Tropicália 2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tropicália 2
Álbum de estúdio de Caetano Veloso e Gilberto Gil
Lançamento agosto de 1993
Gravação Nas Nuvens, Polygram (Rio de Janeiro) e WR Salvador - março a maio de 1993
Gênero(s) Tropicália, Música Popular Brasileira, Axé
Duração 42:05
Gravadora(s) Wea
Produção Liminha, Gil e Caetano
Cronologia de Caetano Veloso
Circuladô ao Vivo
(1992)
Fina Estampa
(1994)
Cronologia de Gilberto Gil
Parabolicamará
(1991)
Acústico MTV
(1994)

Tropicália 2 é um disco de Caetano Veloso e Gilberto Gil lançado em agosto de 1993 pela gravadora Wea. Ele celebrou os 25 anos de lançamento do disco Tropicalia ou Panis et Circencis. Emprega sons de música eletrônica e axé music em canções de gêneros musicais do Brasil como a bossa nova.

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. Haiti (Caetano Veloso - Gilberto Gil)
  2. Cinema Novo (Caetano Veloso - Gilberto Gil)
  3. Nossa Gente (Roque Carvalho)
  4. Rap Popcreto (Caetano Veloso)
  5. Wait Until Tomorrow (Jimi Hendrix)
  6. Tradição (Gilberto Gil)
  7. As Coisas (Arnaldo Antunes - Gilberto Gil)
  8. Aboio (Caetano Veloso)
  9. Dada (Caetano Veloso - Gilberto Gil)
  10. Cada Macaco no Seu Galho (Chô Chuá) (Riachão)
  11. Baião Atemporal (Gilberto Gil)
  12. Desde que o samba é samba (Caetano Veloso)

Observação: há diferenças entre o original de 1993[1] e o relançamento feito em 2004[2]. Assim, a relação acima segue a ordem do lançamento original.

Crítica aos motoristas brasileiros[editar | editar código-fonte]

Na música Haiti, que abre o álbum, Caetano faz uma crítica ao hábito dos brasileiros de não respeitar o semáforo. Diz a música:

Por conta dessa crítica, Caetano foi convidado em 1994 a participar da série de televisão educativa Educação para o Trânsito. Além disso, também por conta dessa crítica, os dispositivos automáticos que fotografam os veículos que ultrapassam os sinais vermelhos foram apelidados de "caetano" no Brasil.[4]

Homenagem ao cinema novo[editar | editar código-fonte]

Entre as faixas, "Cinema Novo" é um samba que exalta o movimento do cinema novo.[5]

Edições[editar | editar código-fonte]

  • 1993 CD WEA
  • 1994 CS Elektra/Nonesuch 79339
  • 1994 CD Elektra/Nonesuch 79339
  • 2004 CD Universal International 518178

Referências

  1. «Caetano Veloso e Gilberto Gil - Tropicália 2». Discogs. Consultado em 8 de julho de 2016 
  2. «Caetano Veloso E Gilberto Gil - Tropicália 2». Discogs. Consultado em 9 de julho de 2016 
  3. Letras. Disponível em https://www.letras.mus.br/caetano-veloso/44730/. Acesso em 28 de fevereiro de 2017.
  4. Galileu. Disponível em http://galileu.globo.com/edic/93/tecnologia1.htm. Acesso em 24 de fevereiro de 2017.
  5. Béhague, Gerard (2006). «Rap, Reggae, Rock, or Samba: The Local and the Global in Brazilian Popular Music (1985–95)». Latin American Music Review. p. 79–90. doi:10.1353/lat.2006.0021 
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Caetano Veloso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.