 2 120 km/h (1 140 kn)
Velocidade máx. em Mach 2.0 Ma
Alcance (MTOW) 3 000 km (1 860 mi)
Teto máximo 17 300 m (56 800 ft)
Razão de subida 230 m/s
Armamentos
Metralhadoras / Canhões 1× Canhão GSh-30-1 de 30mm
Mísseis R-27R-27ER (AA-10C), 2× R-27ET (AA-10D), 6× R-73E (AA-11), 6× R-77 RVV-AE (AA-12), 6× Kh-31P/A, 6× Kh-29T/L , 2× Kh-59ME
Bombas 6× KAB 500KR, 3× KAB-1500KR, 8× FAB-500T, 28× OFAB-250-270, arma nuclear de uso tático
Notas
KNAAPO,[6] Sukhoi,[7] Gordon and Davison.[8]

O Sukhoi Su-30 (Russo: Сухой Су-30); (OTAN: Flanker C) é um caça multiuso, bimotor, de dois tripulantes, com característica de supermanobrabilidade desenvolvido pela Sukhoi. Possui capacidade operacional em qualquer condição climática, podendo ser usado em combate ar-ar quanto em missões de interdição aérea.[9]

O Su-30 começou como um projeto interno de desenvolvimento da família Sukhoi Su-27 pela Sukhoi. Seu plano de design e nome foi renovado oficialmente pelo Ministério de Defesa da Rússia em 1996. Da família Flanker, apenas os Su-27, Su-30, Su-34 e Su-35 tiveram pedidos para produção em série pelo Ministério de Defesa. Os outros modelos, como o Su-37 e Su-47, eram protótipos. O Su-30 possui duas versões distintas, fabricadas por organizações concorrentes: KnAAPO e a Irkut, ambas sobre a influência do Grupo Sukhoi.

A KnAAPO produz o Su-30MKK e o Su-30MK2, o qual foi desenvolvido para venda a China e, posteriormente, a Indonésia, Uganda, Venezuela, e Vietnã. Devido ao envolvimento da KnAAPO nos estágios iniciais de desenvolvimento do Su-35, suas versões de Su-30 são basicamente tipos de Su-35 com dois lugares. A China escolheu uma mais antiga, porém mais leve, versão de radar assim como possibilidade de retirar os canards no intuito de aumento de capacidade de carga. O caça possui capacidades de supremacia aérea e ataque ao solo, sendo similar ao F-15E.[10]

A Irkut tradicionalmente servia as Forças de Defesa Aérea Soviética e, nos primeiros anos de desenvolvimento do Flanker, foi dada a responsabilidade de produção do Su-27UB, a versão de treinamento de dois tripulantes. Quando a Índia demonstrou interesse no Su-30, foi oferecido a Irkut o multiuso Su-30MKI, o qual foi originalmente modificado sobre plataforma do Su-27UB, contendo melhorias na aviônica para uso como caça. Ao longo de suas capacidades de ataque ao solo, a série teve adição de recursos para uso em superioridade aérea, como a introdução de canard, empuxo vetorial e radar passivo de escaneamento eletrônico de longo alcance. Suas derivações incluem o Su-30MKM, MKA e SM, em uso pela Malásia, Argélia e Rússia. A Força Aérea Russa opera vários Su-30 e fez pedidos para a versão Su-30SM.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Apesar do original Su-27 possuir bom alcance operacional, ainda não era o suficiente para as necessidades das Forças de Defesa Aérea Soviética (PVO, diferente da VVS, a Força Aérea Soviética). As Forças de Defesa Aérea necessitavam de uma aeronave para cobrir o vasto e extenso território da União Soviética. Consequentemente, houve o início de desenvolvimento em 1986 do Su-27PU, uma variante de melhorada das capacidades do Su-27, capaz de ser utilizado como avião de intercepção de longo alcance.[11] [12]

O Su-27UB de treinamento foi selecionado como base para o Su-27PU, devido, sobretudo, a sua performance igual ao Su-27 monoposto e necessidade de dois tripulantes em missões de longo alcance. O demonstrador de "prova de conceito" voou em 6 de Junho de 1987, tendo sucesso para o começo de desenvolvimento do trabalho sobre dois protótipos de Su-27PU. O primeiro voo do Su-27PU ocorreu em Irkutsk no dia 31 de dezembro de 1989, e os primeiros de três modelos de pré-produção voaram em 14 de Abril de 1992.[13]

Design[editar | editar código-fonte]

Um Sukhoi Su-30LL russo voando sobre a pista do Aeroporto Zhangjiajie Hehua a menos de um metro do chão

O Su-30 é um caça multiuso. Possui cockpit de dois tripulantes com freios aéreos atrás da canopy.[14]

Características de voo[editar | editar código-fonte]

Possui configuração integrada de aerodinâmica, combinado com o empuxo vetorial para habilidade de controle, o que resultam em alta manobrabilidade e características próprias de decolagem e pouso. É equipado com sistema digital fly-by-wire, possibilitando a aeronave realizar manobras aéreas avançadas, incluindo o Pugachev's Cobra e o tailslide. Tais manobras desaceleram rapidamente o avião, possibilitando a passagem de um perseguidor em dogfight, assim como a quebra de travamento de radar Doppler, já que a velocidade relativa da aeronave cai abaixo da possibilidade de registro do mesmo.[15]

Motores[editar | editar código-fonte]

O Su-30 possui dois motores Saturn AL-31F de pós-combustão com baixa taxa de contorno. Dois AL-31Fs, cada unidade com taxa de empuxo de 12,500 kgf (123 kN, 27,550 lb) em pós-combustão, chegando a Mach 2 em altitude, 1,350 km/h em baixa altitude, e com razão de subida de 230 m/s. Com reserva normal de combustível de 5,270 kg, o Su-30MK é capaz de realizar missões de combate de até 4 a 5 horas, com alcance de 3,000 km. Um sistema de reabastecimento aéreo aumenta o alcance para 5 200 km (3 200 mi) e a duração de voo até 10 horas em altitudes de cruzeiro.[6][7]

Aviônicas[editar | editar código-fonte]

A aeronave possui piloto automático com habilidade de uso em todos os estágios de voo, incluindo em voo de baixa altitude em modo de terreno de seguimento de radar, realizando individualmente e em grupo em situações de combate ar-ar e ataque ao solo/mar. O sistema de piloto automático fica interconectado com o de navegação para garantir rotas de voo, aproximação de alvo, volta a pista e aproximação final de pouso.[14]

História operacional[editar | editar código-fonte]

Intervenção russa na Guerra Civil Síria[editar | editar código-fonte]

Vários Su-30SMs foram enviados para a Síria na Intervenção russa na Guerra Civil Síria, com o intuito de providenciar escolta e localização de alvos para os bombardeiros ao atacar grupos de terroristas islâmicos. [16][17] Caças Su-30SM foram entregues no Aeroporto Internacional Bassel Al-Assad em Lataquia em Setembro de 2015. Pelo menos 4 Su-30SM foram vistos através de fotos de satélite na base.[18] No final de Dezembro de 2015, havia 16 Su-30SM na Base Aérea de Khmeimim.[19]

Potenciais operadores[editar | editar código-fonte]

A Força aérea de Bangladesh e o Ministério de Defesa anunciaram planos de adquirir um esquadrão de Su-30MK2 depois da entrega de 16 unidades de Yakovlev Yak-130 em 2015.[20]

A Tailândia formalmente solicitou informações para uma possível aquisição do Su-30MK/MK2. Contudo, o Saab Gripen foi colocado como prioridade.[21]

Em janeiro de 2016, o Ministro da Defesa da Armênia, Seyran Ohanyan, mencionou diálogos com a Rússia para a possibilidade de fornecer caças Su-30 para a Armênia devido ao acordo bilateral tecno-militar de cooperação entre ambos os países. [22]

Em fevereiro de 2016, Rússia concluiu acordo preliminar de exportação de uma quantidade não revelada de Su-30 para a Bielorrússia.[23]

O Ministério de Defesa do Irã anunciou em fevereiro de 2016 que o país possuía intenção de comprar um determinado número de caças Su-30SM.[24]

Variantes[editar | editar código-fonte]

Su-30MKI da Força Aérea da Índia
Su-30MKM da Força Aérea Real da Malásia
Su-30MK2
Su-30MKA sendo reabastecido por um Il-78 Midas
Sukhoi Su-30MK2 da - Força Aérea do Vietnã
Su-30K
Versão básica do Su-30 de exportação.
Su-30KI
Proposta de atualização de caças Su-27S da Força Aérea Russa. Também proposta para exportação à Indonésia, tenho 24 unidades encomendadas porém canceladas, subsequentemente, devido a Crise financeira asiática de 1997.[25]
Su-30KN
Atualização do projeto de caças operacionais de dois tripulantes, o Su-27UB, Su-30 e Su-30K. Foi cancelado pela Rússia, sendo reativado posteriormente como Su-30M2. Bielorrússia considerou atualizar antigos Su-30 indianos para a versão padrão Su-30KN.[26]
Su-30MK
Versão comercial do Su-30M revelado em 1993. Tal variante inclui equipamento de navegação e comunicação da Hindustan Aeronautics.[27]
Su-30M2
Versão de produção da KnAAPO baseada no Su-30MK2. A Força Aérea Russa fez uma encomenda inicial dessa variante em 2009. Testes de fábrica foram completos em setembro de 2010.[28][29][30] Vinte aeronaves foram encomendadas, 4 em 2009 e 16 em 2012.[31] Pelo menos 12 foram produzidas até agosto de 2014, sendo 4 do primeiro contrato de 2009, e 8 do segundo de 2012.[31] Foram utilizados como aeronaves de treinamento de combate, para atualizar os caças Su-27SM.
Su-30MKI
MKI de "Modernizirovannyi, Kommercheskiy, Indiski" que significa "Modernizado, Comercial, Indiano". Foram desenvolvidos em conjunto com a Hindustan Aeronautics para a Força Aérea da Índia. Incluem controle de empuxo vetorial (TVC) e canards. São equipados com complexa aviônica multinacional proveniente da Rússia, Índia, França e Israel.[32]
Su-30MKK
Versão de exportação para a China. MKK de Modernizirovannyi, Kommercheskiy, Kitayski que significa "Modernizado, Comercial, China".[33]
Su-30MKM
Derivação do Su-30MKI,[34] o MKM é uma versão altamente especializada para a Força Aérea Real da Malásia. Inclui controle de empuxo vetorial (TVC) e canards, porém com aviônica de países variados. Possui HUD, IRST (NAVFLIR) e Damocles do Grupo Thales Francês, além de míssil MAW-300 com sensor de aviso (MAWS) RWS-50 RWR e de laser (LWS) da SAAB Avitronics;[35] assim como radar Bars de radar passivo de escaneamento eletrônico, sistema de guerra eletrônica (EW), de localização óptica (OLS) e cockpit de vidro.[36]
Su-30MKA
Versão do Su-30MKI, com aviônica Francesa e Russa para a Argélia.[37]
Su-30SM
Versão especializada do Su-30MKI e MKM para as Forças Armadas Russas, produzido pela Corporação Irkut.[38][39] O Ministério da Defesa da Federação Russa se impressionou com a performance do Su-30 MKI e encomendou 30 Su-30SMs, a versão domestica do Su-30MKI para a Força Aérea Russa.[40] O Su-30SM é considerado como caça geração 4+.[41][42][43][44][45][46] A nova versão foi atualizada com os requerimentos militares russos para o radar, sistemas de comunicação de rádio, de identificação de aeronaves, assentos ejetores, armas e outros sistemas da aeronave.[47][48] O caça é equipado com radar Bars-R e HUD de ângulo variável.[39][48][49][50][51] Um contrato para 60 aeronaves foi assinado em março de 2012, com entrega prevista até 2016.[52] Em 21 de setembro de 2012, o Su-30SM realizou seu primeiro voo.[53] A versão de exportação, Su-30SME foi revelada no show aéreo de Singapura de 2016.[54]
Su-30MKV
Versão de exportação para a Venezuela.
Su-30MK2V
Variante do Su-30MK2 para o Vietnã com modificações menores.[55]

Operadores[editar | editar código-fonte]

Operadores militares do Su-30:
  Operadores
 Argélia
Um Su-30MKA da Argélia.

A Força Aérea da Argélia possui 44 Su-30MKA em serviço.[56] e mais 14 Su-30MKA foram pedidos em 2015.[57]

 Angola

Força Aérea Nacional de Angola solicitou 18 caças Su-30K em 16 de outubro de 2013 como parte de um acordo no valor de 1 bilhão, o qual também incluiu outros equipamentos e serviços de manutenção para o país. Os Su-30K foram inicialmente entregues a Índia nos anos de 1990, mas retornaram à Rússia em 2007.[58]

Cazaquistão

A Força Aérea do Cazaquistão solicitou um número de Su-30SM em fevereiro de 2015.[59] Os 4 primeiros foram entregues no início de 2015.[60]

 República Popular da China

O Força Aérea do Exército de Libertação Popular opera a variante Su-30MKK. A Força Naval Aérea do Exército de Libertação Popular opera com a versão Su-30MK2. No ano de 2012, a China operava 76 Su-30MKK e 24 Su-30MK2.[37]

 Índia
Sukhoi SU-30MKI da Força Aérea Indiana

A Força Aérea da Índia opera a variante Su-30MKI. Rússia fabricou os primeiros exemplares de Su-30MKI, sendo, posteriormente, construída uma versão sobre licença da aeronave pela Hindustan Aeronautics. A IAF possui cerca de 200 Su-30MKI em serviço em agosto de 2014.[61]

Indonésia

A Força Aérea da Indonésia solicitou 11 exemplares de caças Su-30MK/MK2.[62] Em setembro de 2013 todos os Su-30MK/MK2 já estavam ativos no inventário.[62]

 Malásia

A Força Aérea Real da Malásia, após realizar uma visita para ver os Su-30MKI indianos, solicitou 18 Su-30MKM em maio de 2003. Os dois primeiros Su-30MKMs foram formalmente entregues em Irkutsk em 23 de maio de 2007, chegando posteriormente na base aérea de Gong Kedak em 21 de junho.[63] Como parte do contrato, a Rússia enviou o primeiro cosmonauta malásio para a Estação Espacial Internacional em outubro de 2007.[64] A Malásia tem 18 Su-30MKMs em serviço.[65]

 Rússia
Um Su-30MK russo.
Uganda

As Forças Armadas de Uganda solicitaram 6 Su-30MK2s em 2010.[78][79] As duas últimas aeronaves pedidas foram entregues em junho de 2012.[80]

 Venezuela

A Força Aérea Venezuelana e o governo da Venezuela anunciaram em 14 de junho de 2006 a compra de 24 unidades de Su-30MK2. Os dois primeiros Su-30MK2 foram entregues no início de 2006 enquanto mais 8 foram comissionados durante o ano de 2007; 14 unidades chegaram em 2008.[81][82] Uma segunda leva de 12 Su-30MKV também foi considerada em 2009, mas não houve prosseguimento.[25] Possuíam 24 Su-30MK2s em janeiro de 2012.[83] Em outubro de 2015, a Venezuela anunciou a compra de mais 12 Su-30MK2 da Rússia por $480 milhões. [84]

 Vietnã

Força Aérea do Vietnã opera 4 Su-30MKs e 20 Su-30MK2Vs em 2013.[37] Em 21 de agosto de 2013, a Rússia anunciou que poderia entregar mais 12 Su-30MK2 sobre um contrato no valor de $450 milhões, com entregas entre 2014 e 2015.[85]

Especificações (Su-27PU/Su-30)[editar | editar código-fonte]

Desenho de linha do Sukhoi Su-30

KNAAPO,[6] Sukhoi,[7] Gordon and Davison.[86]

Dimensões
  • Comprimento: 21.935 m
  • Envergadura: 14.7 m
  • Área alar: 62.0 m²
  • Altura: 6.36 m
Pesos
  • Vazio: 17.700 kg
  • Carregado: 24.900 kg
  • Máximo de Decolagem: 34.500 kg
Desempenho
  • Velocidade Máxima: Mach 2.0; 2,120 km/h, 1,320 mph
  • Teto Operacional: 17,300 m
  • Raio de Ação: 3,000 km
Motores
  • Motor: AL-31FL
  • Tipo de motor: turbofans de baixo desvio
  • Número de jatos: 2
  • Empuxo principal: 7,600 kgf; 74.5 kN, 16,750 lbf
  • Empuxo em pós-combustão: 12,500 kgf; 122.58 kN, 27,560 lbf
Armamento
  • 1 × Canhão GSh-30-1 de 30 mm e 150 disparos

Mísseis Ar-Ar:

  • 6 × R-27ER1 (AA-10C)
  • 2 × R-27ET1 (AA-10D)
  • 6 × R-73E (AA-11)
  • 6 × R-77 RVV-AE(AA-12)

Mísseis Ar-Terra:

  • 6 × Kh-31P/Kh-31A anti-radar
  • 6 × Kh-29T/L guiado a laser
  • 2 × Kh-59ME

Bombas:

  • 6 × KAB 500KR
  • 3 × KAB-1500KR
  • 8 × FAB-500T
  • 28 × OFAB-250-270

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Su-30MK page». Sukhoi. Consultado em 3 de julho de 2011. 
  2. «Zbog čega Srbija neće Suhoje?». TangoSix.rs. July 25, 2013. 
  3. «Delivery of Su-30 MKI Fighters for IAF to get Delayed Due to HAL’s Limited Assembly Line». 
  4. «Russian Air Force to Get 21 Su-30 Fighter Jets in 2014». RIA Novosti. 2014-02-13. 
  5. Sputnik (21 agosto de 2013). «Russia to Deliver 12 Su-30 Fighter Jets to Vietnam – Source». rian.ru. Consultado em 1 April 2015. 
  6. a b c Sukhoi Su-30MK. KNAAPO.
  7. a b c «Su-30MK: Aircraft performance». Sukhoi. Consultado em 3 de junho de 2011. 
  8. Gordon and Davison 2006, pp. 92, 95–96.
  9. "Sukhoi Page Su-30Mk."
  10. «Russia-Libya in billion-dollar arms deal». Moscow Top News. Consultado em 2014-04-06. 
  11. Mariusz Wojciechowski, Słupsk (Polônia). «Project T-10PU Heavy interceptor fighter Su-27PU (Su-30)». Consultado em Junho de 2011. 
  12. "FAS Su-30."
  13. Greg Goebel/chapter 2 of 2/ public domain. «Second-Generation Su-27s & Derivatives». Consultado em 17 de fevereiro de 2014. 
  14. a b «Су-30». Airwar.ru. 
  15. «Discovering Novel Fighter Combat Maneuvers.» (PDF). Consultado em 2012-05-17. 
  16. «На авиабазе "Хмеймим" в Сирии размещены российские истребители Су-30СМ». РИА Новости. 
  17. http://sputniknews.com/military/20160608/1040989138/su30sm-capabilities-targeting-syria.html
  18. «Su-30SM fighters in Syria for war». AirForceWorld.com. 
  19. Cencoti, David. «These photos of everyday life at Hmeymim say a lot about the Russian Air Force operations in Syria». The Aviationist. Consultado em 23 de Dezembro de 2015. 
  20. «Bangladesh - Air Force Modernization». Consultado em 14 Dezembro de 2014. 
  21. Niels Hillebrand. «MILAVIA Aircraft - Sukhoi Su-30 Multi-Role Flankers». milavia.net. Consultado em 1 de abril de 2015. 
  22. «Armenia may acquire Russia-made Iskander-M missiles, Su-30 fighters». Reuters. Consultado em 23 de maio de2016. 
  23. Jennings, Gareth (10 de fevereiro de 2016). «Russia and Belarus agree Su-30 deal». Jane's Defence Weekly (Surrey, UK: Jane's Information Group) 53 (14). ISSN 0265-3818. 
  24. «Russia to sign contract this year to sell Su-30SM fighter jets to Iran». Reuters. Consultado em 17 de fevereiro de 2016. 
  25. a b Sukhoi Su-27 – Operator List. MilAvia.net, 14 de Março de 2009.
  26. "Belarus may buy outdated Su-30 fighters from Russia".
  27. «Sukhoi SU-30M technical data». 16 de novembro de 2011. 
  28. Sukhoi (28 September 2010). First serial Su-30M2 completed test flights. Press release. Página visitada em 3 de Julho de 2011.
  29. "Su-27 Flanker Variants Overview". Milavia, 18 de fevereiro de 2010.
  30. «Airbase in Krasnodar region will accommodate ten Su-30M2». Lenta.ru. Consultado em 2012-05-17. 
  31. a b «bmpd». livejournal.com. Consultado em 1 de abril de 2015. 
  32. «SU30MKI». Aircraftinaction.co.uk. Consultado em 2012-05-17. 
  33. MKK stands for Russian Mnogofunktzionniy Kommercheskiy Kitayski (Cyrillic: Многофунктзионний Коммерческий Китайски), "Multifunctional Commercial for China".[carece de fontes?]
  34. «The Hindu : India, Russia to make fighter variant for Malaysia». hinduonnet.com. Consultado em 1 de abril de 2015. 
  35. http://en.take-off.ru/pdf_to/to26.pdf
  36. Irkut Corporation (24 de maio de 2007). The first two serially produced Su-30MKM fighters for the Royal Malaysian Air Force has been demonstrated. Press release.
  37. a b c «Sukhoi Su-30 story in colours. Sukhoi Su-30 fighter worldwide camouflage and painting schemes. Prototypes, experimental planes, variants, serial and licensed production, deliveries, units, numbers. Russia, India, China, Malaysia, Venezuela, Belarus, Ukraine, Algeria, Vietnam, Eritrea, Angola, Uganda». mars.slupsk.pl. Consultado em 1 de abril de 2015. 
  38. Karnozov, Vladimir. "Russian air force orders thrust-vectoring Su-30SM fighters". Flight International, 21 de julho de 2011.
  39. a b [1]
  40. "Sukhoi Su-30SM An Indian Gift to Russia's Air Force." en.ria.ru. Retrieved: 30 de setembro de 2012.
  41. «The Aviationist » Satellite image shows four Russian Su-30SM parked in the open air at airfield in Syria». The Aviationist. 
  42. Sputnik (4 de setembro de 2015). «Russia's Black Sea Fleet in Crimea Receives SU-30SM Fighters». 
  43. «bellingcat - Russian SU-30SM in Syria, not SU-27 - bellingcat». bellingcat. 
  44. «The Aviationist » Here's a stunning video (including cockpit footage) of the awesome Sukhoi Su-30SM». The Aviationist. 
  45. «The Aviationist » Fighter generations comparison chart». The Aviationist. 
  46. «Air Force Magazine». googleusercontent.com. Consultado em 17 de setembro de 2015. 
  47. «Russia's Su-30SM to be showcased at KADEX-2014». Global Aviation Report. Consultado em 1 de abril de 2015. 
  48. a b http://en.take-off.ru/pdf_to/to28.pdf
  49. «Russia's new air force is a mystery». The Week. Consultado em 1 de abril de 2015. 
  50. http://en.take-off.ru/pdf_to/to15.pdf
  51. http://en.take-off.ru/pdf_to/to09.pdf
  52. «Russian Military to Get 30 More Su-30SM Fighter Jets». RIA Novosti. 2012-12-19. 
  53. Reed Business Information Limited. «PICTURES: Irkut launches Su-30SM test campaign». Flight Global. Consultado em 1 April 2015. 
  54. RGareth Jennings. «Singapore Airshow 2016: Russia reveals new Su-30SME 'Flanker' fighter». Janes Defence. Consultado em 19 de fevereiro de 2016. 
  55. Russia, Vietnam ink submarine, arms deal, spacewar.com, 2009-12-21, accessed 22 de dezembro de 2009.
  56. «IHS Jane's 360: Algerian Su-30MK order stokes Russian industry rivalry». Jane's. Consultado em 17 de setembro de 2015. 
  57. «TASS: Military & Defense - Russia, Algeria sign contract for 14 Su-30MKA aircraft». TASS. Consultado em 17 de setembro de 2015. 
  58. Angola Inks $1Bln Arms Deals With Russia - Rian.ru, 16 de outubro de 2013
  59. "Kazakhstan to acquire Su-30SM fighters". Jane's, 4 de fevereiro de 2015.
  60. «Kazakhstan Has Received Four Russian SU-30SM Fighters». bellingcat. 30 June 2015. Consultado em 23 de agosto de 2015. 
  61. Ajay Banerjee (3 de agosto de 2014). «Engine rejig to cut Su-30 burnouts». The Tribune [S.l.: s.n.] Consultado em 23 de agosto de 2014. 
  62. a b "Indonesia's Air Force Adds More Flankers". Defense Industry Daily, 10 de maio de 2013.
  63. The Malaysia Deal: Offsets & Updates. defenseindustrydaily.com
  64. Soyuz spacecraft takes first Malaysian into space. RT.com
  65. Reed Business Information Limited. «AirSpace». flightglobal.com. Consultado em 1 de abril de 2015. 
  66. http://bmpd.livejournal.com/1839328.html
  67. «Очередные три новых Су-30СМ вылетели из Иркутска». 
  68. http://bmpd.livejournal.com/1737325.html
  69. https://www.vedomosti.ru/politics/articles/2016/04/04/636259-su-30sm
  70. http://ria.ru/defense_safety/20160615/1447882995.html
  71. «Еще три морских Су-30СМ отправились в Саки». 
  72. "С соблюдением формальностей, ВВС в 2012 году примут на вооружение бомбардировщики Су-34" (in Russian). lenta.ru, 20 de setembro de 2011. Retrieved: 5 de outubro de 2012.
  73. «Минобороны и "Иркут" подписали контракт на поставку первых истребителей Су-30СМ для ВМФ». flotprom.ru. Consultado em 1 April 2015. 
  74. «МИНОБОРОНЫ РОССИИ И КОРПОРАЦИЯ "ИРКУТ" ЗАКЛЮЧИЛИ КОНТРАКТ НА ПОСТАВКУ ИСТРЕБИТЕЛЕЙ СУ-30СМ ДЛЯ МОРСКОЙ АВИАЦИИ ВМФ РОССИИ -Новости -Пресс-центр». irkut.com. Consultado em 1 April 2015. 
  75. «Пресс-служба Минобороны России: В летной программе авиасалона МАКС-2015 впервые будет представлен истребитель Су-30СМ морской авиации ВМФ России -Новости -Пресс-центр». irkut.com. Consultado em 17 de setembro de 2015. 
  76. «ТАСС: Армия и ОПК - Минобороны и корпорация "Иркут" подписали контракт на 8 истребителей Су-30СМ до 2017 года». ТАСС. Consultado em 17 de setembro de 2015. 
  77. «Морская авиация ЧФ пополнилась тремя истребителями Су-30СМ - Еженедельник "Военно-промышленный курьер"». 
  78. «Russia signs $1.2 bln contract for jet fighter delivery to Algeria, Uganda | Russia». RIA Novosti. Consultado em 2012-05-17. 
  79. Tabu Butagira, Martin Ssebuyira, "New Russian-built jet fighters arrive". Daily Monitor (13 de julho 2011).
  80. «Uganda receives final Su-30s from Russia». DefenceWeb. 7 June 2012. Consultado em 2 de setembro de 2013. 
  81. Air Forces Monthly, August 2006 issue.
  82. Chavez warns U.S. after getting Russian warplanes. RIA Novosti,
  83. "World Military Aircraft Inventory". 2012 Aerospace. Aviation Week and Space Technology, Janeiro de 2012.
  84. «Venezuela allocates $480m to buy Sukhoi aircraft from Russia». airforce-technology.com. Consultado em 2 de novembro de 2015. 
  85. Russia to Deliver 12 Su-30 Fighter Jets to Vietnam – Source - Rian.ru, 21 de agosto de 2013
  86. Gordon and Davison 2006, pp. 92, 95–96.


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons